O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-05-03T12:58:51-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
LIBEROU (QUASE) GERAL

Nubank (NUBR33) antecipa fim do lock-up para ações e BDRs para maio; entenda

O fim da trava nas negociações estava originalmente previsto para 7 de junho, mas foi antecipado para coincidir com a divulgação do balanço do banco digital

2 de maio de 2022
19:52 - atualizado às 12:58
Nubank na NYSE NuSócios
Nubank na NYSE - Imagem: Nubank / divulgação

ATUALIZAÇÃO: O fim da restrição (lock-up) para negociação das ações e BDRs não inclui os papéis recebidos pelos clientes que receberam o "pedacinho" do Nubank no programa no NuSócios, como informado anteriormente. Embora o comunicado do banco digital fale em "todas" as ações, a liberação ocorrerá apenas para executivos da companhia e aqueles que estavam impedidos de negociar os papéis por restrições da abertura de capital. Leia a íntegra da nota corrigida:

O mercado aguarda ansiosamente a divulgação do balanço do Nubank (NUBR33), marcada para 16 de maio. As ações do banco digital recuam quase 38% neste ano, e os analistas querem ver os resultados do primeiro trimestre antes de atualizar as projeções para a companhia.

Mas, segundo revelou a empresa nesta segunda-feira (2), a data trará mais uma surpresa para: o fim antecipado do "lock-up" para todas as ações e BDRs - recibos de papéis negociados na B3 - da companhia.

Com o fim da restrição, diretores e membros do conselho de administração estarão livres para vender os papéis do Nubank.

Para quem não sabe do que se trata, o lock-up é uma cláusula contratual que determina um período no qual os investidores não podem vender as ações de uma empresa.

O fim da restrição para a negociação dos ativos estava originalmente previsto para 7 de junho. Agora, segundo comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), será antecipado para 17 de maio, a fim de coincidir com a divulgação dos resultados trimestrais.

Embora o comunicado fale que o fim do lock-up vale para todas ações, um público importante ficou de fora: os clientes que receberam um “pedacinho” do Nubank na forma de BDR - os "NuSócios". Nesse caso, eles continuam impedidos de negociar os BDRs até dezembro, quando o IPO do banco digital completa um ano.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies