Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
2020-01-27T19:51:16-03:00
SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Bolsa contaminada pelo coronavírus

27 de janeiro de 2020
19:51
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Caro leitor,

A semana começou mal para as bolsas do mundo todo. O avanço do coronavírus na China durante o fim de semana colocou os mercados de molho nesta segunda. Já foram confirmados quase 3 mil casos em mais de dez países, sendo a maioria deles na China. Até agora, foram computadas 82 mortes.

Os investidores esperam que a epidemia afete o crescimento econômico chinês neste ano, ao levar à restrição da circulação de pessoas e mercadorias. Consequentemente, a economia mundial - e as companhias brasileiras que exportam para o gigante asiático - também devem ver impactos negativos.

Com isso, as bolsas caíram ao redor do mundo, e por aqui o dia foi particularmente ruim. O Ibovespa despencou e, depois de ter batido um novo recorde de alta na semana passada, perdeu os ganhos do ano. Agora, o índice tem desempenho negativo de 1,01% em janeiro.

Já o dólar fechou acima de R$ 4,20 e viu avanço no mundo todo, já que os investidores buscam a segurança da moeda americana em meio à incerteza. O índice de volatilidade VIX, conhecido como “índice do medo”, disparou 25% só no pregão de hoje. Todos os números e detalhes das negociações você confere nesta matéria do Vinícius Pinheiro.

Depois da badalação

Após o badalado IPO da XP, até que ponto suas ações podem ir? Por ora, não muito longe - ao menos na visão dos analistas do BTG Pactual. O banco iniciou a cobertura dos papéis da corretora negociados na Nasdaq considerando que as ações já estão bem precificadas. As razões para o posicionamento do BTG você confere nesta matéria.

Ainda não é o fim dos bancões

Os grandes bancos vêm apanhando na bolsa em 2020, pressionados, de um lado, pelo aumento da concorrência e, do outro, pela maior pressão regulatória do Banco Central. Mas não é o fim da linha para essas ações. A avaliação é do Credit Suisse, que ainda elevou a recomendação para os papéis de uma dessas instituições financeiras.

Agora vamos?

O Grupo de logística JSL sinalizou que pode retomar os planos de abrir o capital da Vamos, sua subsidiária de locação de caminhões. A companhia já havia tentado o IPO em abril, mas acabou desistindo.

Lista de exclusão

O desastre de Brumadinho levou grandes investidores institucionais de todo o mundo a pressionarem as mineradoras por mais transparência e segurança. Mas a própria Vale continua na lista dos excluídos. A falta de medidas para evitar a tragédia, bem como as medidas posteriores, consideradas insuficientes, afastaram os investidores estrangeiros da companhia. Veja nesta matéria o que pensam os investidores gringos que venderam as suas ações da Vale e que permanecem longe da mineradora.

Hora de se reinventar 

Depois que a Boeing levar 80% da divisão comercial da Embraer, o que restar da companhia brasileira será uma versão bastante enxuta. Com nove mil funcionários, três fábricas no país e duas nos Estados Unidos, a receita cairá para a casa dos R$ 8 bilhões. Hoje, gira em torno dos R$ 18 bilhões. Apesar dos desafios, há quem esteja apostando alto na reinvenção da empresa, como mostra esta matéria.

Gringo cada vez mais fora das ações

Mesmo com a economia começando a dar sinais de reação, a bolsa brasileira viu uma saída de cerca de US$ 4,7 bilhões em dinheiro de estrangeiros em 2019. Um ano antes, o resultado negativo havia sido de aproximadamente US$ 2,2 bilhões, segundo dados do Banco Central. Apesar de o gringo ter tirado dinheiro da bolsa, porém, o investimento direto no País subiu no ano passado.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Atenção acionista

Rede D’or anuncia pagamento de R$ 156,2 milhões de juros sobre capital próprio

O pagamento do valor anunciado será destinado aos acionistas que detiverem as ações da Rede D’or no próximo dia 24 de junho

Fome para crescer

Em mais uma aquisição, Magazine Luiza se fortalece em food services com a Plus Delivery

Segundo a varejista, plataforma de entrega de comida tem cerca de 1.500 restaurantes parceiros e atende mais de 250 mil clientes por mês

mercados hoje

Bolsa firma queda e perde os 128 mil pontos, à espera de fala de Powell; dólar avança

Mesmo com uma queda acentuada do petróleo nesta manhã, o setor vê a commodity nos maiores níveis desde o início da pandemia, com a retomada das atividades

O melhor do Seu Dinheiro

A rima das commodities, último capítulo da novela da MP da Eletrobras e outros destaques

A história não se repete, mas rima. Se Mark Twain fosse um analista do mercado financeiro, provavelmente seria um grande especialista em ciclos econômicos. Logo no começo da crise da covid-19, quem ousasse falar em investir em commodities ou ações de empresas produtoras de matérias-primas seria taxado de louco. As cotações de todas elas — […]

SINAIS DO BC

COMPARATIVO: Veja o que mudou na ata da reunião do Copom

Veja o que mudou e o que permanece igual na ata da última reunião do Copom — o BC elevou a Selic em 0,75 ponto percentual, para 4,25% ao ano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies