IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Eduardo Campos
Diário dos 100 dias
Eduardo Campos conta os bastidores do início do governo
Cotações por TradingView
2019-04-05T10:44:17-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
dia 80

À sombra do ex

Prisão de Michel Temer é evento político do dia, mas não deve ser novo “Joesley Day” para a Previdência

21 de março de 2019
18:01 - atualizado às 10:44

O noticiário do dia girou em torno não do presidente Jair Bolsonaro, que aliás está de aniversário, mas sim do ex-presidente Michel Temer, preso no âmbito da operação Lava-Jato. Como não poderia ser diferente, a repercussão política foi grande, ainda mais que outro preso, o ex-ministro Moreira Franco, é sogro do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Mas ainda é cedo para avaliar algum resultado prático sobre como isso pode vir a afetar a agenda do atual governo. Ainda hoje, Bolsonaro embarca para o Chile e quem assume interinamente é o seu vice, general Hamilton Mourão.

O que parece pouco provável é que os problemas de Temer com a Justiça venham a impedir a realização da reforma da Previdência, como aconteceu no fatídico dia 17 de maio de 2017, o “Joesley Day”, quando foi divulgada gravação de conversa de Temer com o empresário Joesley Batista, evento que se mostrou decisivo para o desgaste do governo e o abandono da reforma de então.

No lado das reformas de agora, os congressistas continuam digerindo e criticando o texto da previdência dos militares, que incorporou uma reestruturação de carreiras. O governo terá de reforçar a articulação para que isso não seja motivo para desidratar o texto da reforma geral.

Ainda ontem, o Congresso enviou um sinal positivo sobre a ampla pauta liberal defendida pela equipe econômica do governo. Por 329 votos foi finalmente aprovada a entrada de até 100% de capital estrangeiro em empresas áreas, algo que o governo tentava aprovar ao menos desde 2010.

É uma legislação mais liberal que o padrão internacional, pois a maioria dos mercados impõe algum limite para estrangeiros atuarem no setor. Apesar de ser um resultado positivo está de longe de sinalizar a base de votos para a reforma, mas mostra um Congresso menos refratário a temas que antes eram tabu dentro no nosso nacionalismo tupiniquim.

Leia aqui todo o Diário dos 100 Dias.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

AGENDA ESG

Itaú (ITUB4) capta R$ 2 bilhões em títulos sociais para investir em negócios liderados por mulheres

2 de fevereiro de 2023 - 10:33

O banco emitiu R$ 2 bilhões em letras financeiras sociais, também chamadas de social bonds, no mercado local

EXPLORANDO OPÇÕES?

Veja as primeiras explicações da Oi (OIBR3) para o pedido cautelar que pode anteceder seu retorno à recuperação judicial

2 de fevereiro de 2023 - 10:14

Oi (OIBR3) antecipa a possibilidade de um ingressar em um novo processo de recuperação judicial sem nem bem ter saído do primeiro

O MEDO NA ESQUINA

Bitcoin (BTC) se aproxima dos US$ 24 mil e sobrevive ao Fed e ao Facebook — mas as big techs ainda podem melar o rali das criptomoedas; entenda

2 de fevereiro de 2023 - 9:49

A semana dos balanços das empresas de tecnologia tem potencial de movimentar as cotações das maiores moedas digitais do mundo

Eleições 2026?

Em evento do Credit Suisse, Faria Lima ‘elege’ Tarcísio de Freitas presidente da República em 2026

2 de fevereiro de 2023 - 9:18

No evento do Credit Suisse, faltou cadeira para os interessados em ouvir o que o governador de SP tinha a dizer

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Feitiço do tempo no Banco Central: Selic em 13,75% ao ano, nova recuperação judicial da Oi (OIBR3), Santander abaixo das expectativas e outras notícias do dia

2 de fevereiro de 2023 - 8:00

Na noite de ontem, a Oi (OIBR3) entrou com pedido cautelar e pode estar se preparando para a segunda recuperação judicial em menos de dois meses

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies