A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-11T11:53:35-03:00
Camille Lima
PUTIN CONTRA-ATACA?

Alerta máximo: Rússia cumpre a promessa e fecha torneira do gás para Alemanha; entenda o que isso significa para a economia global

As manutenções dos gasodutos russos começaram hoje e estão programadas para terminar no dia 21, mas analistas temem que Putin prorrogue o prazo de bloqueio

11 de julho de 2022
11:53
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, sorrindo
O presidente da Rússia, Vladimir Putin - Imagem: Shutterstock

Agora é oficial: a Europa já pode realmente se preocupar com o risco de escassez de gás. Se antes a possibilidade de Vladimir Putin cortar o fornecimento aterrorizava os europeus, o anúncio de que a Rússia vai fechar a torneira já nesta segunda-feira (11) veio para azedar os humores por lá.

É tradição que os gasodutos russos entrem em fase de manutenção em julho. Seguindo à risca o calendário, as manutenções começaram hoje e, em teoria, devem chegar ao fim em 21 de julho.

Entretanto, com a guerra na Ucrânia e as sanções cada vez mais severas do Ocidente contra Moscou, o temor é que Putin contra-ataque usando o período de manutenção e estenda o prazo de bloqueio do combustível para a Europa.

“Não podemos descartar a possibilidade de que o transporte de gás não seja retomado depois do período estipulado por razões políticas”, disse o chefe da Agência Federal de Redes da Alemanha, Klaus Müller.

Putin contra-ataca?

O fluxo de gás russo para a Europa já caiu cerca de 60% nos últimos meses.

Caso a retaliação de Putin realmente ocorra, o continente deverá ficar sem gás por um tempo maior que o prazo usual de dez dias.

A medida impacta diretamente o reabastecimento dos estoques de gás para fornecer às famílias europeias combustível suficiente para manter as luzes acesas e as casas aquecidas durante o inverno.

Além do problema no reabastecimento, se Putin fechar a torneira por mais tempo que o normal, a Europa também enfrentará uma enorme pressão nos preços do gás.

Vale destacar que a população europeia já enfrenta uma disparada nos preços de energia, o que forçou os formadores de políticas a criarem medidas de emergência para lidar com a situação.

Putin e as manutenções da Rússia

As obras de manutenção vão começar pelo gasoduto Nord Stream 1, que transporta gás da Rússia para a Alemanha.

A unidade é a maior infraestrutura de importação da commodity da Europa e leva cerca de 55 bilhões de metros cúbicos (m³) de gás por ano para o país europeu.

Com o reparo dos gasodutos anunciados por Putin, os fluxos de gás russo devem cair para zero já no final do dia.

Veja também: Riscos para a economia no 2° semestre: Lula x Bolsonaro, inflação e juros I Recessão nos EUA?

O gás na Alemanha

Há alguns meses, quando surgiram os primeiros temores de que a Rússia fecharia a torneira para a Europa, a Alemanha estipulou um plano de emergência de gás de três etapas para preparar o país para um possível choque de oferta.

O primeiro passo era uma "fase de alerta precoce" para evitar uma deterioração do fornecimento.

Na terceira e última fase, o governo e o regulador alemão Bundesnetzagentur iniciariam o racionamento de gás — e teriam que decidir como fariam a distribuição do combustível em todo o país.

Atualmente, o país se encontra na segunda fase do plano, com as instalações de armazenamento de gás aproximadamente 64% cheias, segundo a emissora alemã ZDF.

Para analistas do Eurasia Group, se Putin realmente bloqueasse o fornecimento do combustível além do período de manutenção no gasoduto Nord Stream 1, a Alemanha provavelmente seria forçada a passar para o nível três.

“A segurança do abastecimento ainda está garantida, mas a situação é grave”, afirmou o porta-voz do Ministério Federal da Economia e Ação Climática da Alemanha na semana passada.

Caso entre no terceiro nível, a Alemanha priorizará o fornecimento de gás a residências alemãs e serviços como hospitais, o que coloca em risco a produção de produtos como fertilizantes, produtos farmacêuticos e cosméticos.

Putin vai começar uma guerra econômica?

Uma potencial retaliação russa às sanções das potências ocidentais representaria um cenário de “guerra econômica máxima”, segundo Henning Gloystein, diretor de energia, clima e recursos do Eurasia Group, em entrevista à CNBC.

“Não devemos nos iludir: cortar o fornecimento de gás é um ataque econômico contra nós por Putin”, disse o ministro da Economia alemão, Robert Habeck.

Para Henning Gloystein, o bloqueio do presidente russo Vladimir Putin não seria um ataque apenas à Alemanha, mas sim à Europa por completo.

“A Alemanha tem a maior população da Europa, é a maior economia, é o maior consumidor de gás, é o maior importador individual de gás russo e tem nove fronteiras terrestres. Então, o que quer que aconteça lá se espalha para o resto do continente.”

*Com informações de CNBC e BBC

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

BALANÇO

Inter (INBR31) reverte prejuízo em lucro de R$ 15,5 milhões no segundo trimestre; confira os números

15 de agosto de 2022 - 21:01

No semestre encerrado em 30 de junho de 2022, o Inter superou a marca de 20 milhões de clientes, que equivale a 22% de crescimento no período

BALANÇO DA HOLDING

Lucro líquido da Itaúsa (ITSA4) recua 12,5% no segundo trimestre, mas holding anuncia JCP adicional; confira os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 19:52

A Itaúsa (ITSA4) esperou até o último dia da temporada de balanços para revelar os números do segundo trimestre. E a paciência dos investidores não foi recompensanda: a companhia lucrou R$ 3 bilhões, uma queda de 12,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) sobre o […]

BALANÇO

Resultado da Méliuz (CASH3) piora e empresa de cashback registra prejuízo líquido de R$ 28,2 milhões no segundo trimestre

15 de agosto de 2022 - 19:07

Os papéis da Méliuz amargam perdas de 87% no ano, mas entraram no mês de agosto em tom mais positivo, com ganho mensal de 7%

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Magazine Luiza (MGLU3) dá a volta por cima, XP vai às compras e futuro do ethereum; confira os destaques do dia

15 de agosto de 2022 - 18:52

Há pouco mais de dois meses, quando conversei com diversos analistas e gestores de mercado sobre as expectativas para o segundo semestre, poucos foram aqueles que apostaram nos setores de grande exposição à economia doméstica como boas alternativas para a segunda metade do ano.  Não que empresas ex-queridinhas como Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e […]

ACIONISTAS FELIZES

Dividendos: Itaúsa (ITSA4) pagará JCP adicional e data de corte é nesta semana; veja como receber

15 de agosto de 2022 - 18:47

Vale lembrar que, após a data de corte, as ações serão negociadas “ex-direitos” e passarão por um ajuste na cotação referente aos proventos já alocados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies