Menu
2019-11-25T15:15:19-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Balanço

Investidor demanda LFT no Tesouro Direto, mesmo com Selic em queda

Papel atrelado à Selic é o mais demandado pelo quinto mês seguido. Em outubro, Tesouro Selic rendeu 0,43%, enquanto Tesouro IPCA 2045 teve alta de 8,52%

25 de novembro de 2019
15:15
Baú de tesouro com moedas e bússola
Imagem: PaulPaladin/Shutterstock

Outubro terminou com uma magra captação líquida de R$ 49 milhões pelo Tesouro Direto, sistema que permite a negociação de títulos públicos pela internet. E repetindo o comportamento dos últimos cinco meses, a demanda seguiu concentrada nos papéis atrelados à Selic, apesar da trajetória de queda da taxa básica de juros, que encerrou outubro em 5% e deve cair a 4,5% até o fim de 2019.

As vendas totais no mês foram de R$ 1,992 bilhão, enquanto os resgates totalizaram R$ 1,943 bilhão. Das vendas, R$ 847 milhões, ou 42,5%, ficaram concentrados no Tesouro Selic (LFT). Na sequência ficaram os papéis atrelados à inflação (38,4%) e os prefixados (19,1%).

Ao longo do mês foram realizadas 449.817 operações de venda de títulos a investidores. Segundo o Tesouro, a utilização do programa por pequenos investidores pode ser observada pelo considerável número de vendas até R$ 5 mil que correspondeu a 87,3% do total. O valor médio por operação foi de R$ 4.429,71.

Ainda não sabe usar o Tesouro Direto? Baixe aqui nosso guia completo de como ganhar dinheiro com essa aplicação.

Rentabilidades

No mês, o papel mais rentável foi o Tesouro IPCA+ 2045, que registrou variação de 8,52%. O Tesouro Selic rendeu 0,43%. Em 12 meses, destaque também para o Tesouro IPCA+ 2045, com alta de 78,11%.

Olhando o estoque, temos que os ativos atrelados a índice de preços representam 48,2% dos R$ 59,2 bilhões. As LFTs aparecem na sequência, com 33,8% e, por fim, os títulos prefixados, com 18,1%.

Investidores

Em outubro, 19.397 novos investidores operam via Tesouro Direto, elevando o saldo de investidores ativos para 1,171 milhão. Crescimento de 61,8% em 12 meses.

Já o número de pessoas cadastradas cresceu em 236.886 no mês, para 5,238 milhões, um aumento de 86% em 12 meses.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

A Bula do Mercado

Dia de decisão de BCs

Bancos Centrais dos EUA e do Brasil anunciam decisão de juros, mas atenção do mercado financeiro está na sinalização dos próximos passos

PRIVATIZAÇÃO

Privatização da Eletrobras será discutida no 1º semestre, diz Ferreira Júnior

“É a primeira vez que o Brasil vai fazer uma operação desse tamanho, temos que ir com calma”, disse durante palestra na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ).

ESTÁ DE SAÍDA

Oi anuncia saída de Eurico Teles da presidência

A saída ocorre no mesmo dia em que a companhia foi alvo da 69ª fase da Operação Lava Jato e que investiga supostos repasses financeiros que teriam sido realizados pela Oi / Telemar em favor de empresas do grupo Gamecorp/Gol

Oferta de ações

XP vende ação acima da faixa indicativa no IPO e estreia na Nasdaq valendo R$ 62 bilhões

Preço por ação da XP na oferta realizada na bolsa americana foi definido em US$ 27, acima do teto da faixa estipulada, que variava de US$ 22 a US$ 25, segundo a Broadcast/Estadão

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Rodada decisiva no jogo das tarifas

Além dos números da economia e das empresas, entender pelo menos um pouco sobre relações internacionais tornou-se fundamental para os investidores desde o início da guerra comercial entre Estados Unidos e China. A disputa, que está mais para um jogo de cartas do que para uma guerra propriamente dita, é acompanhada com tensão pelo mercado porque […]

Jogo tenso

Com as cartas da guerra comercial ainda na mesa, o Ibovespa e as bolsas globais fecharam em queda

O Ibovespa teve a segunda baixa consecutiva, refletindo o clima de cautela que tomou conta dos ativos globais nesta terça-feira. Lá fora, os mercados ficaram de olho nas movimentações da guerra comercial — e, ao menos por enquanto, não há nada definido entre EUA e China

DE OLHO NO GRÁFICO

Sinal amarelo para o S&P 500 e 16 ações para ficar de olho

Neste vídeo, eu analiso o S&P 500, o Ibovespa e outros indicadores americanos e indica 16 ações brasileiras para ficar de olho. A contagem regressiva para o fechamento de minha Última Imersão a preço de Black Friday está terminando. Garanta aqui o seu acesso

BANCO

Presidente do BB diz que não há nenhuma negociação sobre venda do banco para concorrente

Ele destacou que “é mentira” que o Banco do Brasil esteja negociando seu controle com outro grupo econômico. “Isso nunca passou por nossa cabeça”, disse Novaes

NOVIDADES À VISTA

Marfrig lança marca própria de hambúrgueres vegetais

Além dos investimentos na parte de produtos de origem vegetal, a Marfrig quer trazer mais dinheiro para o caixa da empresa. A empresa confirmou no começo deste mês que fará uma oferta subsequente de ações (follow-on)

Altas e baixas

Gol, Azul, Itaú e Banco do Brasil: os destaques do Ibovespa nesta terça-feira

O setor aéreo liderou as perdas do Ibovespa nesta terça-feira, com as ações da Gol e da Azul fechando em queda. Itaú e Banco do Brasil também caíram

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements