Menu
2019-03-04T16:58:49-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Vizinho em crise

Guaidó volta à Venezuela e convoca protesto contra Maduro no sábado

Líder da oposição pediu às pessoas que encham as ruas das cidades de todo o país no sábado para protestar contra Maduro

4 de março de 2019
16:58
juan-guaido
Juan Guaidó - Imagem: Twitter/Reprodução

O líder da oposição na Venezuela e presidente da Assembleia Nacional do país, Juan Guaidó, retornou à Venezuela nesta segunda-feira. Ele conclamou os seus apoiadores para uma demonstração de "grande força e determinação" e pediu às pessoas que encham as ruas das cidades de todo o país no sábado para protestar contra Maduro.

Guaidó chegou ao Aeroporto Internacional de Maiquetia, perto da capital venezuelana Caracas. Ele retornou ao país depois de atravessar a fronteira para a Colômbia no mês passado para supervisionar um plano fracassado apoiado pelos EUA para fornecer ajuda humanitária à Venezuela.

A volta acontece depois de Guaidó desafiar uma proibição de viagem imposta por um tribunal no mês passado e de viajar para fora do país, estabelecendo um confronto com o governo do presidente Nicolás Maduro.

Guaidó é reconhecido como presidente interino da Venezuela por mais de 50 países, incluindo os EUA. O presidente da Assembleia Nacional afirma que ele é o legítimo presidente interino do país porque a reeleição de Maduro no ano passado foi inválida. Guaidó disse que passou pelas verificações de imigração venezuelanas sem problemas.

Diplomatas ocidentais, inclusive da França, da Alemanha e dos EUA, aguardaram o líder no aeroporto como demonstração de apoio. Depois de visitar as capitais sul-americanas, Guaidó prometeu voltar a Caracas para liderar um movimento de oposição revigorado.

O retorno do opositor coloca Maduro em uma posição difícil. O governo Trump disse que tomaria medidas rápidas contra Maduro se algo acontecesse com Guaidó. Mas Maduro corre o risco de parecer fraco com aliados e militares se permitir que o presidente da Assembleia Nacional entre na Venezuela sem impedimentos.

*Com Estadão Conteúdo e agências internacionais

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Os três mosqueteiros do varejo e outros destaques da noite

Na bolsa e no setor de varejo, a máxima do “um por todos e todos por um” não se aplica. Empresas competem umas com as outras e investidores buscam as melhores aplicações — o “cada um por si” tem bem mais adeptos. Mas, quem diria, três mosqueteiros juntaram suas espadas para comemorar os bons resultados […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sobe puxado pelo minério de ferro e encosta nos 123 mil; NY fecha o dia no vermelho

Com a economia chinesa aquecida, a demanda por commodities segue em alta e sustenta bons níveis para o Ibovespa.

Seleção Empiricus

🔴 AO VIVO: Quais são os investimentos para o segundo semestre? | Seleção Empiricus

Caminhando para o fim do primeiro semestre, nosso time do Seleção Empiricus de hoje discute o que podemos esperar da Bolsa para os próximos meses. A escalação do jogo de hoje conta com Max Bohm, Matheus Spiess, Cris Fensterseifer e Marcos Queiroz.

Segure seus bitcoins

Golpistas se passam por Elon Musk e roubam dinheiro de investidores de criptomoedas

Os criminosos usaram perfis falsos do CEO da Tesla para levar ao menos US$ 2 milhões de entusiastas do bitcoin e outras moedas digitais

Orçamento apertado

Segmentos mais impactados de comércio e serviços tiveram perdas de R$ 225,7 bi em 2020

Montante é maior que o total produzido por países como Sérvia e Tunísia. Varejo de roupas perdeu 10% do seu tamanho no ano passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies