Menu
2020-08-04T10:13:08-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Concorrência

Presidente do Itaú diz que ficou satisfeito com mudança no modelo de cobrança da XP

Com a mudança, XP acabou dando razão ao modelo do banco, segundo Candido Bracher, presidente do Itaú, que descartou se desfazer da participação na corretora

4 de agosto de 2020
10:13
Candido Bracher, presidente do Itaú Unibanco
Candido Bracher, presidente do Itaú Unibanco - Imagem: Divulgação

Após uma briga pública com a sócia XP Investimentos, o presidente do Itaú Unibanco, Candido Bracher, disse que recebeu com "satisfação" a decisão da corretora de mudar a forma de cobrança dos clientes.

Na semana passada, a XP anunciou que os investidores poderão escolher entre o modelo de remuneração atual — em que o assessor de investimentos recebe uma comissão por cada produto no qual o cliente investe — ou passar a pagar um percentual fixo ao profissional.

A mudança ocorreu depois que o Itaú lançou uma campanha publicitária na qual ataca o modelo de remuneração dos assessores de investimento adotado pelas corretoras. A XP não é mencionada diretamente, mas acusou o golpe e respondeu duramente às críticas.

Questionado sobre o assunto durante teleconferência com a imprensa sobre o balanço do banco do segundo trimestre, Bracher disse que não classifica o episódio como uma briga.

Leia também:

Para ele, é preciso separar a visão do Itaú como investidor da XP (o banco comprou 49% do capital da corretora em 2017) do olhar da área de investimentos da instituição, que tem a XP como concorrente.

Ele afirmou que a mudança promovida pela XP acabou dando razão ao modelo encampado pelo próprio Itaú, que remunera seus gerentes com base no dinheiro captado dos clientes, independente do produto.

Do ponto de vista do Itaú como investidor, a mudança também agradou. “Foi uma decisão que me deixou contente porque mostra a orientação [da XP] de melhorar sempre”, afirmou Bracher, ao descartar a possibilidade de o banco vender a participação na XP.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

seu dinheiro na sua noite

Onde está o Guedes?

Paulo Guedes esteve presente ontem no anúncio do programa Renda Cidadã pelo governo, ao lado de Jair Bolsonaro e lideranças do Congresso. Mas os investidores no mercado financeiro não reconheceram no ministro a figura que prometeu implementar uma agenda de medidas liberais na economia, incluindo privatizações e reformas. A desconfiança sobre como a equipe econômica encaixaria […]

ajuste fiscal

Propostas para o Renda Cidadã não têm intenção de driblar teto, diz secretário do Tesouro

“A gente sabe que o teto é baseado em credibilidade e não adianta tomarmos ações que minem a credibilidade do teto”, disse Bruno Funchal

Mercado agora

Ibovespa fecha em queda com descrença sobre possível recuo de ‘pedalada’

No exterior, expectativa em torno do primeiro debate entre os principais candidatos à presidência dos EUA inibiu apetite por risco

Fiador sem crédito

Investidores veem omissão de Guedes no Renda Cidadã e mostram cansaço com “Posto Ipiranga”

Agentes do mercado financeiro questionam voto de confiança no ministro da Economia como fiador da disciplina fiscal

recadinho

Relevância do cumprimento do teto no pós-crise será ainda maior, diz Tesouro

Tesouro Nacional reforçou o alerta de que é preciso acelerar as reformas para manter a confiança dos investidores e os juros baixos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements