Menu
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Acordo na área comercial

Juiz federal suspende a fusão entre Boeing e Embraer e ações caem forte

Desde julho as empresas vinham trabalhando em um acordo para formar uma “joint venture” na área de aviação comercial

6 de dezembro de 2018
17:45 - atualizado às 20:31
Imagem: Wikpedia

O acordo de fusão entre a fabricante de aeronaves brasileira Embraer e a gigante Boeing desandou. O juiz Victorio Giuzio Neto, da 24ª Vara Cível Federal de São Paulo, liberou uma decisão (provisória) nesta quinta-feira, 6, que suspende o negócio.

"Defiro parcialmente a liminar, em sentido provisório e cautelar para suspender qualquer efeito concreto de eventual decisão do conselho da Embraer assentindo com a segregação e transferência da parte comercial da Embraer para a Boeing através de 'Joint Venture' a ser criada", Victorio Giuzio Neto.

A notícia caiu como uma bomba na bolsa e as ações ordinárias da Embraer chegaram a cair quase 3%. A decisão foi tomada na quarta-feira, 5, mas divulgada apenas hoje. A Advocacia Geral da União (AGU) disse que ainda não tinha sido notificada.

Desde julho a Boeing e a Embraer vêm trabalhando em um acordo para formar uma "joint venture" na área de aviação comercial, que seria avaliada em US$ 4,75 bilhões. O negócio previa que a gigante americana deteria 80% do controle da nova empresa e a Embraer, 20%.

Estava tudo encaminhado...

Apesar de todos os impasses e polêmicas, aos poucos o acordo caminhava para uma definição. Na semana passada, por exemplo, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, havia afirmado que seu governo daria aval para a fusão. Naquela ocasião, ele afirmou que a Embraer, se continuasse "solteira como está", caminharia para a falência.

Vale lembrar que o governo possui a chamada "golden share", uma ação que garante poder de veto na venda da fabricante de aeronaves.

As intenções de Bolsonaro inclusive entraram nas considerações do juiz para a suspensão do projeto. Giuzio Neto argumentou que, com a proximidade do recesso do Poder Judiciário e da posse do novo presidente, seria necessário evitar decisões que fossem impossíveis de serem revertidas. A renovação do Congresso também foi citada como justificativa.

"Considerando também a proximidade do recesso do Poder Judiciário ao qual se deve somar a posse do novo Presidente da República com as alterações em equipes de governo, ao lado da ampla renovação do Poder Legislativo, o que torna igualmente recomendável evitar que eventuais atos concretos se efetivem neste período criando uma situação fática de difícil ou de impossível reversão através da concretização da "segregação" de parte da Embraer e sua transferência para a Boeing Co por meio de simples decisão do Conselho da primeira", completou.

Apesar de suspensa, a continuação das negociações pelas empresas não será impedida.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
dia 51

Reconhecendo o erro

Bolsonaro entregou PEC da Previdência ao Congresso e disse que errou ao se contrário à reforma quando era deputado

Limite saudável

Para Arminio Fraga, qualquer economia menor do que a proposta por Bolsonaro sobre a Previdência é preocupante

Em declarações sobre o projeto apresentado hoje, o ex-presidente do BC destacou como positiva a economia prevista para os cofres públicos

Tem que manter isso aí

Guedes defende que negociações envolvendo a reforma respeitem a marca de R$ 1 trilhão de economia para o governo

Ministro alertou que, caso a Previdência seja desidratada a ponto de trazer uma economia menor que essa, o Brasil não conseguirá “escapar da armadilha”

Previdência

Com reforma apresentada, grande questão é qual será a diluição

Executivo enviou proposta abrangente com previsão de economia de R$ 1,1 trilhão. Mas quanto disso sobreviverá às negociações no Congresso?

Balanço

Acabou a faxina? Veja como os analistas reagiram a (mais um) prejuízo da Via Varejo

Ações da rede dona das Casas Bahia e Ponto Frio reagem em queda moderada ao prejuízo de R$ 279 milhões no quarto trimestre do ano passado. Projeções da empresa para este ano ajudam a sustentar algum otimismo

DE OLHO NO GRÁFICO

Aprenda a usar os gráficos

Coluna traz vídeos sobre análise gráfica e dicas de investimentos. Terças e quartas o tema é o mercado de ações. Quinta-feira é a vez das criptomoedas

Repercussão do projeto

Como a classe política reagiu à proposta de reforma da Previdência entregue por Bolsonaro

Enquanto a oposição fez barulho e emplacou uma hashtag no Twitter contra a reforma, líderes do Congresso já citam pequenas mudanças no projeto

O escolhido de Bolsonaro

Novo líder do governo no Senado é alvo de 5 inquéritos judiciais

Entre as acusações, Fernando Bezerra é suspeito de ter de recebido R$ 2 milhões de empreiteiras por obras no Porto de Suape, em Pernambuco

Reforma da Previdência

Líder do MDB diz que reforma será aprovada até 15 de julho

Proposta da reforma da Previdência foi entregue nesta quarta-feira (20/2) aos deputados. O texto precisa de 308 votos para ser aprovado

Fluxo cambial

Dólares continuam entrando no mercado brasileiro

Dados do Banco Central mostram que, depois dos US$ 55 milhões em entradas líquidas em janeiro, o País registra fluxo positivo de US$ 6,626 bilhões até 15 de fevereiro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu