Menu
PUBLICAÇÕES SOBRE
Roberto Campos Neto
Publicações
Após o caso Petrobras

Presidente do Banco Central não vê risco de volta de controle de preços pelo governo

Durante entrevista, Roberto Campos Neto evitou falar de casos específicos e ressaltou que não poderia falar sobre a Petrobras

Enfim, livre?

Pauta histórica, novo projeto de autonomia do Banco Central será entregue por Bolsonaro ao Congresso

Discussão sobre desvincular a administração do BC do governo é um tema que já rendeu muita discussão dentro do legislativo brasileiro

Em Nova York

Campos Neto: BC tem que manter excelente condução da política monetária

Presidente participa de evento em Nova York e reforça importância das reformas e redução das incertezas para aumento do crescimento

Projetos do Banco Central

Em evento no RS, Campos Neto fala em ampliar a Agenda BC+ e criar índices para avaliar o mercado

Presidente do BC afirmou que o ambiente macroeconômico aponta para uma consolidação da inflação ao redor das metas e para uma recuperação gradual da economia

Juros

Campos Neto fala em preservar conquistas e reafirma Selic estável

Em evento em São Paulo, o presidente do BC destaca as vantagens da cautela, serenidade e perseverança na condução da política monetária

Juros

Campos Neto pede tempo para avaliar cenário. Quanto tempo? Não tenho como dizer agora

Presidente do Banco Central diz que Copom tenta se abstrair da volatilidade do mercado e fazer uma análise de médio e longo prazos sobre reformas, crescimento e cenário externo

Juros

Relatório de Inflação reafirma estabilidade da Selic em 6,5%

Documento divulgado agora pela manhã reforça cautela, serenidade e perseverança e Roberto Campos Neto deve fazer o mesmo em entrevista logo mais

Juros

Cautela, serenidade e perseverança ao quadrado na ata do Copom

Banco Central afirma que estímulo está adequado e que crescimento depende da redução de incertezas, que passa pela aprovação de reformas

Blog da Angela

Os 9 brasileiros que definem o futuro do seu dinheiro

Essas nove pessoas, por dever de ofício, já gastaram até oito horas discutindo o destino do seu (e do meu) dinheiro. No último ano, enfim, elas conseguiram um respiro e quatro horas tornaram-se suficientes para passar a vida a limpo e mandar bala

Análise

Copom: Esqueçam cortes na Selic. Taxa fica em 6,5% ao ano

Em sua primeira reunião, Roberto Campos Neto passa uma mensagem clara de que a avaliação sobre a economia brasileira, depois de choques recentes, demandará tempo e não será concluída no curto prazo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu