IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2023-01-23T14:37:27-03:00
Carolina Gama
TÁ NA MODA?

C&A (CEAB3) é opção para quem quer small caps e exposição ao varejo? O Citi responde

De modo geral, o banco está menos otimista com o setor de varejo de vestuário brasileiro neste ano; descubra os motivos para isso e como a empresa se encaixa nesse cenário

23 de janeiro de 2023
14:37
Loja da C&A Cea
Loja da C&A -

Assim como acontece com roupas, sapatos e acessórios, algumas ações também caem no gosto dos investidores — seja pelo bom momento do setor, pelo ponto de entrada atrativo ou pelo potencial de valorização. Conhecida por acompanhar as tendências, será que a C&A (CEAB3) também segue na moda entre os papéis da Bolsa?

Segundo o Citi, nem tanto. As ações CEAB3 tiveram a recomendação neutra mantida pelo banco, mas o preço-alvo foi cortado: passou de R$ 3,60 para R$ 3,50 — um potencial de valorização de 14% com relação ao fechamento de sexta-feira (20). 

De modo geral, o Citi diz que está menos otimista com o setor de varejo de vestuário brasileiro neste ano. Mas o banco detalha as razões para a mudança com relação à C&A neste momento. 

Por volta de 14h35, as ações CEAB3 recuavam 5,54%, cotadas a R$ 2,90.

C&A: lucratividade mais baixa

O Citi vê a C&A com capacidade de investimento limitada, ou seja, menor Capex, o que reduz o crescimento da receita da empresa no médio prazo. 

Além disso, as despesas de SG&A  (Selling, General & Administrative Expense — vendas, despesas gerais e administrativas) ainda pesam na lucratividade da C&A. Por isso, o banco manteve a recomendação neutra, mas cortou o preço-alvo de CEAB3.

O Citi também incorporou menos aberturas de lojas para 2023 — para 6 lojas, de 15 anteriormente — dada a capacidade de investimento mais limitada da empresa. Esse fator deve resultar em um crescimento de 8,8% da receita, contra 12,5% anteriormente. 

Prévia do quarto trimestre

Após registrar vendas de vestuário abaixo do esperado no terceiro trimestre, o Citi observa um cenário desafiador contínuo para a C&A no quarto trimestre, que reflete: 

  • Temperaturas mais baixas impactando as novas coleções de verão, principalmente na região Sudeste;
  • Menor tráfego nas lojas em função da Copa do Mundo Fifa. 
  • Essa ação é a ‘queridinha’ dos analistas para 2023: com papéis baratos e grandes perspectivas de crescimento, é a melhor opção para buscar bons lucros na bolsa este ano. CONFIRA AQUI O TICKER

Como resultado, o banco projeta vendas de vestuário estáveis entre outubro e dezembro 2022  — alta de 13% em relação a 2019. 

Em uma base consolidada, o banco estima crescimento de 4% da receita no comparativo anual e uma margem ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) de 11,7%.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa sobe em meio ao caos de um interminável janeiro; o que afeta a bolsa nos próximos dias?

31 de janeiro de 2023 - 18:57

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta terça-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo

MELHORES DO MÊS

Renascimento cripto: bitcoin (BTC) volta a brilhar, sobe mais de 30% e é disparado o melhor investimento de janeiro; títulos do Tesouro ficam na lanterna

31 de janeiro de 2023 - 18:46

As medalhas de prata e bronze foram para o ouro e para o Ibovespa, em um movimento de busca por segurança — e barganhas

ESTAGNOU?

Dividendos do Maxi Renda (MXRF11) não cresceram em 2022, mas os proventos destes outros três fundos imobiliários subiram mais de 50% — veja quais são

31 de janeiro de 2023 - 18:33

O melhor resultado foi obtido pelo Santander Papéis Imobiliários CDI (SADI11), com alta de 77,1%

RELATÓRIO DE PRODUÇÃO

Pé no freio: produção e vendas da Vale (VALE3) registram recuo tímido em 2022; confira os destaques operacionais da mineradora

31 de janeiro de 2023 - 18:30

A produção e a comercialização de minério de ferro da companhia se aproximaram da estabilidade no ano passado, com leves quedas

HORA DA VIRADA?

CEO da BRF (BRFS3) está otimista após reabertura chinesa

31 de janeiro de 2023 - 17:57

Na avaliação de Miguel Gularte, CEO da BRF (BRFS3), a recuperação da companhia vai acontecer mais cedo do que o previsto pelo mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies