Menu
2021-01-28T17:07:24-03:00
Estadão Conteúdo
facilidade

Mercado Pago vê movimento de adesão ao PIX em estabelecimentos comerciais

Desde que entrou em operação, em novembro do ano passado, o novo meio de pagamento tem sido usado principalmente para transferências entre contas, em substituição ao TED e ao DOC

28 de janeiro de 2021
17:07
Túlio Oliveira – diretor do Mercado Pago, mostra pagamento por QR Code
Pagamento feito pelo Mercado pago, do Mercado Livre - Imagem: Leo Martins/Seu Dinheiro

O Mercado Pago, fintech de pagamentos do Mercado Livre, começa a ver um movimento de adesão ao PIX por parte dos estabelecimentos comerciais. Desde que entrou em operação, em novembro do ano passado, o novo meio de pagamento tem sido usado principalmente para transferências entre contas, em substituição ao TED e ao DOC.

"Estamos começando a ver um movimento de adoção no PIX no comércio, com alguns nomes usando as soluções do Mercado Pago, mas ainda há um desafio de educação, de entendimento, de como usar no comércio", afirmou o vice-presidente da fintech, Tulio Oliveira, em coletiva de imprensa, nesta quinta-feira. O Mercado Pago já tem parceria com C&A e Burger King, para que o PIX seja aceito como meio de pagamento nas lojas.

Sobre a possibilidade de pequenos vendedores substituírem as maquininhas para receber pagamentos por meio de transferências via PIX, Oliveira disse que vê o instrumento de pagamento instantâneo como complementar e não como um substituto. "A maquininha é complementar ao PIX, pois ela aceita cartão de crédito, parcelado. Todos os meios de pagamentos serão complementares", afirmou.

O executivo disse que, para o Mercado Pago, o importante é que o cliente não perca a venda, independentemente de como vai receber. "Se vai processar com cartão de débito, com QR Code, com transferência, a gente quer que ele cresça", afirmou Oliveira.

O executivo não quis revelar qual a relevância, hoje, do PIX nos pagamentos efetuados pela fintech, mas disse que o novo meio de pagamento já representa de 5% a 10% do faturamento de clientes que processam pagamentos pela internet.

Na coletiva, o Mercado Pago informou que, em 2020, processou R$ 14,5 bilhões em pagamentos, aumento de 161,2% em relação a 2019. Fora da plataforma do Mercado Livre, foram R$ 8,4 bilhões, ou 196,5% a mais que no ano anterior.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

O melhor do seu dinheiro

Alguém chame os bombeiros

Hoje tivemos mais um dia de grande volatilidade nos mercados brasileiros, que entraram em parafuso com o temor de que o teto de gastos poderia vir a ser furado. Os investidores aguardam com grande ansiedade a votação da PEC Emergencial, aquela que permitirá o retorno do auxílio emergencial. E rumores de que ela seria desidratada […]

FECHAMENTO

Em dia de alta volatilidade, Lira salva Ibovespa de um fiasco e segura o dólar em R$ 5,66

A volatilidade reinou absoluta nesta quarta-feira (03) e mais uma vez Brasília foi responsável por movimentar os negócios no Brasil. Lá fora, o dia foi de cautela com a alta dos juros futuros

Luz no fim do túnel?

Ministério da Saúde avança em negociações com laboratórios para comprar vacinas

A declaração do MS foi dada pelo titular da pasta, Eduardo Pazuello, em reunião com a Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Crypto News

Bitcoin para leigos e descrentes também

Descrever algo tão complexo como o Bitcoin exige repertório, dedicação e um pouco de sedução de quem apresenta.

Ruim, mas nem tanto?

“É um dos países que menos caíram no mundo”, afirma Bolsonaro, sobre queda de 4% no PIB

Para Bolsonaro a queda do PIB só não foi maior devido a movimentação da economia gerada pelo auxílio emergencial.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies