Menu
2019-06-25T16:12:13+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Investimentos

Tesouro Direto ganha menos investidores em maio, mas já supera o total de 2018

Ritmo de entrada de novos aplicadores perdeu fôlego, mas já temos mais de 248 mil investidores ativos em cinco meses

25 de junho de 2019
15:58 - atualizado às 16:12
Baú de tesouro com moedas e bússola
Imagem: PaulPaladin/Shutterstock

A entrada de novos investidores no Tesouro Direto desacelerou em maio, mas o volume de pessoas que operaram títulos públicos já passa de 248 mil nos cinco primeiros meses de 2019, superando os 220 mil vistos em todo o ano passado.

Em maio, foram registrados 28.545 novos investidores ativos, contra a média de 55 mil novos operadores que se observou nos quatro primeiros meses do ano. Se o leitor ainda não conhece o Tesouro Direito, pode tirar suas dúvidas nesse e-book gratuito.

Segundo o Tesouro, a redução tem relação com um evento histórico ocorrido em maio, o vencimento de R$ 9 bilhões em títulos Tesouro IPCA 2019 (NTN-B Principal). Parte dos 130 mil investidores ficou com o dinheiro pago pelo Tesouro e ainda não reinvestiu. Mas a expectativa para os próximos meses é de voltar à média de 50 mil ou mais investidores ativos por mês. De fato, os dados parciais para junho já apontam isso.

O número total de investidores ativos chegou a 1.035.092, o que representa um crescimento de 70% em 12 meses. Já o total de cadastrados no sistema atingiu 4.193.385, alta de 90% em 12 meses.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Também reflexo do vencimento recorde do mês, o Tesouro fechou o mês com resgate líquido de R$ 4,203 bilhões. Ao longo do mês, as emissões somaram R$ 5,86 bilhões, enquanto os resgates totais foram de R$ 10,066 bilhões.

Em maio, os papéis mais demandados foram aqueles indexados à inflação, que responderam por 50,8% das vendas. Os papéis atrelados à Selic responderam por 36,5% e os prefixados, por 12,7%.

Ao longo do mês foram realizadas 572.214 operações de venda de títulos a investidores. A utilização do programa por pequenos investidores pode ser observada pelo número de vendas até R$ 5 mil, que correspondeu a 80,5% das vendas ocorridas no mês. O valor médio por operação foi de R$ 10.242,33.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

bancão autuado

Prefeitura de São Paulo multa Itaú Unibanco em R$ 3,8 bilhões

Secretaria da Fazenda da capital afirma que o banco simulou como sede para suas áreas de cartões de crédito e leasing a cidade de Poá – o que teria representado sonegação no pagamento do ISS

dinheiro no bolso

Saque do FGTS para não correntistas da Caixa nascidos em junho e julho começa nesta sexta

Data limite para saque é 31 de março de 2020. Caso o saque não seja feito até essa data, os valores retornam para a conta do FGTS do trabalhador

Dinheiro que entra

Log-in levanta R$551 milhões em oferta de ações

Os novos papéis da companhia devem começar a ser negociados na B3 na próxima segunda-feira (25), com liquidação no dia seguinte.

sigla nova para o presidente

Partido de Bolsonaro terá nas urnas o número 38

Presidente admitiu que, caso o TSE não autorize a coleta de assinaturas por meio eletrônico, sigla não deverá estar homologada para disputar as eleições do ano que vem

Xii...

Fitch rebaixa rating da Bolívia de BB- para B+, com perspectiva negativa

Para 2020, a agência espera um crescimento de 1% da economia boliviana, acrescentando que as perspectivas de curto prazo “não são muito claras”

menos otimismo

OMC reduz projeção de crescimento econômico mundial em 2019 de 2,6% para 1,2%

Entidade diz que as restrições comerciais entre as economias do G20, grupo que inclui o Brasil, permaneceram historicamente altas nos últimos meses

A Bula do Mercado

Mercado se desvia de tensão comercial

Mercado espera por sinal de que relação entre EUA e China não vai piorar, enquanto ativos no Brasil ignoram incertezas sobre guerra comercial

Entrevista

Não vem dinheiro por falta de confiança, diz Nathan Blanche, da Tendências

Se governo afastar risco de insolvência, dólar certamente ficaria abaixo de R$ 4,0 e país seria outro. Resolver situação de Estados e municípios é essencial

Novidades

Fusão entre Boeing e Embraer consegue aprovação em grande mercado

O acordo entre ambas aparece na lista de transações que data de 19 de novembro. No documento, as transações são colocadas como “aprovadas sem condicionantes”

Seu Dinheiro na sua noite

126…144…197 mil pontos para o Ibovespa

Eu vou, sem saber pra onde nem quando vou parar. O clássico de Roberto Carlos “120… 150… 200 Km Por Hora” podia muito bem embalar a leitura desta newsletter. Assim como o velocímetro do carro na canção do Rei (uma das minhas favoritas), as projeções dos analistas para a bolsa no ano que vem apontam para cima. […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements