🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-02-17T00:03:35-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
DESINVESTIMENTO

BNDES segue plano estratégico e vende mais 50 milhões de ações da JBS (JBSS3) nesta quarta-feira (16); papéis recuam mais de 3%

O primeiro block trade do BNDES foi feito em dezembro, com a venda de 70 milhões de ações. Após a finalização da operação, o BNDES ainda deterá 19,5% do capital da JBS

16 de fevereiro de 2022
11:04 - atualizado às 0:03
JBS (JBSS3)

Em um movimento muito aguardado pelo mercado, o BNDES segue se desfazendo de ativos considerados não estratégicos pelo banco – dentre eles, as mais de 500 milhões de ações da JBS (JBSS3). 

Exatamente dois meses após dar início ao processo de desinvestimento, o BNDES volta a fazer uma grande operação para se desfazer dos ativos.

Segundo informações adiantadas no Brazil Journal, o banco de desenvolvimento colocou 50 milhões de papéis da JBS à venda em operação coordenada pelo BTG Pactual, com a garantia de um desconto de 3% com relação ao fechamento de ontem (R$ 37,52). 

As informações divulgadas pela Agência Bovespa indicam que os papéis de JBSS3 seguiram em leilão até às 11h e fecharam com queda de 3,88%, a R$ 37,18. Após a finalização do block trade, o BNDES ainda deterá 19,5% do capital da JBS, com cerca de 460 milhões de ações. A expectativa é que a operação movimente cerca de R$ 2 bilhões. 

Nos últimos 12 meses, os papéis da empresa de proteína acumulam alta de 57%, aproveitando o bom momento do mercado de carne bovina nos Estados Unidos. O primeiro block trade realizado pelo BNDES foi feito em dezembro, com a venda de 70 milhões de ações. 

Composição acionária da JBS antes do block trade realizado nesta manhã (16)

O que muda para a JBS?

Para Rodrigo Barreto, analista de investimentos da Necton, a saída integral do BNDES do quadro de acionistas é positiva do ponto de vista da governança corporativa e deve trazer um movimento positivo para os papéis, como o já visto em outros desinvestimentos feitos pelo banco, como Vale (VALE3) e Suzano (SUZB3). 

Mas esse processo não deve ser visto de uma hora para a outra. Mesmo após a operação realizada nesta manhã, o BNDES ainda tem mais de 450 milhões de ações para serem vendidas, o que deve ocorrer ao longo de 2022.

Até lá, a expectativa é de que o mercado mantenha os papéis em patamares mais atrativos como ponto de entrada, à espera da movimentação do banco estatal. 

“O papel deve continuar trabalhando de forma lateral durante esse processo de desinvestimento nos próximos meses, entre R$ 33 e R$ 40. O investidor segue esperando o final do processo que pode destravar valor do ativo". 

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

COMPRAR OU VENDER?

Petz dispara mais de 10%: é hora de ter uma PETZ3 pra chamar de sua?

5 de julho de 2022

O papel, que no acumulado do ano ainda tem perdas de cerca de 60%, operou em forte alta durante toda a sessão, figurando entre os maiores ganhos do Ibovespa no dia

A UM PASSO DA REGULAÇÃO

Parecer da lei de criptomoedas retira propostas que dão mais segurança ao investidor; confira mudanças no texto

5 de julho de 2022

O texto precisa ser aprovado em sessão no plenário da Câmara; sem maiores alterações, vai para a sanção presidencial

É CEDO OU TARDE DEMAIS…

UBS vê potencial de valorização menor para Hapvida — será que é hora de dar adeus à HAPV3?

5 de julho de 2022

O banco cortou o preço-alvo das ações, de R$ 15,40 para R$ 9,00, o que representa um potencial de valorização de 49% em relação ao fechamento de segunda-feira (05)

O MEDO SE ESPALHA

Por que o petróleo tomba mais de 10% e arrasta as ações da Petrobras (PETR4) e PRIO (PRIO3) hoje

5 de julho de 2022

A projeção pessimista vem em um momento em que as cotações estão sob pressão. Desde o início do ano, quando as tensões entre Rússia e Ucrânia se intensificaram, o preço do barril saltou mais de 40%

SEM ACORDO

Greve do BC termina na data marcada; paralisação durou 95 dias

5 de julho de 2022

Os servidores do Banco Central cruzaram os braços em abril e reivindicavam reajuste salarial e reestruturação da carreira — demandas que não foram atendidas a tempo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies