Menu
PUBLICAÇÕES SOBRE
Copom
Publicações
Análise

IPCA reforça corte da Selic em dezembro, mas ilustra “cautela” do BC

Inflação é a menor em 20 anos, mas olhando com cuidado já é possível ver elementos que justificam postura mais cautelosa do BC

Juros

Selic: Devagar se vai mais longe ou até os 4%

Ata do Comitê de Política Monetária (Copom) deixa espaço para Selic abaixo de 4,5%, mas ajuste seria mais gradual

A Bula do Mercado

Dados fecham semana agitada por BCs

Produção industrial no Brasil e criação de emprego nos EUA calibram apostas sobre rumo dos juros em 2020, após sinalizações do Fed e Copom nesta semana

nova tesourada dos BCs

‘Queda de juros ajuda, mas não faz mágica’

Estratégia do BC de controlar a inflação está se mostrando eficiente, e o comportamento médio da inflação nos últimos cinco meses mostra uma sequência fantástica. As projeções apontam que as metas devem ser cumpridas, com folga, até 2021

A Bula do Mercado

Mercado se ajusta aos BCs

Fed sinaliza pausa no ciclo de cortes e Copom indica mais uma queda na Selic em dezembro

Juros

Selic cai a 5% ao ano e BC avalia que pode cortar mais

Taxa básica de juros, Selic, bate nova mínima história e Copom acena novo corte de meio ponto, mas pondera que pode parar ou andar mais devagar depois disso

é hoje!

BC e Fed devem cortar juros. Um por necessidade, o outro por pressão

Copom deve levar Selic para nova mínima histórica de 5% ao ano. Federal Reserve (Fed) tem decisão um pouco mais complexa

Juros

Papel do BC é assegurar inflação baixa e estável, diz indicado para diretoria

Fábio Kanczuk participou de sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado para ocupar diretoria de Política Econômica do Banco Central. Senadores batem no BC por juro alto ao consumidor final

A Bula da Semana

A Bula da Semana: Semana de decisão de Fed e Copom

BCs brasileiro e dos EUA devem cortar os juros pela terceira vez seguida e dúvida fica com os próximos passos

Quem dá menos?

Oxford Economics acredita que BC deveria cortar a Selic para 3%

Consultoria lista quatro razões para atuação mais agressiva e fala que BC poderia testar juro zero ou negativo em termos reais

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements