Menu
2019-11-11T13:15:41-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
de olho nos desafios do banco

Goldman Sachs inicia cobertura do Banco Inter com recomendação de venda e papéis caem

Para os analistas Tito Labarta, Jonathan Schajnovetz e Ashok Sivamohan, o preço-alvo em 12 meses é de R$ 11, o que representaria uma desvalorização de 28,5% em relação ao fechamento da última sexta-feira (7)

11 de novembro de 2019
12:55 - atualizado às 13:15
Cartão do Banco Inter
Cartão do Banco Inter - Imagem: Julia Wiltgen/Seu Dinheiro

De olho em expandir suas frentes de atuação para além dos serviços financeiros, o Banco Inter (BIDI4) vem chamando a atenção do mercado. Mas, apesar do sólido crescimento, há quem esteja mais cuidadoso e veja com ressalvas como será a capacidade do banco de monetizar a sua base de clientes.

Em relatório enviado ontem (10) a clientes, o banco Goldman Sachs anunciou o começo da cobertura dos papéis com recomendação de venda. Para os analistas Tito Labarta, Jonathan Schajnovetz e Ashok Sivamohan, o preço-alvo em 12 meses é de R$ 11, o que representaria uma desvalorização de 28,5% em relação ao fechamento da última sexta-feira (7).

A expectativa dos especialistas para o Inter vai na direção contrária ao que esperam para o setor de bancos cobertos pela instituição, em que a estimativa é que haja uma alta de 1% no preço-alvo das ações.

Depois de caírem mais de 3% no pregão desta segunda-feira (11), as ações do banco diminuíram um pouco as perdas. Por volta das 12h54, os papéis preferenciais da companhia estavam sendo negociados a R$ 15,02, uma queda de 2,34%.

De olho na monetização

Sem deixar de pontuar o sólido crescimento do Inter, os analistas destacaram que o maior desafio da instituição agora será "efetivamente monetizar a base de clientes para justificar o valor atual da ação".

Segundo eles, o banco terá muito trabalho para fazer com as taxas médias por cliente, por exemplo, fiquem em torno de R$ 50.

Os analistas destacaram dois aspectos que exigem atenção: o net promoter score (NPS) e o custo mais alto de aquisição do cliente. De acordo com os três, ainda que o NPS do banco - métrica que mede a satisfação e lealdade dos clientes  - esteja em 67, o valor vem caindo desde o primeiro trimestre de 2019 em que ele estava em 71.

Outro ponto é que custo de aquisição de clientes (CAC) aumentou cerca de 20% no último trimestre e fechou o período em R$ 22,37.

Para eles, há ainda o fato de que alguns múltiplos do banco estão bem altos quando comparados aos demais concorrentes do setor.

Na visão dos analistas do Goldman Sachs, a relação entre o preço/lucro da ação, - que indica quantos anos seriam necessários para recuperar o preço pago pela ação com os lucros que a empresa apresenta, supondo que o lucro por ação fique constante -, esperada para 2020 estaria em 66,2 vezes. O ponto é a média dos concorrentes estaria bem abaixo, em torno de 11,1 vezes.

O crescimento de clientes não para

Mesmo fazendo algumas ressalvas sobre pontos que aumentam o risco do investimento no banco, os analistas destacaram que a base de clientes do banco deve mais do que triplicar neste ano e fechar em 4,1 milhões. Eles também afirmaram que o Inter pode alcançar a marca dos 7,6 milhões no ano que vem. Apenas para fins de comparação, em outubro deste ano, o banco anunciou que tinha atingido a marca de 3,3 milhões de contas digitais.

"Nós esperamos também que os empréstimos aumentem em 45% neste ano e 41% no ano que vem, o que o coloca de volta nos trilhos para que o seu [retorno sobre patrimônio líquido (ROE)] mais do que dobre e chegue aos 14,6% em 2022, sendo que em 2020 o indicador deve ficar em 7,2% [...] Mas isso está mais do que precificado no valor premium da ação", destacaram os analistas do Goldman Sachs.

Números da companhia

O Inter anunciou os números do seu balanço na última quinta-feira (6). Na ocasião, o banco reportou um lucro líquido de R$ 11,8 milhões no terceiro trimestre de 2019, o que representa uma queda de 38,1% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Apesar da contração no comparativo ano a ano, o banco acumula um crescimento de 19,6% no seu lucro líquido nos nove primeiros meses do ano.

A receita, por sua vez, fechou o terceiro trimestre deste ano em R$ 297,3 milhões, o que consiste em uma alta de 37,8% ante igual período de 2018.

Já a margem financeira do Inter terminou o último trimestre em 8,7% (queda de 1,9 ponto percentual ano a ano). O indicador foi influenciado principalmente pela oferta de ações do banco, que passou a oferecer units na bolsa em julho deste ano.

Entre as iniciativas adotadas pelo banco para tentar monetizar a base de clientes estão a criação de um super app, que foi lançado de maneira mais discreta em agosto deste ano. Os super apps, como são mais conhecidos, são aqueles que reúnem produtos e serviços de diferentes modalidades em uma única plataforma.

A ideia do Banco Inter é transformar o aplicativo atual e ampliá-lo para um marketplace. O projeto deve se traduzir em uma nova fonte de receita para a instituição financeira.

Ao conversar comigo e com Vinicius Pinheiro no começo de setembro deste ano, o presidente do banco, João Vitor Menin, disse que a venda de produtos dentro do aplicativo poderia ter potencial de gerar até R$ 500 milhões de receita em 2021.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

MUDANÇAS À VISTA?

Concessionária de Viracopos ‘sinaliza’ com processo de devolução, diz ministro

No fim de novembro, a Aeroportos Brasil, administradora de Viracopos, protocolou na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) as considerações finais do processo de caducidade (extinção) do terminal de Campinas

Leilões

Governo projeta até 44 leilões para 2020, incluindo a rodovia presidente Dutra

Em 2019, segundo o ministro, o governo realizou 27 licitações. Foram 13 terminais portuários, um trecho da Ferrovia Norte-Sul, as rodovias BR-364 e 365 e 12 aeroportos

O Ibovespa e o eu do futuro

A Helena, minha filha de nove anos, e os amigos da escola decidiram escrever uma carta para o “eu do futuro” como trabalho de final de ano – hoje é o último dia de aula. Eu nunca tive esse tipo de atividade quando criança, mas já pensei várias vezes em como seria fazer algo do […]

Pelos poderes de Grayskull

Com corte na Selic e alívio na guerra comercial, o Ibovespa teve a força nessa semana

Sinalizações amigáveis do BC em relação à taxa de juros, visão positiva da agência de risco S&P quanto ao Brasil e acordo comercial entre EUA e China: eis os superpoderes do Ibovespa nesta semana

ENERGIA

Eletrobras e Ande fecham acordo sobre divisão de energia de Itaipu

Ainda de acordo com a nota, agora será possível a formalização dos contratos entre a entidade binacional e as empresas compradoras

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: Mais um corte na Selic. Será o último?

Os repórteres do Seu Dinheiro comentam o novo corte de 0,5 ponto na Selic e discutem os próximos passos do BC em relação à taxa de juros

Ação sobe forte

Investidor vê descoberta de fraude contábil na Via Varejo como parte da “faxina” da nova gestão

Apesar do prejuízo que pode chegar a R$ 1,4 bilhão no balanço do quarto trimestre, as ações da companhia (VVAR3) registram forte alta hoje na bolsa

Última forma

Agora que o governo voltou atrás, saque aniversário do FGTS ficou mais vantajoso

Há mais ou menos um mês eu publiquei aqui no Seu Dinheiro uma matéria sobre em quais situações o saque aniversário do FGTS valeria a pena. Trata-se de uma nova modalidade de saque do fundo de garantia em que o trabalhador pode escolher receber uma parte dos seus recursos depositados no fundo uma vez por […]

IPO À VISTA

Bahia pretende abrir capital da Embasa em 2020 e arrecadar de R$ 4 bi a R$ 5 bi

Segundo ele, o tema já está sendo discutido com bancos nacionais e internacionais, como Banco do Brasil, Caixa e Santander

enfim uma trégua

China e EUA fecham ‘fase 1’ de acordo comercial

País presidido por Trump deve retirar tarifas sobre produtos chineses em fases; novas tarifas previstas para entrar em vigor no dia 15 não mais serão levadas adiante

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements