Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-09-23T08:07:02-03:00
Ricardo Gozzi
Alívio imediato

Acordo da Evergrande com credores faz ações recuperarem 17,62% na bolsa de Hong Kong

Apesar de alívio hoje, crise da segunda maior incorporadora chinesa tende a alimentar incerteza a cada novo vencimento

23 de setembro de 2021
7:51 - atualizado às 8:07
Evergrande
Imagem: Getty Images

O acordo obtido pela Evergrande junto a seus credores parece ter proporcionado alívio aos papéis da companhia. As ações da endividada incorporadora chinesa fecharam em alta de 17,62% hoje na bolsa de valores de Hong Kong.

O acordo em questão envolve juros que deveriam ser pagos hoje aos credores da companhia. O governo da China tem participado diretamente das negociações na tentativa de assegurar que os fornecedores sejam pagos e os compradores de imóveis não sejam lesados pela crise de liquidez da segunda maior incorporadora do país asiático.

Pelo acordo anunciado ontem, a Hengda Real Estate, uma unidade subordinada à Evergrande, pagaria hoje 232 milhões de renminbis (US$ 35,9 milhões) em juros devidos para hoje. Não havia informações referentes a US$ 83,5 milhões em cupons de bônus denominados em dólar que também deveriam ser depositados nesta quinta-feira.

Cenas dos próximos vencimentos

Além disso, ainda que o clima hoje seja de alívio, as ações da Evergrande seguem fortemente descontadas em relação ao início do ano - queda de mais de 80% - e a crise garante novas emoções a cada vencimento de título. Outro bônus denominado em dólar vencerá na semana que vem, este no valor de US$ 47,5 milhões.

Em termos de volume, o próximo grande montante - estimado em US$ 835 milhões - está programado para março do ano que vem.

Abutres no radar

De acordo com dados da Refinitiv, 6,5% dos US$ 305 bilhões devidos pela Evergrande estão denominados em moeda estrangeira, o que significa cerca de US$ 20 bilhões.

Com o aparente sucesso inicial das iniciativas do governo, da empresa e dos bancos locais para rolar as dívidas em moeda local, analistas consideram improvável que ocorra alguma espécie de choque de liquidez que leve a um contágio global.

Mas se os credores locais mostram-se mais dispostos a negociar, especialistas consultados pela Reuters advertem que os detentores de bônus estrangeiros têm menos propensão a aceitar acordos, como ocorreu em crises de dívida recentes como a da Argentina.

Diante disso, analistas não descartam a possibilidade de que a pressão dos credores estrangeiros, apesar de representarem uma fração relativamente pequena em relação ao total, possa provocar alguma turbulência no mercado imobiliário chinês no decorrer dos próximos meses.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Ora, pois

Bradesco deve abrir base em Portugal para ‘seguir’ milionários brasileiros

Movimento de migração de famílias clientes do segmento private do banco após a pandemia levou à retomada dos estudos para entrar no mercado lusitano

De volta aos dois dígitos

Mercado já vê juros de até 11% em 2022

Drible no teto de gastos gerou movimento generalizado nas instituições financeiras para revisar para cima suas projeções para a taxa de juros

Óleo e gás

3R Petroleum (RRRP3) certifica reservas provadas de 185,1 milhões de barris

Companhia divulgou resultado da certificação de reservas do Campo de Papa-Terra, na Bacia de Campos, cuja participação foi adquirida da Petrobras

Valor intangível

As 10 marcas mais valiosas do mundo em 2021 – a líder vale US$ 408,2 bilhões

Apple lidera ranking da Interbrand, seguida de outras big techs; com alta de 184%, Tesla foi a marca com maior salto no seu valor no último ano

Contrata-se

Fintechs fazem mercado de vagas crescer 466%, com foco em tecnologia

Startups de tecnologia para o mercado financeiro procuram talentos sobretudo na área de TI, e alguns processos seletivos são exclusivos para mulheres

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies