Menu
2020-04-25T12:29:35-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Crise política

Para 49% da população, governo Bolsonaro será ruim ou péssimo após saída de Moro, diz pesquisa da XP

Entrevistados veem impacto negativo da saída do ministro para o país, mas aprovação do presidente não sofreu mudança, segundo o levantamento

25 de abril de 2020
10:07 - atualizado às 12:29
Jair Bolsonaro (esquerda) e Sergio Moro

Qual a expectativa para o governo de Jair Bolsonaro com a saída do ministro da Justiça, Sergio Moro? Para 49% da população, o resto do mandato do presidente será ruim ou péssimo, de acordo com pesquisa da XP/Ipespe divulgada na manhã deste sábado.

Outros 25% têm uma expectativa regular para o governo de Bolsonaro e 18% responderam que o restante da gestão será ótima ou boa. Os demais 9% não souberam ou não responderam, segundo a pesquisa.

E você, como avalia o futuro do governo Bolsonaro com saída de Sergio Moro? Deixe sua resposta nos comentários logo abaixo desta reportagem.

Leia também:

O levantamento da XP foi realizado com 800 pessoas entre as 18h de quinta-feira (23) e as 18h de ontem, ou seja, teve início antes da confirmação da saída de Moro, mas já captou parte dos efeitos da ruidosa demissão do ministro.

A pesquisa da XP/Ipespe também perguntou qual seria (após a saída do ministro, a questão foi ajustada para "será") o impacto da saída de Moro para o país.

De acordo com o levantamento, 67% dos entrevistados veem o impacto como negativo, enquanto 10% avaliam que seria/será positivo e 16% disseram que a saída do ministro da Justiça não terá impacto para o país. Os demais 8% disseram não saber ou não responderam.

Aprovação de Bolsonaro

A pesquisa da XP/Ipespe não captou mudanças significativas na aprovação do governo de Jair Bolsonaro com saída de Sergio Moro. 31% dos entrevistados consideram a gestão ótima ou boa e o índice de desaprovação (ruim+péssimo) ficou em 42%.

Outros 24% avaliaram o governo de forma regular e 3% disseram não saber ou não responderam. A margem de erro do levantamento é de 3,5 pontos percentuais.

Na pesquisa realizada entre 13 e 15 de abril, a aprovação do governo era de 30% e a reprovação de 40%; em outra rodada, realizada entre 20 e 22 de abril, a aprovação era de 31% e a reprovação, 42%.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Liberdade econômica

Equipe econômica vai ao STF defender autonomia do Banco Central

A lei que estabeleceu a autonomia formal do BC virou alvo de uma ação do PSOL e do PT, que questionaram o fato de o projeto ter sido apresentado pelo Legislativo

conteúdo patrocinado

Ainda não declarou o Imposto de Renda 2021? Veja as principais dicas para pagar menos imposto nessa reta final

O prazo para a declaração do IR vai até 31 de maio. Se você ainda não declarou, ainda dá tempo de fazer isso em tempo recorde e pagando muito menos imposto. Conheça esse método e saiba como:

SERÁ QUE VAI SEXTAR?

Ibovespa busca mais uma alta semanal na cola da Vale e da Petrobras

Apetite por risco lá fora, bons resultados trimestrais e pausa na CPI devem dar uma folga para investidores hoje

cardápio de balanços

CCR, Cyrela Realty, EcoRodovias, IRB, BR Malls, Magalu e Petrobras: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

Resultados das empresas no primeiro trimestre ajudam a movimentar o pregão nesta sexta; veja os principais números

IR 2021

Imposto de Renda: Como declarar compra e venda parcelada de imóvel sem financiamento bancário?

A repórter Julia Wiltgen conversou com o advogado tributarista Samir Choaib e respondeu às principais dúvidas dos leitores do Seu Dinheiro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies