2022-06-29T11:09:05-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
SEM PRESSA PARA LUCRAR

Credit Suisse derruba em 40% projeção para ações da Hapvida (HAPV3), mas segue recomendando compra

Com o cenário macro pesando sobre o balanço da Hapvida (HAPV3), o banco suíço reduziu o preço-alvo e alertou quem busca lucros no curto prazo

28 de junho de 2022
14:37 - atualizado às 11:09
Hospital Eugênia Pinheiro, da Hapvida
Hospital Eugênia Pinheiro, da Hapvida - Imagem: Divulgação

Com quase metade do ano ficando para trás, já deu para notar que em muitos setores as incertezas macroeconômicas superam a confiança do mercado no modelo de negócio de uma companhia – o que explica muitas queridinhas da bolsa estarem em queda livre em 2022. Uma dessas empresas é a Hapvida (HAPV3).

A operadora de saúde foi a responsável por liderar a expansão do setor de saúde nos últimos anos, mas acumula uma queda superior a 50% em 2022. Apesar da queda recente, os analistas Maurício Cepeda e Pedro Caravina, do Credit Suisse, mantêm a recomendação de compra para os papéis – mas com um preço-alvo bem mais baixo do que o inicial. 

Em relatório divulgado nesta terça-feira (28), o banco suíço cortou sua projeção para as ações da Hapvida em mais de 40%, de R$ 16,70 para R$ 9,50. Embora o novo número siga indicando uma valorização de 70%, os papéis de HAPV3 exibem forte queda. Hoje, as ações fecharam com baixa de 5,78%, cotadas a R$ 5,22.

Hapvida (HAPV3): Não tenha pressa para lucrar

O Credit Suisse reforçou a sua recomendação de compra, mas isso não é um sinal de que os investidores devam esperar realizar lucros no curto prazo. Os analistas do banco apontam que pelo menos pelos próximos seis meses é improvável que algum gatilho positivo impacte os papéis. 

A empresa deve ver a inflação pressionando as margens enquanto existe pouco espaço para reajuste nos preços dos planos, isso sem falar na dificuldade de crescimento orgânico – ponto que desagradou os especialistas nos últimos balanços divulgados pela companhia. 

A fusão com a NotreDame Intermédica (ex-GNDI3) também segue pressionando os custos da companhia enquanto as duas empresas intensificam as sinergias entre os negócios. Segundo os cálculos dos analistas, o programa de stock options não necessariamente afeta a receita, mas faz parte do balanço contábil. 

Do ponto de vista operacional, a empresa deve seguir sendo negativamente impactada pela alta da inflação e uma sinistralidade mais alta de players adquiridos nos últimos anos nos próximos trimestres – o que pressiona os múltiplos, mas não altera a tese de investimento. 

No relatório, os analistas apontam que um reajuste mais rápido que o esperado e uma recuperação do crescimento orgânico podem ser gatilhos significativos para a alta do papel, mas é preciso monitorar o crescimento da competição no setor e o impacto que a perda de renda pela inflação pode gerar. 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Todos os olhos e ouvidos do Ibovespa voltados para a inflação de hoje enquanto as bolsas internacionais aguardam os dados dos EUA

9 de agosto de 2022 - 7:43

Os índices internacionais aguardam os números de inflação dos EUA, que só devem ser conhecidos na quarta-feira

Balanço

BTG Pactual (BPAC11) tem lucro de R$ 2,175 bilhões no 2T22 e renova recorde

9 de agosto de 2022 - 7:26

Lucro líquido recorrente de R$ 2,175 bilhões do BTG no segundo trimestre representa um avanço de 26,5% em relação ao mesmo período de 2021

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Um mundo tomado pela inflação: entenda ao que é preciso prestar atenção para saber se os preços vão finalmente parar de subir

9 de agosto de 2022 - 6:10

O processo de normalização dos preços será fundamental para que consigamos ter maior previsibilidade quanto ao futuro dos ativos de risco

COMBUSTÍVEIS

Mudou de ideia? Bolsonaro diz que política de paridade de preços da Petrobras (PETR4) pode ser mantida como está

8 de agosto de 2022 - 20:43

Bolsonaro anunciou que vai manter os impostos federais dos combustíveis zerados no próximo ano

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) perde um pouco de tração, mas segue operando em alta; saiba o que mexe com a maior criptomoeda do mundo

8 de agosto de 2022 - 20:04

O destaque do dia foi para o ethereum (ETH), mas não pela alta de preços e sim pelo volume negociado nas últimas 24h

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies