Menu
2019-07-04T11:09:55-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Vídeo

O gringo vem ou não vem? Afinal, o que a gente ganha com o investimento estrangeiro?

Entenda por que o Brasil se preocupa tanto em atrair investimentos estrangeiros, e como o capital gringo afeta os seus próprios investimentos

5 de julho de 2019
5:30 - atualizado às 11:09

Você já parou para pensar em por que o Brasil e outros países, sobretudo os emergentes, se preocupam tanto em atrair investimento estrangeiro? E você sabe o que o capital gringo pode fazer pelos seus próprios investimentos? No vídeo a seguir eu discuto essas duas questões, dá uma olhada:

Confira a transcrição do texto do vídeo sobre investimento estrangeiro no Brasil

Os olhos do mercado e da imprensa especializada estão sempre atentos à entrada e saída de dólares do país. Com a perspectiva de aprovação de reformas e uma consequente retomada da atividade econômica, é grande também a expectativa para uma entrada mais massiva de investimento gringo no Brasil. Mas os estrangeiros, por enquanto, permanecem cautelosos e ainda não vieram com tudo. Seja como for, a atração de capital externo é sempre uma preocupação de governos e agentes de mercado. Mas por que isso é tão importante para a economia? E o que os seus investimentos têm a ganhar? Investimento estrangeiro no Brasil: e eu com isso?

O investimento estrangeiro em um país pode tomar basicamente duas formas: investimento direto ou via mercado de capitais. O investimento direto é aquele investimento de longo prazo, por meio de ações como a compra de grandes participações em empresas locais, abertura de filiais de multinacionais, construção de fábricas e obras de infraestrutura.

Já o investimento via mercado de capitais normalmente visa prazos mais curtos. Inclui, por exemplo, a compra de títulos de dívida públicos e privados, além de pequenas participações acionárias em empresas locais na bolsa de valores.

Mas os dois tipos são cobiçados e podem beneficiar os seus investimentos. Para começar, a entrada de recursos estrangeiros contribui pra equilibrar as contas externas do país e a cotação do real frente ao dólar.

O investimento estrangeiro pela via financeira ajuda a aumentar os volumes negociados e a liquidez dos ativos nos mercados de bolsa e renda fixa, além de gerar uma demanda maior pra emissões de novos títulos e ações, estimulando até mesmo a entrada de novas empresas no mercado de capitais. Esse maior apetite por investimentos financeiros tende a aumentar as opções disponíveis pra pessoa física.

Já o investimento direto tem a capacidade de contribuir para a atividade econômica, aumentar a concorrência e gerar emprego, inovação e renda por aqui, o que também acaba estimulando o surgimento de opções de investimento novas e rentáveis no mercado financeiro.

O investimento estrangeiro pode se tornar mais ou menos relevante dependendo do contexto da economia do país. No momento em que eu estou gravando esse vídeo, o Brasil conta com poucas alternativas para financiar negócios e fazer a economia voltar a crescer. Há muito por fazer - demanda por capital é o que não falta. Só que o governo perdeu a capacidade de investimento por causa de uma grande crise fiscal. Também temos uma legião de desempregados, pessoas sem renda constante, o que dificulta a recuperação simplesmente por meio do consumo local. Já a nossa poupança interna é historicamente baixa. Além disso, estamos como os menores juros da história, o que faz com que os investidores estejam ávidos por alternativas mais rentáveis que a renda fixa conservadora. Nesse contexto, bem que uma mãozinha do gringo viria a calhar.

Gostou do vídeo? Então se inscreve no canal do Seu Dinheiro no YouTube e clica aí no sininho para receber as notificações. E não se esqueça de deixar dúvidas e ideias para os próximos vídeos no campo de comentários.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Ninguém escapa

Cenário turbulento afeta até mesmo os IPOs da saúde, um dos setores preferidos dos investidores

Empresas com ofertas ambiciosas tiveram de reduzir suas estimativas de preços ou adiar datas para seguir com as operações

Disparada

No embalo do recorde do bitcoin, ações da Coinbase disparam mais de 70% na estreia na Nasdaq

O CEO da empresa, Brian Armstrong, comentou mais cedo sobre a abertura de capital da Coinbase ao portal CNBC

Fura-teto?

Criticado, governo vai rever PEC que livra obras do teto

O texto não caiu bem entre economistas, parlamentares e membros do próprio governo federal

Relembre a história

Crime e castigo: Bernie Madoff, responsável pela maior pirâmide financeira da história, morre na cadeia

Condenado a 150 anos de prisão, financista que fraudou US$ 20 bilhões e enganou milhares de investidores morreu em desgraça aos 82 anos. Conheça sua história e relembre seus crimes.

Atividade em queda

Indicador da FGV mostra contração da economia em março com agravamento da pandemia

A queda nas expectativas dos consumidores foi um dos destaques negativos entre os componentes do indicador

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies