Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-14T14:04:23-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Juros

IPCA abaixo de 3% e Selic de quanto?

Inflação surpreende para baixo e está abaixo do piso da meta de 2,75% para 2019

9 de outubro de 2019
11:38 - atualizado às 14:04
Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central (BC)
Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central (BC) - Imagem: Pedro França/Agência Senado

A deflação oficial medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 0,04% em setembro, trazendo a inflação acumulada no ano para 2,49%. Em 12 meses, temos 2,89%. Menores leituras desde 1998.

A meta do Banco Central (BC) de 4,5% é para o ano fechado, mas temos o IPCA rodando abaixo do piso da meta de 2,75%. Os núcleos de preços, que tentam captar a inflação livre de choques, também estão bastante comportados ou mais do que “confortáveis”, na linguagem do BC, entre 2,2% e 2,5% em 12 meses.

Mas antes de seguirmos adiante nessa discussão, deixo aqui umas dicas de leitura sobre investimentos com Selic nesses patamares. Há dicas para investidores conservadores e para os de perfil mais arrojado. Também deixo como sugestão o nosso e-book sobre investimentos em bolsa de valores.

Em tese, o BC não faz política monetária olhando para trás. O foco está nas projeções e expectativas para 2020, já que os cortes de juros feitos neste ano terão seu efeito concentrado ao longo do ano que vem.

No entanto, como a inflação corrente é um dos principais componentes das expectativas, a surpresa com o IPCA do mês deve reforçar as apostas de Selic mais perto de 4% que de 5% neste ano. A mediana do mercado captada pelo Focus já está em 4,75%.

Por ora, a comunicação do BC vem chancelando nova redução de meio ponto na Selic, que está em 5,5% ao ano, na reunião de 31 de outubro do Comitê de Política Monetária (Copom). Roberto Campos Neto e equipe terão de balizar essa “corrida para o fundo” nas expectativas de juros, que chegaram a apontar Selic de 7% neste ano.

Como disse um amigo de mercado: "é surreal como a inflação está baixa no Brasil". A dúvida é se ela “morreu” ou está apenas hibernando. Resposta que deveremos ter quando a economia mostrar uma reação mais firme.

Há quem aposte que há espaço para crescimento por um bom tempo antes de pressões inflacionárias (o tal hiato aberto) e há quem diga que nossa capacidade de crescer é pequena e, além disso, empresários e demais formadores de preço apenas esperam uma oportunidade para repassar custos, como o dólar mais caro, assim que a situação permitir.

Em junho de 2017, o ex-presidente do BC Ilan Goldfajn disse que “quebramos a espinha dorsal da inflação”. De fato, desde então a inflação só tem rastejado abaixo da meta.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Bateu o martelo

IPO do Nubank sai no topo da faixa indicativa, a US$ 9; banco ultrapassa Itaú (ITUB4) e é a instituição financeira mais valiosa da América Latina

Segundo informações da imprensa, o Nubank concluiu, nesta quarta-feira (08), sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) a um preço de US$ 9 por ação e R$ 8,38 por BDR (Brazilian Depositary Receipt), topo da faixa indicativa, que ia de US$ 8 a US$ 9 por ação e R$ 7,45 a […]

Juros nas alturas

BC cumpre o prometido e Selic decola a 9,25%, maior patamar em quatro anos

Com a nova alta de 1,5 ponto concretizada hoje, a Selic saiu do patamar de 2% em janeiro e fecha o ano em 9,25%

CRYPTO NEWS

Guia prático para ter sucesso investindo em bitcoin e outras criptomoedas

Veja dicas das quais sempre me lembro durante os momentos mais complexos. Sugestão: anote-os em um caderno e os releia antes de abrir o site da corretora e decidir fazer uma operação

Dia da Marmota

Feitiço do tempo: Após Evergrande, China acorda com nova chance de calote da Kaisa; conheça a empresa

As negociações das ações do grupo chinês foram suspensas hoje em Hong Kong após o vencimento de um título de US$ 400 milhões

O poder do roxinho

Maior que o Itaú (ITUB4)? Nubank descobre hoje se será ou não o banco mais valioso da América Latina

O tamanho da abertura de capital será revelado hoje, com a definição do preço das ações no mercado norte-americano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies