🔴 [TESTE GRÁTIS] 30 DIAS DE ACESSO A SÉRIE RENDA IMOBILIÁRIA – LIBERE AQUI

Estadão Conteúdo
com lideranças do mundo

Juan Guaidó pede ajuda ao Fórum de Davos contra Maduro

Guaidó falou sobre os males econômicos e políticos de seu país e sobre as oportunidades de investimento e prosperidade se a democracia for restaurada

Estadão Conteúdo
24 de janeiro de 2020
8:37 - atualizado às 8:38
juan-guaido
Juan Guaidó - Imagem: Twitter/Reprodução

Reconhecido por mais de 50 países como presidente interino da Venezuela, o líder opositor Juan Guaidó pediu nessa quinta-feira, 23, ajuda a empresários e políticos, no Fórum Econômico Mundial, em Davos, para promover em seu país "eleições livres e transparentes". Só no dia anterior, quarta-feira, 22, sua fala havia sido incluída no programa. Uma sessão plenária foi preparada para sua apresentação.

Depois de deixar seu país no domingo, ele se encontrou com o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, e com o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, além de se apresentar no Parlamento Europeu. O governo reagiu a sua viagem, disse Guaidó, perseguindo e prendendo parlamentares da oposição.

Sem dizer como se poderá afastar o presidente Nicolás Maduro ou convencê-lo a encerrar seu mandato, Guaidó falou sobre os males econômicos e políticos de seu país e sobre as oportunidades de investimento e prosperidade se a democracia for restaurada. A produção de petróleo, lembrou, caiu 65% nos últimos anos e a economia venezuelana atravessa uma longa e profunda recessão.

Na primeira fila, no auditório principal do centro de congressos de Davos, estava o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o colombiano Luís Alberto Moreno. O BID, lembrou Moreno ao jornal O Estado de São Paulo, foi a primeira organização multilateral a reconhecer Guaidó como presidente interino. Também havia empresários venezuelanos presentes.

O presidente da Colômbia, Iván Duque, também assistiu à sessão sentado no auditório. Guaidó dirigiu-se a ele duas vezes para agradecer o acolhimento de milhares de migrantes que fugiram da pobreza e do regime bolivariano

Em entrevista, mais tarde, Guaidó disse ter mantido vários encontros com líderes de outros países durante o dia. Além disso, acusou o governo venezuelano de estar envolvido no financiamento de organizações terroristas internacionais.

Num lounge reservado o ministro da Economia, Paulo Guedes, cumprimentou Guaidó pelo discurso que fez mais cedo no evento. O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela pediu a Guedes que transmitisse agradecimentos ao presidente Jair Bolsonaro pelo apoio ao seu trabalho no país vizinho.

A cena, presenciada pela reportagem do jornal O Estado de São Paulo/Broadcast, durou alguns minutos e foi recheada de cumprimentos e elogios de ambas as partes. O ministro da Economia chegou a mudar a agenda prevista para a manhã no Fórum para prestigiar o discurso do líder opositor venezuelano.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Compartilhe

INTERNACIONAL

Haddad nos Estados Unidos: ministro da Fazenda tem agenda com FMI e instituição chefiada por brasileiro Ilan Goldfajn; veja

14 de abril de 2024 - 16:44

De segunda (15) a sexta-feira (19), o ministro participa, em Washington, da reunião de primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial

NOVO CAPÍTULO

Entrou na briga: após críticas de Elon Musk a Alexandre de Moraes, governo Lula corta verba de publicidade do X, antigo Twitter

13 de abril de 2024 - 16:43

Contudo, a decisão só vale para novos contratos, porque há impedimento de suspensão com os que já estão em andamento

APÓS APAGÕES

Na velocidade da luz: Enel terá um minuto para responder os consumidores, decide Justiça de São Paulo

13 de abril de 2024 - 15:20

Desde novembro do ano passado, quando milhões de consumidores ficaram sem energia após um temporal com fortes rajadas de vento

MINISTRO E BILIONÁRIO

Em meio a embate de Elon Musk com Alexandre de Moraes, representante do X (ex-Twitter) no Brasil renuncia ao cargo

13 de abril de 2024 - 12:55

Em sua conta no LinkedIn, o advogado Diego de Lima Gualda data o fim de sua atuação na empresa em abril de 2024

META FISCAL

Mal saiu, e já deve mudar: projeto da meta fiscal já tem data, mas governo lista as incertezas sobre arrecadação

13 de abril de 2024 - 11:49

A expectativa é para a mudança da meta fiscal a ser seguida no próximo ano devido a incertezas sobre a evolução na arrecadação

ELEIÇÕES 2024

São Paulo já tem oito pré-candidatos na disputa por nove milhões de votos; conheça os nomes

7 de abril de 2024 - 15:45

Guilherme Boulos (PSOL) e o atual prefeito Ricardo Nunes (MDB) lideram as pesquisas de intenção de votos a seis meses das eleições municipais

VEM DINHEIRO AÍ?

Haddad acerta com mercado financeiro mudanças na tributação e prazos para atrair investimentos para bolsa 

4 de abril de 2024 - 8:44

A expectativa é de que as propostas avancem após a regulamentação da reforma dos impostos sobre o consumo, aprovada no ano passado pelo Legislativo

Eleições municipais

Simone Tebet diz que subirá em palanque de prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, quando Jair Bolsonaro não estiver

31 de março de 2024 - 11:54

Candidato a reeleição na capital paulista, Nunes é do MDB, partido da ministra do Planejamento

INÍCIO DA DITADURA

Maioria da população diz que data do golpe de 1964 deve ser desprezada, diz Datafolha; como o governo Lula lidará com a data?

30 de março de 2024 - 15:02

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) determinou que o governo não realize atos em memória do golpe neste ano

SOE O GONGO

Quem será o herdeiro de Bolsonaro em 2026? Pesquisa revela nome com mais chances contra Lula na próxima eleição

30 de março de 2024 - 10:55

Quando os eleitores são informados que Michelle e Tarcísio teriam apoio explícito de Bolsonaro, eles empatam tecnicamente com o atual presidente da República

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies