O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-05-03T12:58:39-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
NÃO É BEM ASSIM

Nubank (NUBR33) vai liberar negociações com ações para executivos, mas mantém ‘pedacinho’ bloqueado até dezembro

Fim da trava nas negociações das ações e dos BDRs do Nubank deixou de fora os chamados NuSócios

3 de maio de 2022
10:29 - atualizado às 12:58
Mãos seguram cartão do Nubank
Nubank fez esclarecimento depois de ser consultado pela reportagem do Seu Dinheiro - Imagem: Reprodução

O Nubank (NUBR33) anunciou ontem à noite o que parecia ser uma ótima notícia: o fim do lock-up, ou seja, a restrição para a negociação de todas as ações, incluindo os recibos (BDRs) na bolsa brasileira.

À primeira vista, o comunicado deu a entender que os chamados NuSócios — os 7,5 milhões de correntistas que na ocasião do IPO optaram por receber 1 NUBR33 — poderiam enfim negociar seus papéis na B3.

O fim da trava, porém, é válido apenas para um público seleto: os acionistas que estavam impedidos de vender seus papéis por cláusulas do IPO, incluindo alguns diretores e membros do conselho de administração do Nubank.

Ou seja, enquanto os principais executivos do Nubank ficarão livres para vender suas ações na bolsa a partir deste mês, os NuSocios precisarão esperar até dezembro.

Trata-se de mais um agrado para a diretoria do Nubank, que virou notícia recentemente depois da revelação de que podem receber salários de até R$ 800 milhões em 2022.

Fim do lock-up do Nubank contempla apenas diretores e membros do conselho

Na noite de ontem, o Nubank divulgou um comunicado ao mercado informando que o fim do lock-up seria antecipado de 7 de junho para 17 de maio, um dia depois da divulgação do primeiro balanço da fintech na condição de companhia aberta.

O Seu Dinheiro chegou a publicar ontem uma matéria falando que a liberação do lock-up incluiria também o ‘pedacinho’ recebido pelos correntistas.

Embora o comunicado fale que “todas as ações ordinárias da companhia” estariam liberadas para negociação a partir de 17 de maio, o fim da trava não vale para os clientes que optaram pelo recebimento de um BDR do Nubank no IPO.

Serão contemplados apenas os diretores e membros do conselho de administração do Nubank que receberam ações e BDRs na ocasião.

O IPO e os NuSócios

Em dezembro do ano passado, o Nubank chegou à bolsa de valores de Nova York superando o Itaú na condição de maior banco da América Latina.

A ação estreou a US$ 9, no topo do faixa indicativa do IPO. Simultaneamente, em uma operação inédita no mercado financeiro, o Nubank lançou BDRs na B3.

O Nubank também inovou ao dar 1 BDR a cada correntista que optasse por receber o ativo.

A adesão ao programa, batizado NuSócios, envolveu mais de 7,5 milhões de clientes do Nubank - a um custo de R$ 63,2 milhões para a instituição financeira.

Uma das condições para a adesão era um lock-up de um ano sem poder vender o BDR oferecido pelo Nubank.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

concorrência no varejo

Magalu ameaçada? Dona da rival Shopee tem salto na receita e lidera aplicativos baixados no Brasil

Papéis da controladora da Shopee subiram 14% na bolsa de Nova York (Nyse) ontem (18) e fecharam o pregão valendo US$ 80,14

EM TEMPO REAL

TCU retoma julgamento da privatização da Eletrobras (ELET3) hoje; acompanhe ao vivo

O governo está otimista com a perspectiva de que o processo seja aprovado pelo tribunal

DE ROUPA NOVA

Com foco em criptomoedas e NFTs, Zuckerberg muda o nome do Facebook Pay para Meta Pay; entenda as alterações

Novo passo em direção ao metaverso inclui na plataforma de pagamentos e negociações usada no WhatsApp as funções de empréstimos e investimentos em ativos digitais

NA SAÚDE E NA DOENÇA

Parceria bilionária entre Dasa (DASA3) e Inspirali, da Ânima (ANIM3), sai do papel com foco em formação médica; confira detalhes do projeto

Iniciativa deve beneficiar os mais de 10 mil estudantes de Medicina da Inspirali assim como os médicos que fazem parte das mais de 900 unidades de medicina diagnóstica e hospitais da Dasa

MEME-STABLECOIN

Shiba Inu (SHIB) quer lançar própria stablecoin depois do fracasso da TerraUSD (UST); entenda porque isso é uma furada

Analistas não enxergam a Shiba Inu como um bom investimento e a crise das stablecoins não deve ajudar o projeto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies