O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-12-23T16:14:06-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Conteúdo Empiricus

Previdência privada: entenda o que é e as vantagens

Fundos de aposentadoria privada podem ser ótimas opções para aqueles que buscam retornos futuros; fique por dentro

23 de dezembro de 2021
16:14

Fim de ano à porta e você já deve estar traçando os seus planos de investimentos para 2022. Mas você sabia que ainda pode buscar ganhos futuros aportando em PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) nesta reta final de 2021?

Você já deve ter entendido que o vídeo a seguir trata de previdência privada.

Isso mesmo, aquela que é a previdência para autônomos — sejam eles os investidores, empreendedores ou profissionais liberais — e para os contribuintes do INSS que buscam complementar a aposentadoria no futuro.

Mas o que não te contaram é que a Receita Federal dará um “Cashback” oficial para aqueles que fizerem uma previdência privada do tipo PGBL.

Como? Com o abatimento do valor aportado em algum fundo de previdência desse tipo sobre o valor do IR (Imposto de Renda). Isso significa que ao aplicar uma parte de seus ganhos em um plano de previdência PGBL, você tem garantido a restituição desse valor na hora da declaração do IR. 

Mas atenção, pois o limite da dedução no IR, segundo regra da Receita Federal no PGBL, é de até 12% sobre a sua renda tributável anualmente. Ou seja, se você ganha R$ 100 mil ao ano, poderá deduzir do imposto R$ 12 mil ou reavê-los em forma de restituição na hora da declaração do IR. 

Além disso, os brasileiros adeptos desse tipo de previdência tem que atender alguns quesitos: optar pelo modelo de declaração completa do IR e ser contribuinte do INSS.

Diferentemente do VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) que não conta com esse benefício fiscal, já que a declaração do IR é sobre o valor total recebido anualmente. Em outras palavras, ele é indicado para os brasileiros que fazem a declaração simplificada do imposto de renda.

Tributação regressiva e progressiva: Como escolher?

O brasileiro que optar pela previdência privada também terá que lidar com a escolha do regime de tributação conforme o seu perfil. No caso, existem dois modelos: o regressivo e a progressivo

No primeiro, o valor da alíquota do IR diminui conforme o tempo entre a data da contribuição e a data do resgate. Sendo calculada inicialmente em 35% e diminuindo a cada 2 anos em 5%. Ou seja, em 10 anos, você poderá pagar até 10% no imposto de renda.

No segundo, a tributação varia de 0% a 27,5% conforme o valor da contribuição na previdência privada. Ela é descontada mensalmente na sua folha salarial e, além disso, no futuro, quando você for resgatar o seu plano de previdência, a tabela vigente incidirá sobre o valor do resgate. 

Agora fica a dúvida: Todos podem optar pelo fundo de previdência privada?

Embora possa parecer que o fundo de previdência privada é sinônimo de investimento de autônomos e contribuintes do INSS, tenha a certeza que a previdência privada é para todos os perfis e idades.

Essa reserva é indicada para aqueles que têm planos futuros e que buscam um complemento à aposentadoria pública. 

Por isso, confira o vídeo, além de entender melhor o que é previdência privada, será disponibilizado um bônus: uma planilha para você simular e ver o melhor modelo de declaração de imposto de renda. Assim, você saberá qual a aposentadoria privada que mais combina com o seu perfil.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

PORTFÓLIO DE BILHÕES

Aposta contra a Apple (AAPL34)? Veja as mudanças que Warren Buffett, Michael Burry e investidores de elite fizeram nas carteiras

Esses pesos-pesados do mercado financeiros tomaram decisões surpreendentes no primeiro trimestre; confira as mudanças mais significativas que eles fizeram no período

DO BRASIL PRO MUNDO

Guedes tem encontro com Escobari, da General Atlantic, e vai a jantar do BTG; confira a agenda do ministro em Davos

O banqueiro André Esteves, que em abril voltou ao comando do conselho do BTG Pactual, está participando do evento na Suíça

UMA TECH ATRAENTE

É hora da Locaweb? Saiba por que o Deutsche Bank vê ponto de entrada para as ações LWSA3

Banco alemão atualizou a recomendação para a empresa de neutra para compra e vê potencial de valorização de mais de 50% para os papéis

O QUE VEM POR AÍ

Ata do Fed e IPCA-15: confira a agenda de indicadores da semana aqui e lá fora

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

CAMINHO DO MEIO

Menor rejeição e apoio interno no MDB dão vantagem a Simone Tebet; veja os rumos da senadora da terceira via

Maior desafio, segundo marqueteiros, é torná-la popular: 46% do eleitorado desconhece Simone Tebet, segundo pesquisas recentes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies