Menu
2019-08-05T16:44:47+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Teremos um ganhador?

Chineses devolvem ‘truco’ de Trump e conta sobra no colo do Fed

Desvalorização do yuan como resposta às novas tarifas impostas por Trump eleva incerteza sobre economia mundial

5 de agosto de 2019
16:15 - atualizado às 16:44
Montagem do Donald Trump e Jerome Powell jogando Poker
Presidente dos EUA, Donald Trump, e presidente do Fed, Jerome Powell - Imagem: Montagem Andrei Morais / Federal Reserve / Shutterstock

Na sexta-feira, fiz uma alegoria dizendo que o presidente americano Donald Trump jogava poker com o presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Jerome Powell, e os chineses, tendo como mesa a economia mundial. Trump jogou as fichas na mesa ao impor novas tarifas aos chineses, que avisaram que teria “troco”.

A resposta veio com desvalorização da moeda chinesa, o yuan e um discurso mais duro. As jogadas também recaem sobre o Fed e as expectativas já são de novos e prolongados cortes de juros, algo que o próprio Fed tirou do radar na quarta-feira da semana passada. No mercados, o dia é um "mar de vermelho" nas bolsas e demais ativos de risco ao redor do mundo.

Nesse poker ou se preferir truco, fica a expectativa de qual será o próximo movimento de Trump, pois parece que está na sua vez de jogar. De forma resumida, se os EUA impõem tarifas, mas se a moeda chinesa desvaloriza, o efeito é anulado.

O que Trump pode fazer é subir ainda mais as tarifas e ver se os chineses desvalorizam ainda mais a sua moeda. Estamos no caminho natural de uma guerra comercial que acaba desembocando em guerra cambial. Trump fala isso nos seus tuites ao provocar o Fed a atuar.

Por hora, membros do BC americano observam a mesa com cautela, como todo banco central, e falam em acompanhar os desenvolvimentos.

Powell tinha transmitido a mensagem de que o Fed não embarcaria em um ciclo de corte, mas que a redução de 0,25 pontos, seria um ajuste de meio ciclo ou mesmo um corte preventivo. Uma resposta às incertezas trazidas pela própria guerra comercial do presidente americano.

Trump vem fazendo esse jogo de esticar a corda nas negociações com os chineses e outros países, mas depois distensiona as relações, fazendo um cálculo político, já que vai tentar se reeleger em 2020. Economia fraca ou em crise não o ajuda. A não ser que ele consiga culpar os chineses por tudo, em um clássico exemplo da lógica de Homer Simpson: “Se a culpa é minha, posso colocá-la em quem eu quiser.”

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

clima tenso

Europeus se dividem sobre risco ao Mercosul

Decisão do presidente francês, Emmanuel Macron, de obstruir um acordo comercial entre a União Europeia e o grupo Mercosul divide opiniões entre líderes mundiais

no g7

Acordo comercial com os EUA não será fácil, diz primeiro-ministro britânico

Boris Johnson citou carnes bovina e de cordeiro, travesseiros e fitas métricas como alguns dos produtos britânicos que têm entrada dificultada nos mercados dos EUA

um unicórnio entre os jovens

Tiktok: o app que faz sucesso entre a geração Z e fez da sua dona a startup mais valiosa do mundo

ByteDance é considerada a startup com o maior valor de mercado do mundo – são US$ 75 bilhões; estratégia se divide em diversas frentes, incluindo um app que ganha cada vez mais força entre jovens nascidos em meados dos anos 90 para cá

guerra comercial não para

Trump ameaça usar autoridade de emergência contra a China

Anúncio chinês de elevar as tarifas sobre US$ 75 bilhões em importações norte-americanas deixou o presidente dos EUA enfurecido

analisando a conjuntura

Recuperação esperada da economia global não aconteceu, diz presidente do Banco da Inglaterra

Mark Carney falou logo depois que o presidente Trump anunciou que estava endurecendo as tarifas sobre as importações chinesas

vem mais mudanças por aí?

Equipe econômica estuda atrelar remuneração da poupança à inflação

Após criar crédito imobiliário corrigido pelo IPCA, governo quer dissociar a rentabilidade da caderneta da Selic, para que a poupança acompanhe os indicadores usados nos empréstimos para a compra da casa própria

bombou na semana

MAIS LIDAS: Loucura, loucura, loucura!

De todos os programas criados pelos governos petistas, um dos mais polêmicos sem dúvida é o Bolsa Empresário, como ficou conhecida a política de financiamentos do BNDES a grandes empresas com juros bem camaradas. A estimativa é que os subsídios, ou seja, os recursos públicos usados para tornar esses empréstimos mais baratos, superaram os de […]

dinheiro na conta

Zuckerberg vende US$ 296 milhões em ações do Facebook em um mês

Desde abril, o CEO do Facebook não disponibilizava os papéis que detinha ao mercado; no ano, o bilionário vendeu 2,9 milhões de ações

olhos lá na frente

SulAmérica vende operações à Allianz por R$ 3 bi e ganha fôlego para crescer

Investimento é o maior já feito pela seguradora no Brasil e a coloca no patamar mais alto do que já teve

acusação de jornal

Amazon vende milhares de produtos irregulares nos EUA

Wall Street Journal diz que identificou na loja online brinquedos e medicamentos que eram vendidos sem os devidos avisos sobre os riscos de saúde a crianças

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements