Menu
2020-10-06T09:34:49-03:00
Estadão Conteúdo
Pós-crise

BCE: Lagarde relembra que recuperação será incompleta, incerta e desigual

Lagarde evitou comentar tecer muitos comentários sobre a saída do Reino Unido da União Europeia

6 de outubro de 2020
9:34
Christine Lagarde
Christine Lagarde - Imagem: Shutterstock

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, reforçou nesta terça-feira que a recuperação econômica na zona do euro será "incompleta, incerta e desigual". "Temo que recuperação, em vez de em V, seja mais agitada", alertou, durante evento virtual promovido pelo Wall Street Journal. Ela ainda repetiu que o BCE não tem uma taxa de câmbio, mas que está atento à recente escalada do euro.

Mostrando-se preocupada com a segunda onda de covid-19 na Europa, sobretudo em países como França e Espanha, a dirigente destacou que não haverá recuperação econômica completa antes do fim de 2022. Por isso, defendeu a permanência de acomodação monetária e fiscal neste durante a crise, sob diferentes estratégias de estímulo. "Mexer em taxa de juros não necessariamente funciona bem em um momento de crise", ponderou.

Lagarde disse ainda que os bancos centrais terão de identificar o porquê a inflação tem sido "tão baixa" em todo o mundo, inclusive no momento anterior à pandemia. Para a dirigente, a digitalização da economia é um caminho de transformação sem volta, e, por isso, tal aspecto precisa ser considerado na revisão de política monetária da entidade, processo já em curso.

Brexit

Lagarde evitou comentar tecer muitos comentários sobre a saída do Reino Unido da União Europeia. "Temos de torcer pelo melhor e nos preparar para o pior", limitou-se a dizer. Britânicos e europeus negociam um acordo comercial para vigorar a partir de 2021, quando vence o chamado período de transição do Brexit.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Sobre shoppings e alianças

Como “compra por vingança”, casamentos adiados e bebês podem beneficiar a Vivara

Ao reafirmar recomendação de compra, XP explica como retomada de planos familiares e a vontade de consumir vão beneficiar a produtora de joias

Indenização ao governo

Ford deve pagar R$ 2,5 bilhões ao governo da Bahia

O acerto deve ser anunciado nos próximos dias, segundo fontes dos setores automotivo e jurídico

Força do campo

Prestes a realizar IPO, AgriBrasil aposta em sustentabilidade e expansão geográfica

Empresa que atua no ramo de exportação de grãos foi fundada em 2013 por Frederico Humberg, que vai aproveitar oferta para vender ações

Exile on Wall Street

Ouvi na rádio que os brasileiros estão indo: a evolução econômica passa distante da realidade das pessoas

Ouvi hoje cedo na rádio que os juros estão voltando. O retorno do rentismo? — pergunta o locutor. Não é para tanto. Há um certo simplismo injetado nas narrativas à medida que ganham escala. Complexidade e escalabilidade são grandezas inversamente proporcionais. Quinta passada, voltei pra casa também ouvindo o jornal na rádio. Eu gosto de […]

MERCADOS HOJE

Juros avançam e dólar recua após nova alta da Selic; bolsa opera instável com recuo das commodities

A bolsa brasileira opera em alta, na contramão do movimento visto em Nova York. O mercado de juros futuros também fica aquecido e passa por ajustes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies