Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-05T14:47:58-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Ajuda humanitária

Planalto diz que houve êxito na entrada na Venezuela, mas parece que não foi bem assim

Nota da Presidência diz que entrada de ajuda humanitária no país vizinho foi exitosa, mas segundo reportagem do “Estadão”, parece que não foi bem assim

24 de fevereiro de 2019
10:33 - atualizado às 14:47
Venezuela manifestação
Segundo repórteres do "Estadão" que estiveram no local, caminhão com suprimentos não se aproximou de barreiras militares - Imagem: Shutterstock

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência divulgou ontem à noite uma nota a respeito da crise que envolve a Venezuela e da ajuda humanitária enviada ao país vizinho pelo Brasil.

De acordo com a Presidência, os dois primeiros caminhões brasileiros cruzaram a fronteira para a Venezuela, sem que ocorressem incidentes na travessia.

A reportagem do "Estadão", no entanto, esteve no local e relatou que os caminhões ficaram apenas na linha de fronteira: uma rua com uma bandeira do Brasil e outra da Venezuela.

Os caminhões chegaram a ultrapassar a linha e ficar entre as duas bandeiras. Mas embora o local seja considerado solo venezuelano, ele fica, na verdade, a mais de 800 metros das barreiras militares do país vizinho.

"A Presidência da República informa que a participação do governo brasileiro foi exitosa em reunir e transportar as doações até o destino de distribuição", diz a nota do Planalto. "Inicia-se uma segunda fase da operação com os últimos preparativos de logística para a entrega dos produtos que se encontram armazenados na capital do estado, Boa Vista."

Os caminhões não se aproximaram das barreiras e não foram descarregados. Eles ficaram estacionados no local, e no início da noite foram retirados da linha de fronteira, após o início de uma confusão entre manifestantes.

A assessoria de imprensa do Planalto foi questionada pelo "Broadcast", serviço de notícias em tempo real do "Estadão", a respeito deste suposto êxito da operação. Segundo a assessoria, houve êxito porque os caminhões entraram e este é o início da operação brasileira.

A Presidência informou ainda, por meio da nota, que o Ministério da Defesa ampliou as capacidades da Operação Acolhida, que está em atividade há mais de um ano, "mediante a triplicação do efetivo da equipe médica, o aumento do potencial logístico e a ampliação do sistema de evacuação médica, por meio da disponibilização de novas ambulâncias equipadas".

Conforme a nota, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, esteve na manhã de ontem em Paracaima, justamente para viabilizar a entrada dos caminhões com medicamentos e alimentos no país vizinho.

"O governo brasileiro confia na solução da questão, certo de que os líderes daquele país terão a sensibilidade de atenuar as condições de vulnerabilidade às quais estão submetidos nossos irmãos venezuelanos", completou a nota.

Em Brasília, neste sábado (23), o presidente da República, Jair Bolsonaro, passou toda a tarde no Palácio da Alvorada. Ele não teve compromissos oficiais.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Ao Vivo

Apple apresenta novos modelos de MacBook Pro e Airpods; acompanhe o lançamento

Apresentado pelo CEO da companhia, Tim Cook, este é o segundo evento da empresa para lançamento de produtos neste ano

Benefício perto do fim

Sem substituto para o Bolsa Família, Bolsonaro afirma que definição sobre extensão do auxílio emergencial sai nesta semana

O presidente não revelou quantas serão as novas parcelas do benefício, mas afirmou que o valor já foi decidido pelo governo no último sábado

Movimentando o mercado

Fleury (FLRY3) compra Laboratório Marcelo Magalhães; saiba mais sobre aquisição, a segunda maior na história do grupo

O grupo pagará R$ 384,5 milhões pela empresa, que, com 64 anos de história, é referência em medicina diagnóstica no estado de Pernambuco

DIA DE ESTREIA

Getnet (GETT11) ganha vida própria e estreia na B3 com o pé direito; ações ordinárias e preferenciais disparam mais de 100%

As units (GETT11), papéis com maior liquidez, subiam cerca de 59,45%, cotadas a R$ 7,51. Como parte da cisão de SANB11, integrante do Ibovespa, as ações já integram o principal índice da bolsa brasileira

Venda de ativos

A Oi (OIBR3 e OIBR4) está mais perto da virada com um sinal verde do Cade

As ações da Oi (OIBR3 e OIBR4) sobem nesta manhã, reagindo ao sinal verde dado pelo Cade para a venda de parte da V.tal/InfraCo ao BTG

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies