Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-09-20T21:07:37-03:00
Estadão Conteúdo
Economia aquecida?

Empresários esperam queda na inadimplência e mais investimentos até o fim do ano

Pesquisa também mostra que 55% das empresas têm a intenção de aportar recursos em novos produtos e serviços, 53% querem dar um upgrade tecnológico e 46% capacitar seus profissionais

20 de setembro de 2019
21:07
Mão segura saco de dinheiro
Dinheiro - Imagem: Shutterstock

O total de empresários que espera queda na inadimplência até o fim do ano aumentou de 25% para 32% no terceiro trimestre, em comparação ao mesmo período de 2018. Além disso, 51% dos empresários pretendem realizar investimentos até o fim de 2019, marcando um crescimento de 13 pontos porcentuais em relação a 2018. Os dados aparecem na Pesquisa Perspectiva Empresarial, feita pela Boa Vista ao longo do 3º trimestre.

Ainda em relação aos investimentos, 55% das empresas têm a intenção de aportar recursos em novos produtos e serviços, 53% querem dar um upgrade tecnológico e 46% capacitar seus profissionais. E no que diz respeito à inadimplência, o porcentual dos empresários que aguardam aumento diminuiu 10 pontos porcentuais, ficando em 20% atualmente.

A pesquisa da Boa Vista também mostra que a perspectiva do empresário quanto ao nível de endividamento não se alterou: 38% acreditam que o endividamento de suas empresas pode vir a diminuir ao longo deste ano, enquanto para 29% continuará no mesmo patamar e para 20% apresentará crescimento.

Por fim, 39% dos entrevistados informam que demandarão mais crédito neste ano. Desses, 46% dizem que usarão para novos investimentos, 33% para alavancar capital de giro e 21% para pagar empréstimos e credores.

Para o levantamento, foram ouvidos cerca de mil empresários no País, por meio de uma consulta eletrônica. O universo é representado por empresas do Comércio (atacadista e varejista), de Serviços (instituições financeiras e construção civil) e Indústria.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Ele está de volta?

Setores fazem pressão por volta do horário de verão

Criado com a finalidade de aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano, o horário de verão foi instituído no Brasil em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies