Menu
2019-10-24T17:58:01+00:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Bolsa e dólar hoje

Vira, vira, vira, virou! Após mudança de direção, bolsa fecha em baixa e dólar sobe em dia de realização de lucros

Ibovespa perdeu o patamar de 107 mil pontos e dólar voltou a subir depois de ter chegado a cair abaixo de R$ 4

24 de outubro de 2019
10:32 - atualizado às 17:58
Canoa virada
Humor do mercado foi virando ao longo do dia, mudando a direção dos últimos dias. Imagem: Shutterstock

Quando o pregão desta quinta-feira (24) começou, parecia que teríamos mais um dia de ganhos na bolsa e queda do dólar e dos juros futuros. O Ibovespa abriu em alta, animado pelo otimismo externo e as boas perspectivas do mercado para os resultados trimestrais a serem divulgados por Vale e Petrobras agora à noite.

Já a moeda americana recuava para o nível dos R$ 4 e chegou até mesmo a cair abaixo deste patamar, diante da expectativa de entrada de dólares no país com o leilão da cessão onerosa do petróleo marcado para 6 de novembro. Com isso, os juros futuros recuavam, tanto na ponta longa quanto na curta.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Porém, gradativamente, todos os indicadores foram virando. Ainda pela manhã, o Ibovespa passou para o terreno negativo, num movimento de realização de lucros após três sessões consecutivas de formidável alta. Sem novidades no noticiário, e com as bolsas americanas com sinais mistos, não houve tração para os ganhos prosseguirem, e o índice perdeu o patamar de 107 mil pontos.

No meio da tarde foi a vez do dólar à vista, que passou a subir com a recomposição de posições após o rompimento do "patamar psicológico" de R$ 4, uma vez que a cotação da moeda se tornou atrativa e os ambientes nacional e internacional ainda requerem cautela.

Finalmente, no fim do dia, a mudança de sinal do dólar levou os juros futuros mais longos a virarem para a alta.

Depois de tantas viradas, o Ibovespa fechou em baixa de 0,52%, aos 106.986 pontos. Já o dólar à vista fechou em alta de 0,29%, a R$ R$ 4,0446. Os juros futuros com vencimento em janeiro de 2021 ainda conseguiram fechar em queda, passando de 4,497% para 4,46%. Mas os contratos para 2023 subiram de 5,46% para 5,48%, enquanto os vencimentos de 2025 avançaram de 6,131% para 6,15%.

Super quinta de balanços

A divulgação de balanços no Brasil e no exterior também foram motores importantes nos mercados nesta quinta-feira. Por aqui, Vale e Petrobras divulgam seus resultados do terceiro trimestre após o fechamento do pregão.

Apesar de terem começado o dia em alta, as ações das duas companhias fecharam com perdas significativas. As ações preferenciais da Petrobras (PETR4) terminaram o pregão em baixa de 2,18%, enquanto as ordinárias (PETR3) recuaram 1,97%. Os papéis da Vale (VALE3) fecharam em queda de 0,76%.

As maiores quedas do dia, por sua vez, foram de duas ações que refletiram o desapontamento dos investidores com os balanços divulgados pelas suas empresas.

A maior baixa do Ibovespa ficou por conta dos papéis da CSN (CSNA3), que terminou o pregão com perdas de 6,85%, diante de resultados trimestrais decepcionantes. A siderúrgica amargou prejuízo, quando a previsão dos analistas era de lucro.

A segunda maior queda do índice foi das ações da Localiza (RENT3), que fecharam em baixa de 6,17%. A locadora de veículos apresentou lucro abaixo do esperado.

Bolsas americanas terminam o pregão com sinais mistos

As bolsas americanas abriram em alta, mas fecharam com sinais mistos. O Dow Jones caiu 0,11%, para 26.805 pontos; já o S&P 500 avançou 0,19%, para 3.010 pontos e o Nasdaq subiu 0,81%, para 8.185 pontos.

Nos Estados Unidos, os resultados das empresas deram a tônica dos mercados.

As ações do Twitter, por exemplo, recuaram 20,81% após resultados abaixo do esperado. A companhia registrou lucro líquido de US$ 36,5 milhões no terceiro trimestre, com um lucro por ação de US$ 0,17, inferior aos US$ 0,20 esperados por analistas.

As ações da 3M também recuaram 4,07%, após a companhia ter apresentado receita de US$ 7,99 bilhões no terceiro trimestre, inferior aos US$ 8,17 bilhões esperados. O lucro líquido de US$ 1,58 bilhão, com US$ 2,72 por ação, no entanto, superou a expectativa de US$ 2,49 previstos pelo mercado.

A American Airlines, por sua vez, reagiu bem aos resultados, com alta de cerca de 4%. A companhia anunciou um lucro líquido de US$ 425 milhões no terceiro trimestre. O lucro por ação foi de US$ 1,42, superior ao US$ 1,40 previsto por analistas. A receita da aérea foi de US$ 11,9 bilhões, alta de 2,5% em relação ao mesmo período de 2018.

Os papéis da Tesla tiveram forte alta de mais de 15% diante da divulgação de resultados surpreendentes no terceiro trimestre. A empresa de Elon Musk registrou um lucro líquido de US$ 143 milhões, o que representa um lucro por ação de US$ 1,86. Os analistas esperavam um prejuízo de 42 centavos por ação.

Indicadores

O Banco Central Europeu (BCE) decidiu manter as taxas de juros na reunião desta quinta-feira. A taxa de refinanciamento permaneceu zerada, e a taxa de depósito ficou em -0,50%. A instituição ressaltou que reiniciará o programa de relaxamento quantitativo (QE ou Quantitative Easing) com a compra de 20 bilhões de euros em ativos por mês a partir de 1º de novembro. A medida, diz o BCE, ocorrerá por todo tempo necessário, e será encerrada pouco antes de a instituição voltar a subir os juros.

Segundo a autoridade monetária da zona do euro, a perspectiva é de manutenção ou corte nos juros para que a inflação na região suba para perto da meta, de pouco menos de 2% ao ano. Atualmente, a inflação na zona do euro está em 0,8%.

Mais cedo, foi informado que as encomendas de bens duráveis nos Estados Unidos baixaram 1,1% em setembro ante agosto, número superior às estimativas dos economistas, de retração de 0,8%.

Segundo Alejandro Ortiz, integrante da equipe econômica da Guide, o desempenho misto das bolsas americanas hoje também se deve em parte a esse dado negativo. Ele destaca que os novos pedidos de bens de capital não relacionados a defesa e aeronaves, medida relacionada ao investimento das empresas, teve queda de 0,5% pelo segundo mês consecutivo.

Por outro lado, os pedidos de auxílio-desemprego nos EUA recuaram 6 mil na semana até 19 de outubro, e alcançaram 212 mil, pouco menos do que as 215 mil solicitações projetadas por analistas, um dado que pode ser considerado positivo.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

dia de baixa

Ações da Tesla caem forte após companhia apresentar picape elétrica

Modelo futurista Cybertruck deve custar pelo menos US$ 39,9 mil; nesta sexta-feira, os ativos da montadora caíam quase 6%, mas já subiram 39% desde o balanço

Análise

Qual impacto do churrasco na Selic?

Alta no preço da carne ainda não teria força para barrar queda da Selic, mas reforça discurso de cautela do Banco Central

fala ministro

Guedes defende acabar com imposto sobre folha de pagamentos

Em evento, ministro da Economia destacou que a aprovação da reforma da Previdência derrubou a primeira torre de descontrole de gastos no País

clima de otimismo

Um dos maiores terminais de contêineres da América Latina, Santos Brasil inicia investimento de R$ 1 bilhão

Mesmo com uma reação tímida da economia, terminal prevê crescimento; expectativa é que chegue a 1,8 milhão de contêineres ao fim de 2019

Fundo sustentável

Este robô de investimentos investe em Tesla, Beyond Meat e outras empresas “verdes” para você

Gestora Warren, que monta carteiras de investimento para pessoas físicas com base em inteligência artificial, acaba de lançar fundo de investimento em ações de empresas sustentáveis no Brasil e no exterior

Hora do acordo?

Acordo com a China está muito perto, diz Trump

Situação na região autônoma de Hong Kong é o mais recente tema de tensão entre Washington e Pequim, depois que o Congresso americano aprovou um projeto de lei em apoio às manifestações

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta sexta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

de olho no gráfico

Bitcoin e outras sete criptomoedas para ficar de olho

Neste vídeo, abordo a tendência de ativos como Augur, Stellar e Vechain; além disso, dou minha opinião sobre o potencial do bitcoin como moeda mundial

IPCA-15

Prévia da inflação fica em 0,14% em novembro, segundo o IBGE

Resultado ficou dentro das estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados na pesquisa do Projeções Broadcast, cujo intervalo ia de 0,09% a 0,31%, porém veio abaixo da mediana positiva de 0,16%.

Recuperação

Ibovespa opera em alta e ronda os 108 mil pontos; dólar cai a R$ 4,18

Declarações mais amenas do presidente dos EUA, Donald Trump, em relação às negociações com a China dão ânimo aos mercados globais e fortalecem o Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements