🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela o nome da ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

2019-10-14T14:04:23-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Juros

IPCA abaixo de 3% e Selic de quanto?

Inflação surpreende para baixo e está abaixo do piso da meta de 2,75% para 2019

9 de outubro de 2019
11:38 - atualizado às 14:04
Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central (BC)
Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central (BC) - Imagem: Pedro França/Agência Senado

A deflação oficial medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 0,04% em setembro, trazendo a inflação acumulada no ano para 2,49%. Em 12 meses, temos 2,89%. Menores leituras desde 1998.

A meta do Banco Central (BC) de 4,5% é para o ano fechado, mas temos o IPCA rodando abaixo do piso da meta de 2,75%. Os núcleos de preços, que tentam captar a inflação livre de choques, também estão bastante comportados ou mais do que “confortáveis”, na linguagem do BC, entre 2,2% e 2,5% em 12 meses.

Mas antes de seguirmos adiante nessa discussão, deixo aqui umas dicas de leitura sobre investimentos com Selic nesses patamares. Há dicas para investidores conservadores e para os de perfil mais arrojado. Também deixo como sugestão o nosso e-book sobre investimentos em bolsa de valores.

Em tese, o BC não faz política monetária olhando para trás. O foco está nas projeções e expectativas para 2020, já que os cortes de juros feitos neste ano terão seu efeito concentrado ao longo do ano que vem.

No entanto, como a inflação corrente é um dos principais componentes das expectativas, a surpresa com o IPCA do mês deve reforçar as apostas de Selic mais perto de 4% que de 5% neste ano. A mediana do mercado captada pelo Focus já está em 4,75%.

Por ora, a comunicação do BC vem chancelando nova redução de meio ponto na Selic, que está em 5,5% ao ano, na reunião de 31 de outubro do Comitê de Política Monetária (Copom). Roberto Campos Neto e equipe terão de balizar essa “corrida para o fundo” nas expectativas de juros, que chegaram a apontar Selic de 7% neste ano.

Como disse um amigo de mercado: "é surreal como a inflação está baixa no Brasil". A dúvida é se ela “morreu” ou está apenas hibernando. Resposta que deveremos ter quando a economia mostrar uma reação mais firme.

Há quem aposte que há espaço para crescimento por um bom tempo antes de pressões inflacionárias (o tal hiato aberto) e há quem diga que nossa capacidade de crescer é pequena e, além disso, empresários e demais formadores de preço apenas esperam uma oportunidade para repassar custos, como o dólar mais caro, assim que a situação permitir.

Em junho de 2017, o ex-presidente do BC Ilan Goldfajn disse que “quebramos a espinha dorsal da inflação”. De fato, desde então a inflação só tem rastejado abaixo da meta.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Política monetária

Bancos centrais podem elevar riscos ao aumentar juros ao mesmo tempo

25 de setembro de 2022 - 16:37

Economistas alertam que os bancos centrais como um grupo irão longe demais e empurrarão a economia mundial para uma recessão mais profunda do que o necessário

Exclusivo Seu Dinheiro

Dividendos expressivos daqui para frente: fundo imobiliário (FII) está barato, tem potencial de disparar e pode se tornar a fonte de renda extra que você precisa; conheça

25 de setembro de 2022 - 15:00

Artigo produzido por colunista do Seu Dinheiro destaca 5 razões para você acreditar no crescimento de um FII que está bem descontado

Investigação

CVM muda entendimento e vê fraude em operações de criptomoedas do ‘Faraó dos Bitcoins’

25 de setembro de 2022 - 12:54

Mudança de postura da CVM é vista com atenção por sinalizar como o colegiado vai reagir em outros casos envolvendo criptoativos

Sem pânico

Nubank faliu? Entenda o que está acontecendo com a empresa

25 de setembro de 2022 - 11:41

A migração de BDRs do Nubank na bolsa brasileira se transformou num medo coletivo do banco digital fechar as portas no Brasil. Entenda

COM A PALAVRA, PROFESSOR BARONI

‘Já passou da hora de alguns gestores autoliquidarem fundos imobiliários’: o que pensa um dos maiores especialista de FIIs do país sobre a consolidação da indústria

25 de setembro de 2022 - 10:00

Professor Baroni, o analista e especialista em FIIs da Suno Research, discutiu o excesso de opções no mercado em evento do setor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies