Menu
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Atenção acionista!

Os dias de dinheiro parado na Petrobras estão perto do fim! Quem diz é o novo presidente: “só vamos ficar com ativos que dão retorno”

De acordo com Roberto Castello Branco, presidente da empresa, a Petrobras vai deter apenas ativos onde puder extrair o máximo de retorno possível, especialmente o pré-sal

29 de janeiro de 2019
19:53 - atualizado às 10:46
Petrobras
Petrobras - Imagem: Shutterstock

Depois de anos conturbados para a Petrobras com os escândalos da Lava-Jato e da Greve dos Caminhoneiros, o discurso do atual presidente, Roberto Castello Branco, deu uma boa animada no grupo seleto de investidores que estavam no salão do Gran Hyatt, em São Paulo para o evento do Credit Suisse, nesta terça-feira (29).

Após a fala de Castello Branco era possível ver um semblante mais otimista em alguns rostos. Cheguei até ouvir perto de mim um discurso de "agora vai". Com uma janela de oportunidades à vista, o presidente destacou que a companhia vai investir em cinco frentes, com foco em maximizar o retorno aos acionistas.

Ativos, apenas os de grande retorno

Para isso, a primeira frente será fazer uma gestão mais ativa do portfólio de ativos da empresa. "A Petrobras vai deter apenas ativos onde puder extrair o máximo de retorno possível, especialmente o pré-sal porque ele é muito atrativo para as empresas de petróleo. Não vamos ter mais ativos que geram pouco retorno ou retorno nenhum", destacou Castello Branco.

Segundo o presidente, os desinvestimentos vão priorizar os ativos em que a Petro não precisa ser o dono natural, como é o caso dos campos maduros onshore e dos ativos que envolvem serviços de logística (midstream). A ideia é "criar a cultura de conversão de caixa. Não é possível ficar com o capital parado. É necessário monetizar isso".

Desalavancagem

Em seguida, Castello Branco disse que também buscará reduzir o custo da dívida e do capital e que para isso, a empresa terá que desalavancar (diminuir o seu endividamento). Segundo ele, a alavancagem da empresa é relativamente alta para uma petrolífera e que,  por conta da volatilidade no preço das commodities, é fundamental trabalhar com uma desalavancagem mais baixa.

"Temos que perseguir o alongamento da dívida e diminuir o risco de refinanciamento dela para não sermos surpreendidos, caso precisemos de dinheiro. Em 2015, por exemplo, a duração média da dívida era de 5 anos. Agora, queremos ficar acima de 10 anos para reconquistar o  nos queremos ficar acima de 10 anos. Queremos reconquistar o investment grade rating", disse o presidente.

Outro ponto que o presidente destacou é que a empresa vai perseguir é a redução de custos. Ele disse que como o preço da commodities é volátil, uma das melhores proteções é o custo baixo. E que isso deverá ser feito por meio de desinvestimento, eliminação de desperdícios e estímulo do corpo técnico por meio de meio de prêmios e bonificações.

Além disso, Castello Branco informou que vai priorizar o uso intensivo de tecnologias de informação. Segundo ele, há muitas oportunidades para se investir na área, especialmente por meio da digitalização e do emprego da inteligência artificial. Sem detalhar muito como isso será feito, o CEO destacou que já escolheu um conselheiro que é uma autoridade no setor.

Segurança é quesito primordial

Diante do acidente envolvendo a Vale em Brumadinho, o CEO da Petrobras disse que uma das frentes de prioridade será também a segurança no trabalho.

"É inadmissível perder vidas. Hoje, temos uma estrutura de reação boa e comitês de crise. Para evitar que os erros se repitam, vamos fazer o registros de incidentes e continuar a ter normas restritivas e a treinar nossos funcionários", destacou Castello Branco.

Desinvestir é o lema

Com relação à BR Distribuidora, o presidente preferiu não comentar se vai privatizá-la ou não. Apenas disse que está trabalhando com Salim Mattar, secretário especial de Desestatização e Desinvestimento. Ele disse que "todas as opções estão na mesa e que os desinvestimentos serão escolhidos com foco em maximizar o lucro".

Já sobre a Braskem, Castello Branco foi enfático ao falar que "a prioridade não é o setor de petroquímica e sim o pré-sal".

Quando perguntado sobre a venda de ativos de refino, o presidente disse que está estudando melhorias e que o ter o monopólio do refino é ruim porque favorece a intervenção estatal. Ele citou como exemplo a Greve dos Caminhoneiros por conta da política de controle de preços.

" Ter uma política de controle de preços é um atraso enorme. Para evitar a tabela de preços há outras opções que podem oferecer essa proteção", destacou Castello Branco sem citar quais seriam os mecanismos.

Cessão Onerosa

No caso da resolução da cessão onerosa, o presidente destacou que o interesse é que as negociações com o Congresso sejam concluídas entre 30 e 60 dias.

Castello Branco ainda disse que a empresa tem interesse nos barris excedentes do leilão da cessão onerosa. Assim que a negociação terminar, a Petrobras vai analisar o excedente e decidir.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Partido Comunista Chinês diz que economia enfrenta pressões negativas

Dificuldades econômicas se devem a mais fatores estruturais e sistêmicos que cíclicos, diz o partido

Guerra das maquininhas

Ofensiva da Rede chancela discurso do Itaú que defendia pagamento em dois dias

Ao isentar a taxa de antecipação de recebíveis para alguns clientes, a Rede faz um contra-ataque agressivo para ganhar escala; Associação Brasileira de Instituições de Pagamentos, presidida por um diretor da Stone, vê prática anticompetitiva

Enquanto isso, no WhatsApp

Plano de Guedes para gás mais barato encontra resistência na Petrobras

Setores da Petrobras resistem ao plano do ministro da Economia, Paulo Guedes, de abrir o mercado de gás e acabar com o monopólio da estatal

Petrobras

Alta da gasolina este ano é superior à do óleo diesel

Petrobras, contudo, não repassou integralmente os ajustes da cotação do petróleo no mercado internacional, e gasolina aumentou menos do que deveria

Reforma da Previdência

Centrão diz que pode votar reforma na CCJ na terça, mas espera novo relatório

De acordo com parlamentares ouvidos pela reportagem, há avanços para a retirada de quatro pontos do relatório

IPO

Rede social Pinterest estreia na bolsa com alta de 28%

IPO da rede social na bolsa de Nova York ocorreu na última quinta. A valorização fez a empresa ser avaliada em US$ 16 bilhões

TUDO QUE VAI MEXER COM SEU DINHEIRO HOJE

Hora do acerto de contas

Caro leitor, Desde que eu comecei a cobrir finanças pessoais e investimentos, o mês de abril tem sido de especial agitação. E isso não apenas por causa do meu inferno astral, já que meu aniversário é no começo de maio, mas também porque se avizinha o fim do prazo para entregar a famigerada declaração de […]

Disputa pelos ares

Cade analisará Latam e Gol no caso Avianca

Órgão de defesa da concorrência abre processo para investigar conduta anticompetitiva de Gol e Latam. A suspeita é que companhias tenham entrado na disputa de forma a tirar a Azul da jogada

Vídeo

Por que a política tem tanta influência na bolsa brasileira?

Nas últimas semanas, canetadas presidenciais mexeram com o Ibovespa. Entenda por que quem investe em ações no Brasil tem que ficar mais de olho na política do que o normal

IR 2019

Como declarar o imposto de renda 2019: tudo que você precisa saber para prestar contas ao Leão

Neste guia, você encontra o caminho das pedras para preencher e entregar a sua declaração de imposto de renda, mesmo que seja a sua primeira vez

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

GUIA GRATUITO

Como declarar seus investimentos no IR 2019