Menu
2019-05-13T19:40:09+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Será?

Planalto: Eventualmente Brasil pode se beneficiar de guerra comercial

Declaração foi feita pelo porta-voz da Presidência da República, que ponderou que governo espera que Estados Unidos e China resolvam seus problemas comerciais

13 de maio de 2019
19:40
Porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros
- Imagem: Isac Nóbrega/PR

O porta-voz da Presidência da República, general Otávio Rêgo Barros, afirmou que eventualmente o Brasil pode se beneficiar da guerra comercial travada entre os Estados e a China, que ganhou um novo capítulo hoje com os chineses retaliando as tarifas americanas.

O desejo do governo brasileiro, no entanto, é de que os dois países resolvam seus problemas, já que são os maiores parceiros comerciais brasileiros.

Barros não detalhou quais poderiam ser esses ganhos eventuais, mas, em tese, haveria maior oportunidade para a venda de produtos brasileiros no segmento de commodities agrícolas.

“O governo brasileiro espera que os EUA e a China resolvam os seus problemas comerciais, pois são os dois maiores parceiros do nosso país. Eventualmente o Brasil pode beneficiar-se, não obstante qualquer problema entre as duas maiores economias, naturalmente, vai acarretar danos a todo mundo”, disse o porta-voz.

A escalada na guerra comercial pegou forte nos mercados financeiros fomentando a preocupação de que isso sirva de vetor para uma desaceleração no ritmo de crescimento da economia mundial.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

estratégias para emplacar novo embaixador

Aliados querem mudar comissão que vai sabatinar Eduardo

Primeira alteração seria tornar o senador Flávio Bolsonaro, irmão de Eduardo, titular do colegiado

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Entrevista

‘Teremos um ciclo melhor do que o de 2006 e 2007’

Para o presidente do banco americano JPMorgan no Brasil, José Berenguer Neto, o ciclo de entusiasmo no mercado brasileiro tem potencial para ser maior do que o observado há mais de uma década

na expectativa

Governo quer reduzir alíquota do IR para máximo de 25%, diz Bolsonaro

Outra ideia do governo é unificar impostos e contribuições federais, como PIS, Cofins, IPI e IOF, em um imposto único

Novos planos

Weg chega ao varejo e amplia projeto de miniusinas solares em condomínios

Abertura dessa relação direta com o cliente pessoa física segue de perto a estratégia adotada por uma de suas principais concorrentes no segmento corporativo, a Siemens

a bula do mercado

Guerra comercial chega aos balanços corporativos

Detalhes sobre saque do FGTS são esperados no Brasil

Crypto news

Volátil, mas rentável. As surpresas positivas de quem investe no mundo das criptomoedas

Ao contrário do que pensa uma boa parte dos investidores, não podemos propagar a falácia de que o mercado cripto é um mercado perdedor. Por exemplo, no ano, mais de 63 criptoativos subiram mais do que o Ibovespa

EXCLUSIVO PREMIUM

O rei das emergências: os melhores fundos para a sua reserva de curto prazo

Conheça os três fundos DI que não possuem taxa de administração e saiba até quando é mais interessante investir nesses tipos de fundo ou no Tesouro Selic

Quando o dinheiro morre

O novo paradigma de Ray Dalio e um apelo para a compra de ouro

Gestor da Bridgewater compartilha sua avaliação sobre como a atuação dos BCs, juros negativos e endividamento crescente vão mudar a cara do mercado

Entrevista

Fuja da bolsa americana e compre ouro, diz analista da Crescat

Otavio Costa é um brasileiro que trabalha no mercado americano e se soma à corrente que acredita em recessão nos EUA e problemas de crédito na China. Cenário que faz do ouro a melhor opção no momento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements