Menu
2019-07-04T11:09:55-03:00
Vídeo

O gringo vem ou não vem? Afinal, o que a gente ganha com o investimento estrangeiro?

Entenda por que o Brasil se preocupa tanto em atrair investimentos estrangeiros, e como o capital gringo afeta os seus próprios investimentos

5 de julho de 2019
5:30 - atualizado às 11:09

Você já parou para pensar em por que o Brasil e outros países, sobretudo os emergentes, se preocupam tanto em atrair investimento estrangeiro? E você sabe o que o capital gringo pode fazer pelos seus próprios investimentos? No vídeo a seguir eu discuto essas duas questões, dá uma olhada:

Confira a transcrição do texto do vídeo sobre investimento estrangeiro no Brasil

Os olhos do mercado e da imprensa especializada estão sempre atentos à entrada e saída de dólares do país. Com a perspectiva de aprovação de reformas e uma consequente retomada da atividade econômica, é grande também a expectativa para uma entrada mais massiva de investimento gringo no Brasil. Mas os estrangeiros, por enquanto, permanecem cautelosos e ainda não vieram com tudo. Seja como for, a atração de capital externo é sempre uma preocupação de governos e agentes de mercado. Mas por que isso é tão importante para a economia? E o que os seus investimentos têm a ganhar? Investimento estrangeiro no Brasil: e eu com isso?

O investimento estrangeiro em um país pode tomar basicamente duas formas: investimento direto ou via mercado de capitais. O investimento direto é aquele investimento de longo prazo, por meio de ações como a compra de grandes participações em empresas locais, abertura de filiais de multinacionais, construção de fábricas e obras de infraestrutura.

Já o investimento via mercado de capitais normalmente visa prazos mais curtos. Inclui, por exemplo, a compra de títulos de dívida públicos e privados, além de pequenas participações acionárias em empresas locais na bolsa de valores.

Mas os dois tipos são cobiçados e podem beneficiar os seus investimentos. Para começar, a entrada de recursos estrangeiros contribui pra equilibrar as contas externas do país e a cotação do real frente ao dólar.

O investimento estrangeiro pela via financeira ajuda a aumentar os volumes negociados e a liquidez dos ativos nos mercados de bolsa e renda fixa, além de gerar uma demanda maior pra emissões de novos títulos e ações, estimulando até mesmo a entrada de novas empresas no mercado de capitais. Esse maior apetite por investimentos financeiros tende a aumentar as opções disponíveis pra pessoa física.

Já o investimento direto tem a capacidade de contribuir para a atividade econômica, aumentar a concorrência e gerar emprego, inovação e renda por aqui, o que também acaba estimulando o surgimento de opções de investimento novas e rentáveis no mercado financeiro.

O investimento estrangeiro pode se tornar mais ou menos relevante dependendo do contexto da economia do país. No momento em que eu estou gravando esse vídeo, o Brasil conta com poucas alternativas para financiar negócios e fazer a economia voltar a crescer. Há muito por fazer - demanda por capital é o que não falta. Só que o governo perdeu a capacidade de investimento por causa de uma grande crise fiscal. Também temos uma legião de desempregados, pessoas sem renda constante, o que dificulta a recuperação simplesmente por meio do consumo local. Já a nossa poupança interna é historicamente baixa. Além disso, estamos como os menores juros da história, o que faz com que os investidores estejam ávidos por alternativas mais rentáveis que a renda fixa conservadora. Nesse contexto, bem que uma mãozinha do gringo viria a calhar.

Gostou do vídeo? Então se inscreve no canal do Seu Dinheiro no YouTube e clica aí no sininho para receber as notificações. E não se esqueça de deixar dúvidas e ideias para os próximos vídeos no campo de comentários.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Disputa com a Stone

Linx se recusa a assinar protocolo de oferta da Totvs, que sobe tom contra conselheiros da empresa

Totvs ainda não desistiu do negócio, mas disse que os conselheiros independentes da Linx trataram a oferta da companhia de forma desigual em relação à proposta feita pela Stone

seu dinheiro na sua noite

A segunda onda (e o primeiro teste)?

A bolsa brasileira ganhou 1 milhão de pessoas físicas nos últimos seis meses. São novos investidores que praticamente não sabem o que é perder dinheiro na renda variável. O Ibovespa registrou uma alta de respeitáveis 40% entre março — o epicentro do terremoto nos mercados provocado pela crise do coronavírus — e agosto. O ganho […]

abertura de capital

Bradesco planeja IPO da Ágora e corretora deve se separar do banco até o fim do ano

Analistas do Goldman Sachs tiveram conferência com os diretores do Bradesco, Leandro Miranda e Carlos Firetti. O plano é realizar o IPO depois de a Ágora conquistar o segundo lugar do setor em termos de participação de mercado — o que é previsto para acontecer dentro de 4 ou 5 anos

Tenebrosas transações

Ibovespa fecha em queda e dólar sobe com escândalo envolvendo bancos da Europa e dos EUA

Aumento de casos de covid-19 na Europa e morte de juíza federal norte-americana constituíram ingredientes adicionais à forte aversão ao risco nos mercados globais

INDO PARA A BOLSA

CSN autoriza IPO da parte de mineração e atualiza projeções

CSN decidiu pelo IPO da unidade de mineração “à luz das condições favoráveis e perspectivas positivas do mercado de minério de ferro”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements