O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-05-03T12:59:04-03:00
Ricardo Gozzi
VAI QUE COLA

Nubank (NUBR33) diz que salário de R$ 800 milhões a diretores está alinhado com interesses dos acionistas

Pacote de remuneração vem à tona em um momento no qual as ações do Nubank acumulam queda de quase 60% desde o IPO

2 de maio de 2022
9:29 - atualizado às 12:59
David Vélez, fundador e CEO do Nubank
David Vélez, fundador e CEO do Nubank - Imagem: Nubank

A chegada do Nubank (NUBR33) à bolsa parece ter aberto consigo uma caixa de Pandora. Depois do barulho provocado pela remuneração de mais de R$ 800 milhões aos principais executivos — a maior parte para David Vélez, fundador e CEO — a fintech decidiu dar mais informações aos acionistas.

Na visão do Nubank, o pacote quase bilionário aos diretores está alinhado com os interesses dos acionistas. Isso porque boa parte do valor só será pago se as ações do Nubank se multiplicarem por pelo menos três em relação às cotações atuais.

O conselho do Nubank aprovou a remuneração aos executivos em outubro de 2021. Ou seja, na véspera da oferta pública inicial de ações (IPO) em Nova York.

Segundo a nota, do pagamento de R$ 804,4 milhões, 84% (R$ 678,9 milhões) referem-se a reconhecimento contábil de um programa de remuneração em ações chamado de Contingent Share Award (CSA).

Diante disso, “somente” os 16% restantes (R$ 125,5 milhões) seriam efetivamente pagos aos diretores estatutários da instituição financeira.

“O CSA é um programa de remuneração em ações outorgado ao nosso fundador e diretor presidente, David Vélez, condicionado ao cumprimento de metas ambiciosas", acrescenta o Nubank.

De acordo com a empresa, essa remuneração que deverá representar praticamente 100% da remuneração total de Vélez ao longo dos próximos cinco anos. Esse é o período mínimo que o fundador deverá permanecer na companhia para fazer jus aos frutos do CSA, segundo o Nubank.

Metas e filantropia

O Nubank afirma que David Vélez só terá direito efetivo à remuneração variável em ações se as metas estabelecidas no programa forem atingidas.

Pelo programa, se a ação do Nubank atingir US$ 18,69 em Nova York — ou seja, o triplo em relação ao preço atual —, Vélez receberá o equivalente a 1% do capital social da companhia. Se as ações do Nubank negociadas em Wall Street chegarem a US$ 35,30, Vélez terá o direito a uma fatia de mais 1% da fintech.

As ações do Nubank em Nova York chegaram ao fim da última sessão cotadas a US$ 6,01 na bolsa de Nova York (Nyse).

“Caso os valores de mercado das nossas ações não atinjam esses patamares, a remuneração variável do Sr. Vélez será de zero ao longo deste período de 5 anos”, assegura o Nubank.

Ainda segundo o banco, caso receba a remuneração variável, Vélez comprometeu-se a doar tudo à plataforma filantrópica Giving Pledge, administrada por sua própria família.

Nubank derrete, diretores faturam

Depois de um IPO que em alguns momentos posicionou a fintech como maior banco da América Latina em valor de mercado, superando gigantes como Itaú e Bradesco, o Nubank passou a conviver com um revés atrás de outro.

Desde a abertura de capital nos Estados Unidos, em dezembro do ano passado, a ação do Nubank acumula queda de quase 60%.

Foi nesse clima nada amistoso com os acionistas que o Nubank colocou na roda - e com impressionante discrição - o plano quase bilionário de remuneração a seus diretores.

Com os minoritários arcando com duras perdas desde o IPO, nem é preciso dizer que o plano pegou mal.

Só na semana passada, quando a informação ganhou o noticiário, a ação do Nubank - cujos BDRs são negociados na B3 sob o ticker NUBR33 - registrou queda de quase 8%.

Leia também:

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies