A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-08-05T15:20:45-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
COBERTOR QUENTE

Inverno Cripto? Investidores de venture capital colocam US$ 2,1 bilhões em projetos mais arriscados de criptomoedas; veja quais

Web 3.0, DeFi e CeFi são algumas das ideias mais recentes no universo digital — o risco é alto, mas o retorno pode ser astronômico

5 de agosto de 2022
15:20
Mão entregando bitcoin para um investidor em criptomoedas; venture capitals colocam US$ 2 bilhões em cripto
Mão entregando bitcoin para um investidor em criptomoedas; venture capitals colocam US$ 2 bilhões em cripto. Imagem: Freepik

O Longo Inverno das Criptomoedas segue com fortes tempestades que derrubam as cotações das principais moedas digitais do mundo. O bitcoin (BTC) perdeu cerca de 50% do valor em 2022 e o valor global de projetos em cripto perdeu dois terço do total das máximas históricas. Mesmo assim, alguns investidores parecem não se importar com os ventos gelados do inverno.

Muito pelo contrário: pegam seus casacos — de dinheiro — e vão às compras, alocando seus recursos em projetos criptográficos.

Um levantamento feito pelo Cryptorank em julho deste ano mostraram que os Venture Capital (VC) — investidores que apostam em projetos nos primeiros estágios de criação — injetaram US$ 2,1 bilhões nos cofres de protocolos relacionados à criptomoedas.

Não apenas isso: os projetos preferidos dos investidores dizem respeito a Web 3.0, a nova geração da internet.

Veja também: o massacre das altcoins

Investimento de alto risco em criptomoedas

Já é de conhecimento dos entusiastas em ativos digitais que as criptomoedas são altamente voláteis e o investimento é sempre de alto risco nesse universo.

Mas dentro do mundo criptográfico existem uma infinidade de projetos possíveis para se investir — DeFis, NFTs, Metaverso e por aí vai. Quanto mais recente e inovador o protocolo, mais arriscado é colocar dinheiro nesse ativo.

E os venture capital estão de olho justamente nos mais arriscados. Isso porque:

Web 3.0, DeFi e CeFi são algumas das ideias mais recentes no universo digital. Inclusive, as finanças descentralizadas ainda são consideradas “inseguras” de certo ponto de vista pela quantidade de golpes aplicados por protocolos do tipo.

Estima-se que investidores tenham perdido até US$ 1,3 bilhão em golpes envolvendo DeFis, de acordo com a Immunefi.

O inverno cripto para quem?

Tudo tem jogado contra o bom desempenho dos ativos de risco desde o final do ano passado, em especial no mercado de criptomoedas.

O cenário de juros altos imposto pelo Federal Reserve, o Banco Central americano, o encarecimento do crédito e incertezas quanto à desaceleração global penalizam bolsas e ativos digitais.

Como se não bastasse, as crises internas do universo cripto — que começou com o desaparecimento da Terra (LUNA) e gerou uma crise de liquidez generalizada — mantém pressão sobre o bitcoin.

Para uns, é inverno — mas outros aproveitam as promoções da estação.

Indo às compras: barganhas das criptomoedas

Mantendo a analogia, alguns investidores estão aproveitando o inverno para comprar as roupas do verão com desconto devido à baixa demanda.

Em outras palavras, alguns investidores estão aproveitando as cotações mais baixas para comprar projetos com desconto. Quando o bear market se for, na visão desses venture capitals, essas criptomoedas e protocolos tendem a disparar.

Mas por que a escolha pelos projetos mais voláteis?

Aqui vale um pensamento do mercado tradicional: o risco é alto, mas a possibilidade de retorno astronômico também é grande. Ou seja, ainda que o VC coloque dinheiro em vários projetos que não deem certo, a disparada de apenas um deles é capaz de cobrir os custos dos demais.

Vale lembrar que retornos na casa dos 10.000% são comuns entre as criptomoedas. Portanto, nesses casos, arriscar vale a pena.

Investidor, atenção!

Venture capitals são entidades com recursos e análises capazes de manejar o dinheiro e o risco de maneira profissional. O investidor pessoa física deve tomar outros cuidados antes de investir em criptomoedas.

Analistas do mercado entendem que o investidor não deve ter mais do que 5% do seu portfólio em criptomoedas por se tratar de um mercado altamente volátil.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

CRYPTOSTORM

‘Nenhuma criptomoeda vai conseguir bater de frente depois dessa atualização’: analistas comentam como The Merge mudará o ethereum (ETH)

15 de agosto de 2022 - 15:35

Para Valter Rebelo, analista de cripto da Empiricus, a resposta é clara: “não vejo nenhum protocolo que consiga bater de frente com o ethereum”

BOMBOU NAS REDES

Banco do Brasil ‘vence’ Bradesco em rentabilidade e ações disparam 53% no ano — estatal ainda pagará R$ 2 bilhões em dividendos e analista alerta: BBAS3 supera Nubank (NUBR33)

15 de agosto de 2022 - 13:49

Após resultados fortíssimos no segundo trimestre, as ações do Banco Brasil estão em disparada. Descubra se vale a pena comprar os papéis

ESTÁGIO E TRAINEE

Santander e Braskem abrem vagas para estágio; veja oportunidades com bolsas-auxílio de até R$ 8 mil

15 de agosto de 2022 - 13:31

Os processos seletivos aceitam candidaturas até setembro, com início previsto em janeiro de 2023; as inscrições para trainee no Itaú continuam abertas

BOMBOU NAS REDES

Adeus, Nubank: após causar a ira de clientes e com “saída” de Anitta, roxinho deve dar prejuízo de novo — analista revela ação de “bancão” barata que vence a fintech

15 de agosto de 2022 - 12:45

Depois de a NuConta virar quase uma poupança e Anitta ‘abandonar’ o conselho, o Nubank deve reportar mais um trimestre de prejuízo; veja o que esperar e qual é o bancão que pode colocar o roxinho para comer poeira

BAIXOU DE NOVO

Petrobras (PETR4) corta preço da gasolina em 5% — saiba para quanto vai e quando a redução chega nas bombas

15 de agosto de 2022 - 12:43

Segundo a estatal, a redução acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da companhia, que busca o equilíbrio dos seus valores com o mercado global

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies