A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-10T11:03:06-03:00
Estadão Conteúdo
ESG EM PAUTA

Economia verde: União Europeia quer atingir neutralidade climática até 2050; saiba como

O BCE vai investir cerca de 30 bilhões de euros por ano; União Europeia está implementado políticas para reduzir a emissão de carbono

10 de julho de 2022
11:00 - atualizado às 11:03
Zona do Euro, União Europeia
Bandeira da União Europeia - Imagem: shutterstock

O Banco Central Europeu (BCE) informou que a União Europeia (UE) está empenhada em alcançar a neutralidade climática até 2050, em comunicado.

Para isso, está tomando medidas para reduzir a pegada de carbono em seu portfólio e pressionar os bancos a gerenciar melhor os riscos climáticos e ambientais.

Segundo o BCE, alterações climáticas são importantes para os bancos centrais e não se trata apenas de uma ameaça existencial à civilização. Mas também acarretam riscos graves para a economia.

“Isso exigirá um enorme investimento e inovação, e tem implicações para a inflação durante a fase de transição. Também torna redundantes partes do capital social e cria riscos financeiros”, disse a entidade.

Até agora, a carteira de títulos corporativos do BCE tem sido orientada pela neutralidade do mercado e, portanto, reflete o universo de títulos existente.

“No entanto, são as empresas de setores intensivos em carbono, em particular, que emitem esses títulos. Isso levou a um viés de carbono em nosso portfólio e um acúmulo de riscos climáticos em nosso balanço”, disse a entidade.

BCE: Políticas monetárias para financiar economia verde

No documento, o BCE afirma que para reduzir os riscos climáticos, vai direcionar os reinvestimentos de títulos corporativos com vencimento — cerca de 30 bilhões de euros por ano — para ativos emitidos por empresas com melhor desempenho climático.

Além disso, a entidade deve limitar a participação de ativos de empresas de alto carbono que podem ser dados como garantia por um banco ao tomar empréstimos.

“No futuro, limitaremos as garantias a empresas e devedores que estejam em conformidade com os padrões de relatórios sustentáveis da União Europeia”, acrescentou.

O BCE pontuou que as medidas têm dois efeitos: primeiro, reduzir os próprios riscos financeiros relacionados ao clima e, segundo, motivar os emissores de títulos a melhorar suas divulgações e reduzir suas emissões de carbono. Em última análise, o documento diz que isso ajudará a direcionar o capital para apoiar a transição verde.

O Banco Central Europeu ponderou que eventos climáticos extremos danificam a infraestrutura, destroem colheitas e aumentam os preços dos alimentos. “O BCE não pode ignorar as mudanças climáticas.”

De acordo com a entidade, as alterações climáticas são uma prioridade para os legisladores europeus.

“Ao fazê-lo, o BCE pode, dentro do seu mandato, agir como um catalisador para tornar o sistema financeiro mais verde”, acrescentando que pode apoiar o desenvolvimento de mercados de capitais verdes.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

BALANÇO

Inter (INBR31) reverte prejuízo em lucro de R$ 15,5 milhões no segundo trimestre; confira os números

15 de agosto de 2022 - 21:01

No semestre encerrado em 30 de junho de 2022, o Inter superou a marca de 20 milhões de clientes, que equivale a 22% de crescimento no período

BALANÇO DA HOLDING

Lucro líquido da Itaúsa (ITSA4) recua 12,5% no segundo trimestre, mas holding anuncia JCP adicional; confira os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 19:52

A Itaúsa (ITSA4) esperou até o último dia da temporada de balanços para revelar os números do segundo trimestre. E a paciência dos investidores não foi recompensanda: a companhia lucrou R$ 3 bilhões, uma queda de 12,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) sobre o […]

BALANÇO

Resultado da Méliuz (CASH3) piora e empresa de cashback registra prejuízo líquido de R$ 28,2 milhões no segundo trimestre

15 de agosto de 2022 - 19:07

Os papéis da Méliuz amargam perdas de 87% no ano, mas entraram no mês de agosto em tom mais positivo, com ganho mensal de 7%

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Magazine Luiza (MGLU3) dá a volta por cima, XP vai às compras e futuro do ethereum; confira os destaques do dia

15 de agosto de 2022 - 18:52

Há pouco mais de dois meses, quando conversei com diversos analistas e gestores de mercado sobre as expectativas para o segundo semestre, poucos foram aqueles que apostaram nos setores de grande exposição à economia doméstica como boas alternativas para a segunda metade do ano.  Não que empresas ex-queridinhas como Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e […]

ACIONISTAS FELIZES

Dividendos: Itaúsa (ITSA4) pagará JCP adicional e data de corte é nesta semana; veja como receber

15 de agosto de 2022 - 18:47

Vale lembrar que, após a data de corte, as ações serão negociadas “ex-direitos” e passarão por um ajuste na cotação referente aos proventos já alocados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies