Menu
2020-05-18T18:24:40-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
em busca de solução

Avanço em vacina contra coronavírus faz ação da Moderna disparar quase 20%

Empresa de biotecnologia informou que voluntários de um teste para a vacina contra o coronavírus produziram anticorpos que podem ajudar na proteção contra a doença

18 de maio de 2020
10:00 - atualizado às 18:24
médico segura amostra de sangue com etiqueta escrito coronavírus
Coronavírus - Imagem: Shutterstock

As ações da empresa americana de biotecnologia Moderna dispararam nesta segunda-feira (18) com notícia de que a companhia avançou no desenvolvimento da vacina mRNA-1273, que deve atuar contra o novo coronavírus.

Ao fim da sessão, os papéis da empresa subiam 19,96%, a US$ 80,00, mas chegaram a ser negociados a US$ 87,00 na máxima (+30,45%).

A Moderna informou que voluntários de um teste para a vacina contra o coronavírus produziram anticorpos que podem ajudar na proteção contra a doença, durante a "fase 1" do estudo - conduzida pelo Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, nos Estados Unidos.

A pesquisa dividiu 45 voluntários em grupos, que receberam 25, 100 e 250 microgramas de dose da vacina. Segundo a companhia, no 43º dia após a primeira de duas doses, os níveis de anticorpos no grupo de 25 microgramas estavam no mesmo nível visto em sangue de pessoas que se recuperaram da doença.

Já o grupo de 100 microgramas tinha anticorpos em níveis maiores do que de pacientes recuperados do novo coronavírus, diz a Moderna em comunicado.

Após a fase 1, a empresa espera iniciar um estudo intermediário da vacina e passar para um estágio final em julho.

A Moderna é uma das companhias cujas ações dispararam desde o início da crise do coronavírus, em meio as expectativas sobre o desenvolvimento de uma vacina. A empresa acumula ganhos de 240% no ano até o fechamento do pregão de sexta-feira.

No mundo, há mais de 100 vacinas em desenvolvimento, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Mas também há incertezas a respeito até mesmo se seria possível pessoas serem infectadas mais de uma vez.

O novo coronavírus já infectou mais de 4,7 milhões de pessoas, de acordo com a Universidade Johns Hopkins. São 315 mil mortes. Os Estados registram 89 mil mortes, enquanto no Brasil o total chega a 16 mil, ainda segundo a instituição.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Tesouro Nacional

Ajuste fiscal passa por reformas que aumentam produtividade, diz Bruno Funchal

O secretário participou na manhã desta segunda-feira do 10º Congresso Internacional de Contabilidade, Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público.

Melhor para o bolso

Aneel aprova queda de 6,4% em revisão tarifária extraordinária da Roraima Energia

Novas tarifas vigoram a partir de 1º de novembro. A empresa atende a 175 mil unidades consumidoras no Estado

apesar da crise...

Mercado de startups do Brasil caminha para ter melhor ano da história em 2020

O número de aportes realizados em novatas também já tem recorde histórico de 322 cheques, superando o melhor ano do setor com folga – em 2017, foram 263 investimentos

altas expectativas

Casa Branca: Negociações por novo pacote fiscal desaceleraram, mas não terminaram

Kudlow argumentou que, embora republicanos e democratas estejam mais perto de um acordo, ainda há divergências importantes.

O que esperar dos números

JBS, BRF ou Marfrig, quem vai apresentar o melhor resultado no 3º trimestre?

Com a proximidade das datas de divulgações, os analistas do setor de Alimentos do Credit Suisse aproveitaram para revisar as projeções para três das principais empresas do setor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies