Menu
Luciana Seabra
Advogada do Investidor
Luciana Seabra
É CFP®, especialista em fundos de investimento e sócia da Empiricus

Investidores de Bolsa festejam dianteira de Zema em Minas e esperam alta de Cemig e Copasa

Dentre os motes da campanha do candidato do Novo ao governo está a privatização de Copasa e mais concorrência para Cemig

7 de outubro de 2018
19:45 - atualizado às 20:37
O empresário Romeu Zema lidera nas urnas em Minas Gerais - Imagem: Wikimedia Commons

Enquanto espiam ansiosos a apuração das urnas para presidente, investidores profissionais de Bolsa se apegam às prévias para governador de Minas Gerais. O motivo: com 95% dos votos válidos apurados, Romeu Zema está à frente com 43,24%. Antonio Anastasia vem em segundo, com 29,05%.

A expectativa é que as estatais de saneamento e energia, Copasa e Cemig, subam na esteira da possibilidade de vitória de Zema, do partido Novo.

Um dos motes de Zema, ao longo da campanha, foi a privatização. Um material de divulgação do candidato, por exemplo, divulgado no Twitter diz: "Zema vai privatizar a Copasa para diminuir a conta de água dos mineiros".

Também em entrevistas, o candidato disse que Cemig está longe de oferecer bom serviço e que quer mais concorrência.

Romeu Zema é empresário, dono do Grupo Zema, rede de varejo mineira que fatura R$ 4,5 bilhões.

Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu