Menu
2021-04-01T12:56:38-03:00
Bruno Monteiro

Um mercado promissor: por que ter Canabidiol na carteira?

1 de abril de 2021
17:00 - atualizado às 12:56

Ao que tudo indica, o Senado Mexicano aprovará o uso recreativo da Cannabis. Se esse cenário realmente ocorrer, o México se tornará o maior mercado consumidor de Cannabis, atrás de Uruguai e Canadá.

Atualmente, o Canadá, principal mercado legalizado, movimentou 2,1 bilhões de dólares em 2020. Já os Estados Unidos, com sua particularidade de autonomia dos estados, movimentou 17,5 bilhões de dólares, sendo que 36 estados aprovam o uso medicinal e 15, o uso recreativo da Cannabis. E aqui, um dado interessante: na última pesquisa, 68% da população americana é favorável à legalização.

E mais, depois da gravação desse vídeo, o estado de Nova York aprovou a legalização do uso recreativo. A previsão é que esse mercado movimente 6 bilhões de dólares. A estimativa é que em 2025 os Estados Unidos tenha uma movimentação de 40 bilhões de dólares.

Assista ao vídeo, apresentado por Enzo Pacheco:

A partir daí, é possível chegar à conclusão de que é um mercado que está muito no começo e tem muito espaço para crescer. Comparando com dois segmentos, podemos chegar em uma estimativa do que acontecerá. Hoje, o segmento de tabaco movimenta 102 bilhões de dólares nos Estados Unidos, enquanto o de álcool, 233 bilhões.

Entretanto, é importante frisar que por ser um mercado incerto no Brasil, o ideal é ter apenas uma pequena parte do seu portfólio nesse segmento. Recentemente tivemos a legalização na venda das farmácias e no último trimestre, as empresas reportaram receitas maiores do que empresas consolidadas como Arezzo, Vivara, Petz, etc.

Apesar dos diversos riscos, o cenário é promissor, principalmente no exterior:

  • Legalização a nível federal nos Estados Unidos;
  • Safe Baking Act - instituições financeiras fornecerem serviços de produtos para as companhias de Cannabis. Hoje em dia, essas empresas não podem aceitar cartões de crédito e débito;
  • Section 208E - não permite que empresas deduzam despesas para o gerenciamento dos negócios. Algumas delas já possuem margens muito boas, mas não conseguem debitar para pagar impostas. Se isso for esclarecido, poderemos ver uma nova alta nas ações;
  • Diversos outros países podem seguir os passos do Canadá, Uruguai e México.
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

em meio à crise

Em reunião com empresários, Bolsonaro defende vacinação e diz não ter preocupação com CPI da Covid

Presidente e ministros participaram de uma videoconferência com o grupo que reúne os 50 maiores grupos privados do País

seu dinheiro na sua noite

Ação da Moura Dubeux caiu 50% desde o IPO. Ficou barata?

O ano de 2020 começou promissor para a economia brasileira e com boas perspectivas para a chegada de novas empresas à bolsa. A temporada de IPOs se iniciou nos primeiros dias de fevereiro, com a estreia da construtora Mitre, seguida da empresa de tecnologia Locaweb. Mais para meados do mês, vimos a abertura de capital […]

ampliação de sortimentos

Lojas Americanas compra Imaginarium e prevê aumentar marcas próprias

Companhia anunciou aquisição do Grupo Uni.co, mas não revelou valores; com negócio, Americanas avança sobre varejo especializado em franquias

FECHAMENTO

Mercado olha desconfiado para Orçamento e Ibovespa acompanha queda do exterior; dólar fica estável

Com a agenda de indicadores esvaziada e a véspera de feriado, os investidores acabaram optando pela cautela

Prioridade na Casa

Câmara aprova requerimento de urgência sobre projeto de privatização dos Correios

A medida permite que a proposta “fure” a fila de votação de projetos e pode agilizar o processo de desestatização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies