A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-10T12:16:30-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
PRESSÃO "MODERADA"

Efeitos da flexibilização da política de “covid zero”? Inflação avança na China; entenda

A China registrou uma alta de 2,5%, em junho, no Índice de Preços ao Consumidor, que mede a inflação; alta dos combustíveis é um dos “vilões”

10 de julho de 2022
12:12 - atualizado às 12:16
Economia da China afetada pela covid-19
Imagem: Shutterstock

A inflação, uma velha inimiga da economia, tem avançado em todo o mundo com a alta dos preços de alimentos e combustíveis — inclusive na China.

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do país avançou 2,5% em junho, na comparação anual, informou neste sábado o Escritório Nacional de Estatísticas (NBS, na sigla em inglês).

O resultado representa uma aceleração em comparação a alta de 2,4% em maio. O CPI também ficou estável, em relação ao mês anterior.

Apesar do avanço do índice inflacionário, a China segue contendo a alta dos preços em comparação com outros países, sobretudo, na Europa e nos EUA.

Vale ressaltar que a China tem flexibilizado as medidas de isolamento social, impostas pela política "covid zero". No final de junho, o governo anunciou a redução de quarentena para turistas de 21 para 10 dias.

China: Inflação sobe, mas a pressão segue em controle

O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) desacelerou pelo oitavo mês consecutivo, o que sugere que a pressão inflacionária sobre a economia em geral está moderada.

O PPI subiu 6,1% em junho, na comparação anual, após subir 6,4% em maio. Em outubro, a alta anual do PPI estava em 13,5%. Ante o mês de maio, o PPI ficou estável em junho.

A aceleração da inflação ao consumidor em junho foi puxada por preços mais altos de gasolina e combustível em geral, bem como de alimentos, segundo a agência de estatísticas da China.

Os preços de passagens aéreas e hotéis também subiram, com impulso nos gastos diante do relaxamento das restrições pela covid-19.

Economistas esperam que a inflação na China ganhe mais fôlego nos próximos meses, conforme sua economia se recupera. Segundo eles, a inflação deve atingir seu pico por volta de setembro, em cerca de 3% ou menos.

Flexibilização da "covid zero"

O país asiático anunciou o maior passo para afrouxar as medidas de controle sanitário que estão em vigor há mais de dois anos.

As restrições chinesas se intensificaram no fim de março de 2020, quando a covid-19 passou a se espalhar rapidamente pelo exterior, enquanto a situação na China entrava sob controle.

De acordo com a Comissão Nacional de Saúde chinesa, a partir de 28 de junho, o período de quarentena exigido para viajantes internacionais será bem menor — de 10 dias, sendo sete dias de isolamento em hotéis, após chegar ao mais, acrescidos de três dias antes de "explorar" a China.

O novo prazo também servirá para pessoas próximas de casos confirmados da covid na China, com sete dias em quarentena centralizada e três dias de monitoramento em casa.

A medida do governo chinês está alinhada com a flexibilização do período de quarentena em Hong Kong, que também exige a quarentena de sete dias nos hotéis.

*Com informações de CNBC, Estadão Conteúdo e Financial Times

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) sente pressão do Fed e recua na semana, enquanto ethereum (ETH) sustenta alta impulsionada pela “The Merge”; entenda

18 de agosto de 2022 - 20:25

O ethereum (ETH) vence a letargia do mercado hoje ainda impulsionado pela The Merge, atualização que, segundo analista, foi enfim “descoberta” pelo mercado

ELEIÇÕES 2022

Bolsonaro aparece no retrovisor de Lula, mas petista ainda pode levar no primeiro turno, segundo Datafolha

18 de agosto de 2022 - 20:00

Essa é a primeira pesquisa de intenção de voto divulgada após o início oficial da campanha presidencial, que começou há dois dias

REBATEU FAKE NEWS

“Estou meio acostumada a tomar paulada”: Luiza Trajano fala sobre política, empreendedorismo e os desafios do Magalu (MGLU3)

18 de agosto de 2022 - 19:13

A empresária rebateu alguns dos principais boatos que envolvem o seu nome e comentou as perspectivas do varejo no TAG Summit 2022

MAIS UM PASSO

Unindo os jalecos: acionistas do Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) aprovam a fusão entre as companhias

18 de agosto de 2022 - 19:12

Os acionistas de Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) deram aval para a junção dos negócios das companhias; veja os detalhes

o melhor do seu dinheiro

Ibovespa faz o dever de casa, o futuro das petroleiras e quem vai ficar com Congonhas; confira os destaques do dia

18 de agosto de 2022 - 18:40

Passado o grande evento da semana — a divulgação de ontem (17) da ata da última reunião do Federal Reserve — os investidores tiveram pouco com o que trabalhar nesta quinta-feira (18), levando as bolsas globais a mais um dia de muita volatilidade.  A cautela inicial em Nova York e a subida dos juros futuros […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies