Menu
2018-11-19T16:38:54+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Novo presidente da estatal

Analistas de mercado dizem que Castello Branco na Petrobras é ‘sinal positivo’

Economista é visto como um nome que pode manter a atual política de reajustes de preços da petroleira

19 de novembro de 2018
16:38

Como esperado, a divulgação da escolha do economista Roberto Castello Branco para a presidência da Petrobras caiu bem no mercado. A indicação da equipe de Jair Bolsonaro é vista por analistas como um sinal positivo na gestão da política de preços de combustíveis.

De forma geral, a avaliação é de que o economista, que já ocupou cargos de direção no Banco Central e na mineradora Vale, é um nome com reconhecimento do mercado que pode manter uma política de reajustes de preços equalizada com as oscilações no mercado internacional.

Castello Branco foi convidado para assumir o comando da Petrobras e aceitou ocupar o cargo. A informação foi confirmada nesta segunda-feira, 19, por meio de um nota da assessoria do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes.

"Castello Branco tem tudo pra fazer um ótimo trabalho. Não vejo risco de intervenções governamentais na política de preços, como já ocorreu no passado. Por tudo o que o (futuro) ministro da Economia (Paulo Guedes) e Roberto Castello Branco pensam, a tendência é que seja a política correta", Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE).

Currículo alinhado

O futuro presidente da Petrobras já criticou, em entrevistas, as antigas políticas de conteúdo local e subsídios aos preços locais de combustíveis.

Para Alexandre Póvoa, sócio-fundador da Canepa Asset, o mercado tende a prestar atenção em como deve se portar o governo na questão do subsídio ao preço do diesel. "É preciso esperar para ver como vai ser o desarme do subsídio ao diesel para entender se haverá reação, como houve na greve dos caminhoneiros. É um tema politicamente difícil", diz Póvoa.

Já Pires, da CBIE, considera que o momento pode ser adequado para desarmar o subsídio diante de queda nos preços no mercado internacional. "Isso tende a promover uma transição tranquila para o fim do programa de subsídio", diz ele.

O nome de Adriano Pires chegou a ser citado como cotado para o Ministério de Minas e Energia (MME), mas ele nega ter participado de conversas com a equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e diz que não recebeu qualquer convite.

Pedro Galdi, da Mirae Asset, destaca que Castello Branco é conhecido entre profissionais do mercado, sobretudo por sua atuação na Vale. "É um nome conhecido no mercado financeiro, com uma carreira importante", diz.

Para ele, o novo presidente da Petrobras tende a continuar com uma fórmula de preços que não necessariamente seja o reajuste diário dos combustíveis, mas que permita a equalização com as cotações internacionais.

*Com Estadão Conteúdo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Diplomacia

Bolsonaro e líderes tentam vender o peixe dos Brics a empresários

Presidentes do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul contam a empresários o que têm feito para melhorar o ambiente de negócios

Na ponta do lápis

Natura, brMalls, Qualicorp… os balanços que movimentam os mercados nesta quinta-feira

Resultados das companhias vieram mistos, com dados positivos e negativos para todos os lados. Confira cada um deles

Seu Dinheiro na sua noite

A quarta-feira 13 da Via Varejo

Assim como no cinema, as histórias das empresas com ações na bolsa podem ser divididas em vários gêneros, para todos os gostos. Existem as comédias, estreladas por aquelas companhias que vivem arrancando sorrisos de seus acionistas com crescimento das operações e do lucro. Temos também os faroestes, de empresas em setores que enfrentam forte competição. […]

Corrupção em SP

Lava Jato fecha acordo de leniência de R$ 214 milhões com Andrade Gutierrez

Documento refere-se a ilícitos cometidos pela companhia em obras do Metrô de São Paulo, Prefeitura de São Paulo, CPTM, DERSA, EMTU e CODESP nos governos do PSDB

Medidas do governo

Pesquisa mostra que 57% dos brasileiros reprovam congelamento de salários de servidores

Levantamento da XP mostra também que o conhecimento sobre o pacote de reformas estruturais apresentado no início deste mês é limitado

O Disney Plus vem aí

Te cuida, Netflix: o novo serviço de streaming da Disney já tem 10 milhões de usuários

As ações da Disney dispararam com a informação de que, em apenas um dia, o novo serviço de streaming da companhia já conta com 10 milhões de usuários. E agora, Netflix?

Próximos passos

Banco dos BRICS quer trabalhar com mais empréstimos em moedas locais

NDB tem como foco o financiamento de projetos no Brasil, na Rússia, na Índia, na China e na África do Sul

Trato feito

Grupo Prumo e Siemens AG assinam acordo de cooperação em projetos de energia

Assinatura ocorreu durante a reunião do BRICs, em cerimônia que contou com a presença dos principais executivos das companhias envolvidas

Ficou difícil

Negociação EUA-China trava por questão de compras agrícolas, dizem fontes

Impasse sobre agricultura cria outro obstáculo no caso, conforme Pequim e Washington tentam fechar a fase 1 do acordo

Mantendo relações

Bolsonaro confirma viagem à Índia em janeiro de 2020

Mais cedo, presidente teve reunião com o presidente da China, Xi Jinping, para a assinatura de acordos bilaterais

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements