🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Vizinho em crise

Guaidó volta à Venezuela e convoca protesto contra Maduro no sábado

Líder da oposição pediu às pessoas que encham as ruas das cidades de todo o país no sábado para protestar contra Maduro

juan-guaido
Juan Guaidó - Imagem: Twitter/Reprodução

O líder da oposição na Venezuela e presidente da Assembleia Nacional do país, Juan Guaidó, retornou à Venezuela nesta segunda-feira. Ele conclamou os seus apoiadores para uma demonstração de "grande força e determinação" e pediu às pessoas que encham as ruas das cidades de todo o país no sábado para protestar contra Maduro.

Guaidó chegou ao Aeroporto Internacional de Maiquetia, perto da capital venezuelana Caracas. Ele retornou ao país depois de atravessar a fronteira para a Colômbia no mês passado para supervisionar um plano fracassado apoiado pelos EUA para fornecer ajuda humanitária à Venezuela.

A volta acontece depois de Guaidó desafiar uma proibição de viagem imposta por um tribunal no mês passado e de viajar para fora do país, estabelecendo um confronto com o governo do presidente Nicolás Maduro.

Guaidó é reconhecido como presidente interino da Venezuela por mais de 50 países, incluindo os EUA. O presidente da Assembleia Nacional afirma que ele é o legítimo presidente interino do país porque a reeleição de Maduro no ano passado foi inválida. Guaidó disse que passou pelas verificações de imigração venezuelanas sem problemas.

Diplomatas ocidentais, inclusive da França, da Alemanha e dos EUA, aguardaram o líder no aeroporto como demonstração de apoio. Depois de visitar as capitais sul-americanas, Guaidó prometeu voltar a Caracas para liderar um movimento de oposição revigorado.

O retorno do opositor coloca Maduro em uma posição difícil. O governo Trump disse que tomaria medidas rápidas contra Maduro se algo acontecesse com Guaidó. Mas Maduro corre o risco de parecer fraco com aliados e militares se permitir que o presidente da Assembleia Nacional entre na Venezuela sem impedimentos.

*Com Estadão Conteúdo e agências internacionais

Compartilhe

segundo agência

Em grave crise econômica, Venezuela avalia privatizar petróleo

28 de janeiro de 2020 - 8:14

Representantes do governo conversaram com diferentes empresas, diz agência; medida abandonaria décadas de monopólio estatal

com lideranças do mundo

Juan Guaidó pede ajuda ao Fórum de Davos contra Maduro

24 de janeiro de 2020 - 8:37

Guaidó falou sobre os males econômicos e políticos de seu país e sobre as oportunidades de investimento e prosperidade se a democracia for restaurada

De olho na Venezuela

Bolsonaro: “É importante buscar solução para Venezuela, até Evo se posicionou

17 de julho de 2019 - 20:41

Segundo o presidente, não ficou surpreso com o posicionamento de Morales, uma vez que o chefe de Estado boliviano já havia dados sinais positivos quando decidiu prender o italiano Cesare Battisti

Nem tudo está ganho

Guedes: Brasil evitou virar uma Venezuela, mas não uma Argentina

23 de maio de 2019 - 19:23

Ministro da Economia usou o exemplo do Chile em sua apresentação para falar do sucesso da agenda liberal

Ela não

Bolsonaro: Não queremos outra Venezuela no continente

3 de maio de 2019 - 12:48

Presidente disse que preocupação deve se voltar para a Argentina e para quem poderá voltar a comandar o país

Crise na Venezuela

Juan Guaidó convoca povo venezuelano a ir às ruas e diz ter apoio de militares para derrubar governo de Maduro

30 de abril de 2019 - 8:48

Juan Guaidó lidera a Operação Liberdade para derrubar o governo de Maduro. Ministro da Defesa utilizou o Twitter para dizer que há normalidade nos quartéis

menos barris

Opep reduz produção de petróleo em ritmo mais acentuado em março

10 de abril de 2019 - 10:55

Em relatório mensal divulgado nesta quarta-feira, organização informou que a produção de seus integrantes caiu 534 mil barris por dia (bpd) no mês passado, para uma média de 30,02 milhões de bpd

Transparência

“Conversarei com Levy”, diz Bolsonaro sobre dívidas de Cuba e Venezuela

5 de abril de 2019 - 12:38

Venezuela, Cuba e Moçambique acumulam R$ 2,3 bilhões em dívidas atrasadas com o BNDES. Se países não honrarem o pagamento, o governo brasileiro terá de cobrir o calote

VENEZUELA, CUBA E MOÇAMBIQUE

Países somam R$ 2,3 bi em atraso com BNDES

4 de abril de 2019 - 7:26

Se pagamento não for feito, governo deve cobrir o calote; banco registrou perdas de R$ 4,4 bi em 2018 por conta dos empréstimos

Vídeo

Sabia que a crise na Venezuela pode afetar os seus investimentos?

1 de março de 2019 - 11:26

Dependendo do desfecho, crise no país vizinho pode ter efeito no Brasil não só do ponto de vista diplomático e humanitário, mas também no bolso dos investidores brasileiros

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies