🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Operação Capitu

Joesley Batista e ex-executivos da J&F são presos pela PF

Executivos são investigados em suposto esquema de corrupção envolvendo o Ministério da Agricultura durante presidência de Dilma Rousseff

Luis Ottoni
Luis Ottoni
9 de novembro de 2018
7:28 - atualizado às 14:41
Joesley Batista - Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O dono da J&F, controladora da JBS, Joesley Batista, e os ex-executivos do grupo Ricardo Saud e Demilton de Castro, foram presos pela Polícia Federal na manhã desta sexta-feira, 9, em São Paulo.

Eles são investigados em suposto esquema de propina dentro do Ministério da Agricultura e na Câmara dos Deputados durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Além dos executivos, a polícia prendeu  o vice-governador de Minas Gerais, Antonio Andrade (MDB), e o deputado João Magalhães (MDB-MG).

A suspeita é que os políticos recebiam dinheiro da JBS em troca de medidas para beneficiar as empresas do grupo.

Ao todo, foram expedidos 63 mandados de busca e apreensão além de 19 de prisão temporária no Tribunal Regional da 1ª Região. A operação é realizada no Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Mato Grosso.

Desdobramento

A Polícia Federal informou ter instaurado um inquérito policial em maio deste ano, baseado na delação premiada do corretor Lúcio Bolonha Funaro, sobre supostos pagamentos de propina a servidores públicos e agentes políticos que atuavam direta ou indiretamente no Mapa em 2014 e 2015. A PF apurou a atuação de um esquema na Câmara dos Deputados e no Mapa, integrada por empresários e executivos de um grande grupo empresarial do ramo de processamento de proteína animal.

Esse grupo dependia de normatizações e licenciamentos do Mapa e teria passado a pagar propina a funcionários do alto escalão do ministério em troca de atos de ofício, que proporcionariam ao grupo a eliminação da concorrência e de entraves à atividade econômica, possibilitando a constituição de um monopólio de mercado.

As propinas eram negociadas, geralmente, com um deputado federal e entregues aos agentes políticos e servidores do Mapa pelo operador Lúcio Bolonha Funaro.

Entre os atos de ofício praticados pelos servidores do Mapa destacam-se a expedição de atos normativos, determinando a regulamentação da exportação de despojos; a proibição do uso da ivermectina (droga contra parasitas) de longa duração; e a federalização das inspeções de frigoríficos. O grupo empresarial teria pago R$ 2 milhões pela regulamentação da exportação de despojos e R$ 5 milhões pela proibição do uso da ivermectina de longa duração.

Defesa

O advogado de Joesley, André Callegari, disse causar "estranheza" a prisão temporária de seu cliente já que ele "segue colaborando com a justiça em inúmeros inquéritos onde os delegados têm reconhecido isso nos termos de depoimento" e que vai "tomar todas as medidas para apurar o que houve nesse pedido de prisão que não era necessário".

*Com Estadão Conteúdo

Compartilhe

FRIGORÍFICOS

JBS (JBSS3) é a ação de alimentos favorita do BofA, mas banco vê menor potencial de alta para o papel; ainda vale a pena comprar?

18 de agosto de 2022 - 14:54

Analistas revisaram para baixo o preço-alvo do papel, para R$ 55, devido à expectativa de queda nas margens da carne bovina dos EUA, correspondente a 40% das vendas da empresa

AGORA VAI?

Sobrinho de Joesley Batista assume comando do Banco Original em busca de espaço na briga das contas digitais

26 de julho de 2022 - 9:24

Pioneiro das contas digitais e com 7 milhões de clientes, Banco Original foi superado por rivais como Nubank e Inter e tem histórico de prejuízos

SOB NOVA DIREÇÃO

Tudo em família: filho de Wesley, sobrinho de Joesley é o novo presidente global de operações da JBS (JBSS3)

22 de julho de 2022 - 11:59

As operações globais da JBS (JBSS3) estão sob nova direção. A gigante do mercado de proteína animal anunciou hoje que Wesley Batista Filho será o novo presidente global de operações.

BALANÇO

JBS (JBSS3) lucra 151,4% a mais no 1T22 e vai pagar dividendos bilionários — veja quem tem direito

11 de maio de 2022 - 19:04

O resultado foi impulsionado pelos desempenhos operacionais e financeiros das unidades e marcas da JBS (JBSS3) no exterior

NOITE AGITADA

JBS (JBSS3) vai pagar R$ 2,2 bilhões em dividendos ainda este mês e anuncia novo programa de recompra de ações — confira os detalhes

11 de maio de 2022 - 18:42

O valor, que equivale a cerca de R$ 1 por ação ordinária, será destinado a quem estiver na base acionária da empresa na próxima segunda-feira (16)

FAMÍLIA POLÊMICA

CVM rejeita oferta milionária dos irmãos Batista para encerrar processo envolvendo as contas da JBS (JBSS3); entenda

3 de maio de 2022 - 20:14

Acusados de abusarem do direito de seus cargos para aprovarem as próprias contas, os empresários ofereceram um total de R$ 6 milhões

A NATA DA B3

PetroRio (PRIO3) entra nas ações mais recomendadas para maio com “ajuda” da Petrobras (PETR4). Confira as principais indicações para o mês

3 de maio de 2022 - 7:01

As ações PRIO3 já haviam aparecido entre as menções honrosas no mês passado; agora, com um impulso da própria estatal, elas ganham ainda mais destaque

CORTOU NA CARNE

Itaú BBA rebaixa recomendação da Marfrig (MRFG3); saiba qual é a ação preferida do banco entre os frigoríficos

1 de abril de 2022 - 12:53

Queda de margens na América do Norte e oferta de gado no Brasil influenciam as eleitas como queridas do banco de investimento para o setor

BALANÇO

Lucro líquido da JBS (JBSS3) salta 345,5% em 2021 e companhia anuncia novo programa de recompra de ações; veja o que muda para os acionistas

21 de março de 2022 - 18:43

A receita líquida teve um crescimento mais tímido, de 27,8%, e foi a R$ 97,2 bilhões nos últimos três meses do ano

DESSA ÁGUA BEBEREI

Exercendo o poder: Marfrig (MRFG3) confirma que pretende influenciar na administração da BRF (BRFS3); entenda o caso

21 de fevereiro de 2022 - 13:37

Conselho de Administração decidiu que a empresa deverá exercer seus direitos de acionista na BRF, fazendo valer seus interesses no dia a dia da rival

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar