Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-10-29T12:41:53-03:00
Estadão Conteúdo
Diante da crise

BCE mantém política monetária, mas promete ‘recalibrar instrumentos’

As principais taxas de juros do BCE, a de refinanciamento e a de depósitos, permaneceram em 0% e -0,50%, respectivamente.

29 de outubro de 2020
12:41
europa zona do euro banco central europeu
Imagem: Shutterstock

O Banco Central Europeu (BCE) decidiu deixar sua política monetária inalterada após reunião concluída nesta quinta-feira, como se previa, mas prometeu "recalibrar seus instrumentos" quando for apropriado para "garantir que as condições financeiras permaneçam favoráveis", sustentando a recuperação econômica e neutralizando os efeitos negativos da pandemia de covid-19 na trajetória da inflação.

As principais taxas de juros do BCE, a de refinanciamento e a de depósitos, permaneceram em 0% e -0,50%, respectivamente.

Além disso, o BCE manteve o volume de seu Programa de Compras de Emergência na Pandemia (PEPP, na sigla em inglês) em 1,35 trilhão de euros.

O BCE também deixou inalterado o tamanho do Programa de Compras de Ativos (APP, na sigla em inglês), em 120 bilhões de euros, a um ritmo mensal de 20 bilhões de euros. Segundo a instituição, as compras do APP serão realizadas "pelo tempo que for necessário".

Em comunicado, o BCE reiterou ainda que o período de vigência do PEPP irá "pelo menos" até o fim de junho de 2021 e que as compras do programa serão conduzidas de maneira flexível. A instituição voltou a ressaltar, porém, que as compras do PEPP continuarão até que a crise da covid-19 seja superada.

O BCE reafirmou também que os juros básicos vão continuar nos níveis atuais ou menores "até que a perspectiva de inflação convirja de forma robusta" para sua meta, que é de uma taxa ligeiramente inferior a 2%. A instituição avaliou ainda que suas novas projeções macroeconômicas, a ser divulgadas em dezembro, permitirão uma "total reavaliação da perspectiva econômica".

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

De volta ao jogo

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 6,25%

Renda fixa “voltou ao jogo”, mas ainda não dá para ficar rico. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

entrevista

BC briga para recuperar a credibilidade e poderia ter acelerado alta da Selic, diz economista-chefe da gestora Garde

Para Daniel Weeks, BC passou mais tempo do que o necessário com a sinalização de que manteria taxa de juros muito baixas; ele avalia que aumento poderia ter sido de 1,25 ponto e que discussão sobre fim do ciclo de ajustes ainda não acabou

Seu Dinheiro na sua noite

Seguindo a rota planejada

Decisão da Selic pelo Copom, juros nos Estados Unidos, dólar em alta e muitas outras notícias que mexeram com o mercado hoje

Vai mudar

Ultrapar (UGPA3): Marcos Lutz, ex-presidente da Cosan, assumirá como CEO em janeiro de 2022

Lutz já era membro do conselho de administração da Ultrapar (UGPA3) e, após o período como CEO, deve virar presidente do colegiado

Bota para subir

Após nova alta da Selic, FMI apoia aperto monetário adotado pelo Banco Central para combater inflação

Os diretores do órgão também aprovam o compromisso do BC intervenções limitadas para conter condições desordenadas de mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies