Menu
2019-12-31T10:33:47-03:00
caso de polícia

MPF denuncia oito por fraudes de R$ 10 milhões na Caixa e no Banco Nordeste

Segundo a Procuradoria, a organização criminosa teria causado prejuízos de mais de R$ 10 milhões obtendo empréstimos ilegais para empresas fantasmas

31 de dezembro de 2019
10:32 - atualizado às 10:33
Caixa Economica Federal
Imagem: Shutterstock

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou nesta segunda-feira, 30, oito integrantes de suposto grupo criminoso que atuava em Feira de Santana, na Bahia, cometendo fraudes contra a Caixa e o Banco do Nordeste (BNB). Segundo a Procuradoria, a organização criminosa teria causado prejuízos de mais de R$ 10 milhões obtendo empréstimos ilegais para empresas fantasmas.

Os oito denunciados foram alvo de mandados de prisão preventiva na Operação Assepticus, deflagrada no último dia 4 de dezembro. Na ocasião, a Polícia Federal cumpriu ainda 29 mandados de busca nas cidades de Feira de Santana, Salvador, Santa Bárbara e Catu (BA), além de Fortaleza.

Segundo a Procuradoria o grupo "inclui servidores públicos do BNB e da Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb)". A investigação foi desencadeada com base em provas reunidas na Operação Ali Babá, realizada em 2016. Em agosto daquele ano, a Procuradoria denunciou 11 investigados que tomavam os empréstimos por meio de fraudes e não quitavam os débitos.

Já na "Assepticus" são investigados funcionários públicos que facilitaram a obtenção dos empréstimos ilegais, diz o Ministério Público Federal.

A Procuradoria apontou ainda que "outros fatos criminosos ainda estão sob investigação" - uma vez que a Polícia Federal ainda está analisando provas colhidas durante a Assepticus - contratos, documentos e celulares.

Veja a lista dos denunciados e as imputações feitas pela Procuradoria a cada um:

  • Joymmir Coutinho de Souza (denunciado na Operação Ali Babá) e Aquileade Carvalho dos Santos (ex-empregado da Juceb) - integrar e liderar organização criminosa, estelionato (por quatro vezes) e falsificação de documento público (por três vezes);
  • Fabiano Tadeu Lefundes Sampaio e Graziela Lisboa Marques (casal) - integrar organização criminosa, estelionato (por duas vezes) e falsificação de documento público (por seis vezes);
  • Marcos Roberto Santos - integrar organização criminosa, estelionato (por três vezes) e falsificação de documento público (por uma vez); = Tiago Barbosa Boaventura (gerente do BNB) - integrar organização criminosa e estelionato (por três vezes);
  • Grinalson de Alencar Dutra e José Jesus da Silva (gerente do BNB) - integrar organização criminosa.

Defesas

A reportagem busca contato com a defesa dos denunciados pela Procuradoria. O espaço está aberto para as manifestações de defesa.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

pandemia no país

Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 135 mil mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, foram registrados 858 óbitos pela covid-19, totalizando 135.793 mortes

seu dinheiro na sua noite

A bolsa consegue se sustentar sem anabolizante?

O canadense Ben Johnson assombrou o mundo ao cruzar a linha de chegada dos 100 metros rasos com a marca de 9 segundos e 79 centésimos nas Olimpíadas de 1988, recorde mundial. A consagração durou pouco. Dias depois ele foi pego no exame antidoping e perdeu a medalha de ouro conquistada nos Jogos de Seul. […]

dinheiro para o acionista

EDP Brasil paga R$ 353,5 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio em 23 de setembro

Do total, R$ 236 milhões serão pagos na forma de juros sobre capital próprio e R$ 117,5 milhões em dividendos

follow-on na área

Oferta de ações da Suzano detidas pelo BNDESPar pode movimentar R$ 6,1 bi sem lote adicional

Data estimada da oferta é para 2 de outubro. A princípio, serão oferecidos 125,18 milhões de papéis da Suzano; lote adicional pode levar valor a R$ 7,4 bilhões

lista da forbes

Bilionário Joseph Safra desbanca Lemann em ranking dos mais ricos

Pódio dos bilionários brasileiros é completado por Eduardo Saveri, cofundador do Facebook, com fortuna estimada em R$ 68 bilhões; veja lista

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements