🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-06-15T10:50:25-03:00
Ricardo Gozzi
REUNIÃO DE EMERGÊNCIA

A Super Quarta começou: Banco Central Europeu acelera mecanismo para evitar risco de fragmentação da zona do euro

Decisão foi tomada em reunião de emergência convocada pelo BCE em meio à disparada dos juros dos títulos da dívida dos países da zona do euro

15 de junho de 2022
10:39 - atualizado às 10:50
A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde.
Christine Lagarde é a presidente do Banco Central Europeu (BCE). - Imagem: Banco Central Europeu

A Super Quarta dos bancos centrais começou de um jeito inesperado. Quando todos se preparavam para as decisões de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) e do Comitê de Política Montéria (Copom) do Banco Central do Brasil, o Banco Central Europeu (BCE) chamou uma reunião extraordinária.

Muita gente segurou a respiração diante do anúncio. Afinal, a reunião regular do BCE ocorreu na semana passada e já circula o entendimento de que o aperto monetário na zona do euro vai começar em julho.

No fim, entretanto, a reação foi positiva.

O que levou então o Banco Central Europeu a chamar uma reunião extraordinária?

Os custos dos empréstimos para diversos governos da zona do euro aumentaram acentuadamente nos últimos dias.

No início da semana, o juro dos títulos da dívida da Itália com vencimento em 10 anos ultrapassou a marca simbólica de 4% ao ano.

Hoje, mais cedo, um indicador de referência para o risco de fragmentação na zona do euro atingiu o nível mais alto desde o início de 2020.

O descompasso no diferencial de juros em relação aos países mais ricos da zona do euro, principalmente a Alemanha, é chamado tecnicamente de "fragmentação".

Os movimentos no mercado de títulos estão relacionados a temores de que o BCE talvez precise promover um aperto monetário mais agressivo do que o esperado anteriormente.

Mas o que parece ter realmente incomodado os investidores foi o entendimento de que houve uma falha na comunicação por parte do Banco Central Europeu.

Na reunião da semana passada, o BCE não detalhou o que pretendia fazer para apoiar os países altamente endividados da zona do euro.

Hoje, porém, o simples anúncio da reunião extraordinária trouxe um pouco alívio para os mercados financeiros da Europa.

O que o Banco Central Europeu anunciou hoje

O Banco Central Europeu anunciou hoje que orientou sua área técnica a acelerar a criação de um novo mecanismo para mitigar os riscos de fragmentação da zona do euro.

Anunciada em um comunicado divulgado ao término da reunião emergencial, a medida tem como objetivo reduzir os temores de uma nova crise da dívida dentro da união monetária.

“A pandemia deixou vulnerabilidades duradouras na economia da zona do euro que estão de fato contribuindo para a transmissão desigual da normalização de nossa política monetária entre as jurisdições”, afirma o BCE no comunicado.

O BCE também anunciou que será mais flexível nos resgates de seu programa de compra de títulos de emergência, conhecido pelas iniciais PEPP. O objetivo é “preservar o funcionamento do mecanismo de transmissão monetária”.

A reação do mercado

Embora o linguajar dos diretores do Banco Central Europeu pareça recomendar a necessidade de um tradutor para explicar o tradutor original, a reação nos mercados foi positiva.

O rendimento do título italiano de 10 anos caiu ainda mais depois do anúncio, voltando para baixo da marca de 4%.

Os custos de empréstimos para outros governos da zona do euro também caíram com a notícia.

No mercado de câmbio, o euro subia em relação ao dólar.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

NOITE CRIPTO

Sem fôlego: bitcoin (BTC) opera em alta, mas ainda não volta para os US$ 20 mil; entenda por quê

Apesar do respiro desta sexta-feira (1), o bitcoin ainda sente todo o peso de um Federal Reserve mais agressivo contra a inflação. A semana também não foi tão positiva assim com o noticiário do universo digital.

VAI TER QUE PAGAR!

Um acordo de milhões: Petrobras (PETR4) se entende com a ANP sobre royalties da operação de xisto no Paraná

Segundo a estatal, o acordo envolve o pagamento de R$ 601 milhões pela companhia — um montante que já foi provisionado nas demonstrações financeiras

CASOU!

Enfim, sós! Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3) consumam combinação de negócios; confira detalhes

Por conta do enlace, hoje foi o último dia de negociação das ações de emissão da Unidas na B3

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa começa julho com o pé direito, o reforço de caixa da MRV (MRVE3) e a semana em cripto; confira os destaques do dia

Que sexta-feira costuma ser o dia da semana favorito de muita gente não é novidade, mas você já reparou na tendência que temos de tentar fazer dele o mais leve de todos para não atrapalhar o descanso do fim de semana? Seja no escritório ou no mercado financeiro, o último dia útil é o momento […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa dá uma pausa nas perdas e sobe 0,29% na semana, mas dólar dispara e chega a R$ 5,32

O começo de julho foi mais animador para o Ibovespa, mas as dificuldades seguem pressionando o câmbio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies