Menu
2020-08-24T11:16:21-03:00
briga anunciada

Apple decide banir jogo Fortnite, mas pode ter caído em uma armadilha

Em resposta, a Epic Games moveu uma ação contra a Apple para regressar à App Store, obrigando a Apple a rever seus termos de uso

14 de agosto de 2020
15:25 - atualizado às 11:16
Tela do Fortnite, popular jogo da Epic Games
Tela do Fortnite, popular jogo da Epic Games - Imagem: Shutterstok

O jogo “Fortnite”, da Epic Games, foi banido da App Store, plataforma de downloads da Apple, nesta quinta-feira. O título foi removido após ter violado as diretrizes da empresa de tecnologia. Porém, ela pode ter entrado em uma armadilha que inclui disputa além do mundo virtual.

O Fortnite é um dos jogos mais populares do momento, que funciona em diferentes plataformas, inclusive nos celulares. Sua fama é decorrente da possibilidade de ter multijogadores em tempo real, compartilhando cenários, personagens e itens de personalização atualizados à cada nova fase.

A intriga entre as empresas começou quando a Epic lançou uma nova modalidade de pagamentos para o seu jogo, Fortnite, em forma de promoção. Para isso, ela reduziu os custos de sua moeda virtual “V-Bocks” em 20% de maneira permanente.

No entanto, essa manobra vai contra os termos de uso da App Store, loja de aplicativos da Apple. Em seus termos, é permitido aos proprietários de iPhones e iPads fazer downloads apenas por sua loja certificada. E, quando os desenvolvedores cobram por seus aplicativos, a Apple fica com 30% nos lucros.

A empresa também proíbe quaisquer métodos alternativos de download e de pagamentos dentro da App Store. Assim, exige que os desenvolvedores utilizem o método de pagamento próprio da Apple e não permite a divulgação de outros meios para a compra do mesmo produto - mesmo que em preços mais baratos.

Agora, a disputa entre a criadora do jogo Fortnite e a Apple gira em torno do controle da distribuição de aplicativos em iPhones e iPads. Em resposta à exclusão do aplicativo, a Epic moveu um processo contra a empresa detentora da App Store.

O processo é preocupante para a situação da Apple, já que a maior parte de seus rendimentos vêm da venda de serviços em seu aplicativo. Caso os termos de uso da App Store sejam revistos, ela pode perder boa parte de sua receita - e não ter uma história tão boa para contar na Wall Street no futuro.

*Com informações da Business Insider

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

entrevista

‘Não se pode esperar para cortar privilégio’, diz ex-secretário do Ministério da Economia

Paulo Uebel defende que o Congresso aprove uma regra de transição na proposta da reforma administrativa para incluir o fim dos privilégios que grupo de servidores atuais ainda goza

Aposente-se aos 40 (ou o quanto antes)

100 dias entre o fundo e topo do mercado

Até aqui, 2020 foi o ano de Amyr Klink, em que aqueles que souberam capotar (entre janeiro e o final de março), passaram pela tempestade sem afundar de vez em mar aberto

inflação de alimentos

Após ouvir cobrança, Bolsonaro reforça que preço do arroz não será tabelado

Ministra da Agricultura avisou que atual patamar de preços só deve baixar mesmo a partir de 15 de janeiro, quando entrar a safra brasileira.

ranking da forbes

Varejo invade lista de mais ricos do Brasil; saiba mais sobre os bilionários

Luiza Trajano, Ilson Mateus e Luciano Hang chegam entre os 10 mais ricos do país, em um ano marcado por mudanças no setor varejista, alta das ações e IPOs

Seu Mentor de Investimentos

Como proteger seus investimentos diante do risco de sanções comerciais por causa das queimadas

País tornou-se um pária no mundo por conta do que acontece no Pantanal e na Amazônia, diz colunista Ivan Sant’Anna; ele aponta uma série de tipos de ativos que podem estar imunes a uma eventual protesto da comunidade internacional

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements