O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-13T17:02:02-03:00
Carolina Gama
FECHAMENTO DO DIA

S&P 500 sacode a poeira deixada pela disparada da inflação; veja o que impulsionou retomada da bolsa nos EUA

Mercados europeus seguiram uma tendência diferente e terminam o dia sem uma direção comum, esperando pela decisão do Banco Central Europeu (BCE) prevista para quinta-feira (14)

13 de abril de 2022
17:01 - atualizado às 17:02
Foto de um semáforo com a luz verde no cruzamento de Wall Street; imagem ilustra os mercados acionários e o comportamento da bolsa e do Ibovespa
Imagem: Shutterstock

O S&P 500 sacudiu a poeira deixada pela maior taxa de inflação em 41 anos nos EUA e conseguiu encerrar esta quarta-feira (13) em alta. O índice mais amplo de Nova York levou com ele o Dow Jones e o Nasdaq, que também subiram. 

O principal responsável pelos ganhos do dia em Wall Street foi o início da temporada de resultados corporativos do primeiro trimestre de 2022. 

Os investidores estão monitorando cuidadosamente os caminhos que as empresas encontraram para gerenciar as pressões inflacionárias nos EUA. 

BlackRock, Fastenal e Delta Air Lines foram negociadas em alta nesta quarta-feira em reflexo de resultados trimestrais melhores do que o esperado. 

O setor financeiro, no entanto, resistiu à tendência de alta, pressionado por um declínio de mais de 3% no JP Morgan. 

O banco, que deu o pontapé na divulgação de resultados entre as grandes instituições financeiras de Wall Street, reportou uma performance aquém do esperado. 

O principal vilão JP Morgan foi a provisão maior do que o esperado para dívidas incobráveis, citando “probabilidades mais altas de risco negativo.”

Citigroup, Goldman Sachs, Wells Fargo e Morgan Stanley, que divulgam resultados na quinta-feira (14), também operaram no vermelho durante boa parte do pregão de hoje. 

Confira o fechamento dos principais índices da bolsa de Nova York:

  • Dow Jones: +1,01%, 34.565,45 pontos
  • S&P 500: +1,12%, 4.446,67 pontos
  • Nasdaq: +2,03%, 13.643,59 pontos

S&P 500 sobe, Europa mista

Os mercados europeus fecharam mistos nesta quarta-feira (13), com os investidores digerindo dados da inflação dos EUA e antecipando a reunião do Banco Central Europeu (BCE) de quinta-feira (14).

O pan-europeu Stoxx 600 encerrou em queda de 0,1%, com as ações do setor de alimentos e bebidas caindo 0,7%, liderando as perdas.

  • Londres: +0,05%
  • Paris: +0,07%
  • Frankfurt: -0,34%

Dados de terça-feira (12) mostraram que os preços ao consumidor norte-americano subiram 8,5% em março em base anual — o nível mais alto desde 1981 — alimentando ainda mais as preocupações de uma política monetária mais rígida do Federal Reserve

Os europeus temem que uma inflação fora de controle também altere os planos de normalização da política monetária do BCE. 

A expectativa é que o conselho do BCE consiga equilibrar a desaceleração do crescimento e a inflação recorde, afastando o risco de estagflação.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

onda vendedora

Nubank (NUBR33) perde US$ 1,2 bi em valor de mercado e já vale menos que o Banco do Brasil (BBAS3)

As ações do Nubank, negociadas na bolsa de Nova York (Nyse), encerraram o pregão em queda de 6,21%, a US$ 4,08

COMPRA NA "BAIXA"

Warren Buffett compra papéis do Citigroup: confira as ações que o megainvestidor colocou na carteira após a queda das bolsas em NY

Warren Buffett segue a “velha economia” e compra ações de grandes financeiras durante a queda do índice S&P 500

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies