Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-05-07T07:26:47-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
NA CARA DO GOL

Ibovespa tem nova chance de voltar aos 120 mil pontos; será que agora vai?

Enquanto agenda de balanços perde força, investidores voltam suas atenções para o payroll, o IGP-DI e as vendas no varejo

7 de maio de 2021
7:26
Bola de futebol acertando a trave do gol
Na trave - Imagem: Shutterstock

Não é segredo que o Ibovespa encontra-se consideravelmente atrás de seus pares no rali que levou os principais índices de ações do mundo a novos recordes históricos desde a colossal injeção de liquidez aplicada pelos bancos centrais para fazer frente à crise desencadeada pela pandemia, ainda no primeiro semestre do ano passado.

O próprio Ibovespa alcançou um novo topo histórico em janeiro de 2021, num rali de início de ano que levou o principal índice de ações da B3 aos 125 mil pontos. Desde então, apesar das projeções cada vez mais otimistas de diversas corretoras para o desempenho do Ibovespa este ano, o índice segue patinando.

É fato que as persistentes tensões políticas em Brasília em meio ao avanço desenfreado da pandemia vêm mantendo os investidores com pelo menos um pé atrás. Ainda assim, a bolsa brasileira anda de novo às voltas com os 120 mil pontos. Tem parecido até aquele artilheiro em má fase. Ele chega na cara do gol, mas no momento de ir pra galera chuta a bola em cima do goleiro, é prensado pela zaga, acerta (?) a trave ou simplesmente isola.

Chuveirinho na área

Ontem, a bola do Ibovespa ficou batendo e rebatendo naquele persistente chuveirinho na área. No minuto final, quando a pelota sobrou limpa e macia - era só empurrar pra dentro -, o artilheiro furou.

Depois de passar o dia entre leves altas e baixas, oscilando dentro de uma margem bastante estreita, a bolsa subiu apenas 0,3%, ficando nos 119.920 pontos. O impulso do índice veio principalmente da reação dos investidores ao grande volume de balanços corporativos desta semana.

A grande estrela dos negócios na véspera, porém, foi o mercado de câmbio. O dólar recuou 1,6%, voltando à faixa dos R$ 5,27. Um dos motivos foi a demanda de estrangeiros pelo real para retornar ao mercado de taxas depois de o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) ter elevado a taxa Selic a 3,50% ao ano e sinalizado um novo aumento do juro básico na reunião marcada para junho.

Hoje, os mercados internacionais amanhecem com um apetite por risco moderado. A maior parte das bolsas asiáticas fechou em alta, os principais índices de ações da Europa sobem, o dólar cede terreno e os indicadores futuros de Wall Street apontam para uma abertura no azul.

Mais indicadores, menos balanços

Lá fora, os investidores aguardam a divulgação do payroll, o relatório oficial do mercado de trabalho nos Estados Unidos.

Por aqui, a agenda de indicadores locais ganha novo fôlego hoje com os dados do IGP-DI de abril, que trará novos informações sobre o dragão da pressão inflacionária combatido pelo Banco Central, e das vendas no varejo em março, que devem mostrar novamente considerável retração, segundo as estimativas dos analistas.

Já a agenda de balanços corporativos dá um pouco de descanso depois de uma semana extremamente agitada. Hering e JHSF são as únicas integrantes do Ibovespa a divulgarem hoje seus resultados trimestrais.

A não ser que surja alguma novidade fora do radar, são estas as balizas que deverão influenciar os negócios hoje e definirão se o Ibovespa finalmente encontrará seu caminho de volta aos 120 mil pontos ou se sucumbirá a algum eventual ajuste de carteira.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

PEC DOS COMBUSTÍVEIS

Tesouro pode perder até R$ 240 bilhões com PEC dos Combustíveis e inflação pode ir para 1% — mas gasolina ficará só R$ 0,20 mais barata; confira análise

Se todos os estados aderirem à desoneração, a perda seria de cifras bilionárias aos cofres públicos, de acordo com a XP Investimentos

Seu Dinheiro no Sábado

E a bolsa ainda pulsa: os grandões do Ibovespa brilham e puxam o índice — mas e as demais empresas?

Além do ciclo aquecido das commodities e da entrada de recursos estrangeiros, também vale lembrar o desconto nos ativos domésticos

BITCOIN (BTC) HOJE

Bitcoin (BTC) aprofunda queda da semana e é negociado aos US$ 35 mil hoje pela primeira vez em seis meses; criptomoeda já caiu 17% em sete dias

Especialista dá dicas de como sobreviver ao momento de “sangria” do mercado de criptomoedas — e o que não fazer no desespero

Dê o play!

A bolsa ainda pulsa, mas será um último suspiro? O podcast Touros e Ursos discute o cenário para o Ibovespa

No programa desta semana, a equipe do Seu Dinheiro discute o cenário para o Ibovespa e os motivos que fazem a bolsa brasileira subir

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O respiro da bolsa brasileira, o tropeço do bitcoin e o vazamento de dados do PIX: confira as principais notícias do dia

Para quem não aguentava mais ver a bolsa brasileira apanhando enquanto Wall Street renovava recordes, este início de ano está sendo o momento da revanche. Ou melhor, de o Ibovespa “correr atrás do prejuízo”. Nesta terceira semana de janeiro, o principal índice da B3 mais uma vez contrariou o exterior e enfileirou altas, enquanto as […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies