Menu
2020-12-10T15:50:56-03:00
Estadão Conteúdo
Bom, mas nem tanto

Para BCE, retomada na economia foi encorajadora, mas pandemia segue como desafio

Segundo Lagarde, a nova onda de covid-19 e as medidas para limitá-la devem conter o crescimento econômico.

10 de dezembro de 2020
15:50
christine-lagarde
Christine Lagarde - Imagem: Shutterstock

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, afirmou nesta quinta-feira, 10, que a retomada na economia no terceiro trimestre foi "encorajadora" na zona do euro, mas que a pandemia segue como desafio.

Leia também:

Segundo Lagarde, a nova onda de covid-19 e as medidas para limitá-la devem conter o crescimento econômico. No entanto, para ela, o "freio" na atividade é menor do que o ocorrido no segundo trimestre. Os riscos de novos lockdown "requerem apoio continuado da política fiscal", afirmou Lagarde em coletiva de imprensa após a decisão de política monetária do BCE.

Segundo a dirigente, a perspectiva para a economia foi revisada "para baixo" no curto prazo, e os riscos continuam apontando no mesmo sentido, ainda que menos pronunciados. O curto prazo é o "mais difícil", de acordo com o quadro projetado, por conta da segunda onda da covid-19.

Já a médio prazo, as perspectivas de vacinas dão "esperança" de solução na crise de saúde. O quarto trimestre deste ano deve ser negativo, projeta o BCE, com perda de 2,2% no PIB. Em 2020 como um todo, é esperada uma contração de 7,3% no PIB da zona do euro. Em 2021, a projeção é de uma alta de 3,9%, seguida de crescimento de 4,2% em 2022 e 2,1% em 2023.

O setor de serviços segue "muito contido" por conta das restrições, segundo Lagarde, que espera que a imunidade de rebanho em 2021 leve os serviços de volta à normalidade. A indústria tem se recuperado claramente, segundo a dirigente, mas os serviços seguem como "maior fardo".

Fundo de recuperação

A presidente do BCE afirmou que, em meio aos riscos à retomada econômica trazidos pela segunda onda de covid-19, o fundo de recuperação da União Europeia deve se tornar "operacional, sem demora", tendo em vista auxiliar os países da região rapidamente.

Além disso, a dirigente disse que todas as políticas a serem adotadas no bloco devem levar em conta os desafios contidos nas mudanças climáticas.

Compra de bônus

A presidente do BCE afirmou que o programa de compras de bônus pela instituição pode ser "recalibrado", em caso de necessidade, em vista de apoiar as condições do momento. Lagarde indicou que as aquisições terão "flexibilidade", variada com as condições do mercado. As afirmações foram feitas em coletiva de imprensa após a divulgação de decisão de política monetária do BCE.

A dirigente destacou que a duração do programa de compras será estimada a partir da crise sanitária, e que, em caso de retomada forte na economia, as compras poderiam ser ajustadas, tendo em vista um possível impacto na inflação.

Por outro lado, em caso de mais aperto financeiro, Lagarde afirmou que o "nível certo de compras" será realizado.

Inflação

Christine Lagarde afirmou ainda que a inflação da zona do euro está em nível "desapontador" e que deve seguir negativa até o início de 2021. No atual quadro econômico, em que o avanço da covid-19 levou a um rebaixamento nas previsões, a inflação deve ficar mais fraca do que o esperado, segundo a dirigente, com baixa nas projeções de 2020 e 2022.

Para 2021, a expectativa é de alta no índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de 1%, seguida por crescimento de 1,1% em 2022, e avanço de 1,4% em 2023.

Segundo Lagarde, não há meta para o câmbio do euro, em meio a uma alta da moeda comum ante ao dólar, mas, como pode ter impacto inflacionário, o tema segue monitorado "com cuidado".

As medidas adotadas nesta quinta pelo BCE ajudarão a salvaguardar as "estabilidade" nos preços em médio prazo, segundo a dirigente. "A expectativa é manter condições financeiras favoráveis para apoiar a confiança", afirmou Lagarde.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

O melhor do Seu Dinheiro

A Pedra Filosofal do mercado financeiro e mais destaques da noite

O minério de ferro converteu-se na pedra filosofal dos mercados: tudo o que toca, vira ouro — como as ações da Vale e das siderúrgicas

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Mercado Financeiro e a Pedra Filosofal

De certa maneira, o mercado financeiro está cheio de alquimistas: tentam transformar dinheiro em mais dinheiro. Ações, câmbio, títulos de renda fixa, fundos imobiliários — no fim, o objetivo dos investidores é multiplicar o patrimônio. O problema é que não há fórmula mágica. Nem sempre as poções funcionam; na verdade, é relativamente comum que o […]

FECHAMENTO

Commodities dão força extra e bolsa fecha o dia em alta firme enquanto NY fica no vermelho

Com o exterior negativo, restou ao setor de commodities e energia salvar o Ibovespa da cautela. O dólar à vista aproveitou e teve um dia de leve queda

Oferta de ações

Softbank deve participar do IPO da Dotz, dizem fontes

Mesmo com a participação do fundo japonês e da presença de dois investidores-âncora, a demanda pelas ações da Dotz no IPO ainda está apertada, segundo fontes

Alta nos preços chama atenção

Governo Biden ‘leva possibilidade de inflação muito a sério’, diz Casa Branca

A porta-voz do governo reforçou, no entanto, que a maioria dos analistas econômicos avalia que haverá um avanço temporário dos preços no país

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies