2021-09-20T17:33:20-03:00
Vídeos

Investir em IPOs vale a pena? Saiba as causas dessa febre do mercado

O ano de 2021 está mostrando a força do setor dos IPOs. São diversas empresas que abriram seu capital e fizeram sua oferta primária. Matheus Spiess, analista da Empiricus, explica neste vídeo sobre este cenário. Confira

20 de setembro de 2021
17:29 - atualizado às 17:33

Os IPOs são um tema cada vez mais quente no mercado. Este ano, muitas empresas abriram capital ou estão na fila para lançar suas ações na Bolsa de Valores

É por isso, que o analista da Empiricus Matheus Spiess veio explicar um pouco sobre esse mercado. Confira os principais pontos:

Mas, quando falamos de febre, você já deve pensar em algo ruim, e de fato, existe um certo movimento de que momentos de febre de IPOs antecedem períodos de crises ou correções. 

Mesmo assim, diversas empresas podem ser uma grande oportunidade, com um grande potencial dentro de uma carteira bem diversificada. 

Matheus Spiess explica que o mercado pode entrar nesta frenesi e acabar lançando ofertas não tão boas, que podem sofrer correções no futuro. Entretanto, o analista da Empiricus enxerga esta febre com otimismo.

Desde o começo do ano até agosto, já são R$ 60 bilhões em ofertas primárias. É um aumento de 400% em relação ao mesmo período do ano passado.

O recorde, inclusive, já foi ultrapassado. O ano com mais IPOs até então foi 2007, com R$ 55 bilhões em ofertas primárias, época inclusive que antecedeu a crise de 2008. 

O passado também havia sido muito bom. Matheus Spiess, comenta que em 2020 foi possível observar um reaquecimento apesar da pandemia. Foram R$ 46 bilhões em ofertas primárias. Ele ainda destaca que, por conta da falta de um movimento de mercado completo, houve diversas saturações.

Entre elas, algumas empresas tiveram que voltar atrás e cancelar a oferta primária, e outras até precificando abaixo do piso. Além disso, a participação de estrangeiros em IPOs de empresas brasileiras vem diminuindo, fato que faz com que os investidores locais tenham que suprir essa demanda.

Afinal, por que observamos tantos IPOs? Matheus diz que um dos motivos é a queda estrutural na taxa de juros. Tivemos uma excelente âncora fiscal posta no governo Temer: o teto de gastos públicos. Esse teto viabilizou uma queda estrutural do juro neutro da economia. 

A situação da pandemia também somou na queda desse juro, que foi jogado para o patamar de 2%. Tudo isso é atraente para as empresas que querem abrir capital, e resultou no que vimos neste ano. O analista lembra que ainda faltam 3 meses e meio para acabar 2021, e muita coisa para rolar. Inclusive a Selic está em trajetória de alta agora. 

Quer saber a análise completa de Matheus Spiess sobre o assunto, e ainda ficar por dentro de exemplos e dicas dos melhores IPOs deste ano? Veja o vídeo na íntegra no canal da Empiricus do Youtube.

Gostou do conteúdo? Convido você a baixar o SuperApp da Empiricus e acessar matérias, cursos e outros conteúdos gratuitos disponíveis na plataforma.

Download para IOS

Download para Android

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Os investidores agora viraram virologistas: os impactos da Ômicron sobre os mercados

Ainda não sabemos o bastante para decidir se esta é uma oportunidade de compra, mas parecemos estar mais preparados como sociedade para enfrentar o problema

VAREJO DECEPCIONADO?

Black Friday supera prévias, mas vendas do fim de semana ainda ainda perdem para os números registrados em 2019

Segundo índice calculado pela Cielo, as vendas cresceram 6,9% em relação ao ano passado, mas foram 3,8% inferiores ao período pré-pandemia

Adeus ano velho

Ano novo, impostos novos! Reforma do IR fica para 2022, confirma presidente do Senado

O governo Bolsonaro pressionava pela aprovação da proposta para financiar o Auxílio Brasil, mas não conseguiu apoio na Casa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Bitcoin e bolsa se recuperam após susto com nova variante, Azul e Latam sobem o tom e outros destaques do dia

Pouco se sabe ainda sobre a nova variante do coronavírus detectada na África do Sul, mas o que veio à público até agora é muito melhor do que o mercado financeiro precificou na última sexta-feira (26). Sem o pânico visto na semana passada, o Ibovespa encontrou forças para abrir a semana em alta.  Um estudo […]

Fechamento do dia

Mercado supera susto com ômicron, e bolsas globais engatam recuperação; Ibovespa sobe com menos força, de olho na PEC dos precatórios

Pesando os desafios fiscais brasileiros, o Ibovespa fechou longe das máximas, mas se recuperou parcialmente do tombo de sexta-feira