🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa contraria NY e fecha em queda com ajuste pós-Carnaval; dólar sobe e vai a R$ 4,97

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
14 de fevereiro de 2024
7:23 - atualizado às 18:28

RESUMO DO DIA: Nesta quarta-feira de cinzas, não foi só o folião que iniciou o expediente mais tarde. O Ibovespa abriu os negócios às 13h — e não teve muito motivo para continuar celebrando.

O principal índice da bolsa brasileira curou a ressaca do Carnaval tendo que digerir os dados da inflação dos EUA, divulgados no dia anterior. E o resultado foi uma redução no apetite ao risco: o Ibovespa amargou perda de 0,79% hoje, aos 127.018 pontos, enquanto dólar subiu 0,22%, cotado a R$ 4,9723. 

Vale relembrar que o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) norte-americano de janeiro veio mais quente do que o esperado e desceu quadrado para os investidores tanto de lá como daqui. 

Apesar de não ser o indicador inflacionário favorito do Federal Reserve (Fed), o CPI  pressionou a curva de juros longos e derrubou as expectativas de que o BC dos EUA inicie o afrouxamento monetário ainda no primeiro trimestre.

Em Nova York, as principais bolsas recuperaram as perdas da terça-feira (13) e terminaram o dia no azul. Já na Ásia o fechamento foi em baixa.

Na Europa, os investidores deram um tom positivo aos negócios com balanços mistos e dados locais que ajudaram na correção das perdas de ontem.

Um deles é a inflação do Reino Unido, que veio abaixo do esperado e aumentou as chances de o BoE começar a reduzir os juros.

Confira o que movimentou os mercados nesta quarta-feira (14):

SOBE E DESCE DO IBOVESPA

Após passar o dia todo liderando a ponta positiva do Ibovespa, a Gol (GOLL4) terminou a quarta-feira com o título de maior alta do pregão.

O movimento marca uma recuperação parcial - e pequena - das perdas que a companhia registrou desde que enviou um pedido de recuperação judicial aos tribunais norte-americanos.

Confira a lista de maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEULTVAR
GOLL4Gol PNR$ 2,6513,73%
ALPA4Alpargatas PNR$ 8,883,02%
VIVT3Telefônica Brasil ONR$ 54,491,55%
BBAS3Banco do Brasil ONR$ 58,351,35%
NTCO3Natura ONR$ 16,701,27%

Veja também as maiores quedas da sessão:

CÓDIGONOMEULTVAR
RDOR3Rede D'Or ONR$ 26,35-5,22%
ENEV3Eneva ONR$ 12,34-3,82%
SLCE3SLC AgrícolaR$ 18,57-3,28%
HYPE3Hypera ONR$ 30,85-3,14%
CMIN3CSN Mineração ONR$ 6,27-3,09%
FECHAMENTO DO IBOVESPA

O Ibovespa fechou o dia em queda. O principal índice acionário da B3 recuou 0,79% hoje, aos 127.018 pontos.

FECHAMENTO EM WALL STREET

Após uma terça-feira sangrenta, as bolsas de Nova York recuperaram hoje parte das perdas da véspera e fecharam o dia em alta.

Confira abaixo:

  • Dow Jones: +0,39%
  • S&P 500: +0,96%
  • Nasdaq: +1,30%
FECHAMENTO DO DÓLAR

O dólar à vista fechou o dia em alta. A moeda norte-americana subiu 0,22% hoje, cotada em R$ 4,9723.

A divisa repercutiu o avanço acima do esperado da inflação dos EUA, segundo a leitura do CPI de janeiro divulgada ontem.

Mas, com um dia de atraso na reação por aqui, os ganhos foram limitados pela correção dos juros norte-americanos hoje.

PETRÓLEO FECHA EM QUEDA

Pressionados pela alta acima do previsto dos estoques de petróleo nos Estados Unidos, os principais contratos da commodity negociados no exterior fecharam o dia em queda.

O petróleo Brent para abril recuou 1,41%, a US$ 81,60 o barril, enquanto o WTI para março caiu 1,58%, cotado em US$ 76,64.

O ERRO QUE FEZ AS AÇÕES DA LYFT SUBIREM ATÉ 60%

Você já errou uma conta nos tempos de escola por ter colocado um zero a mais no lugar errado? Concorrente do Uber entre os aplicativos de transporte, a Lyft se tornou um dos principais assuntos nesta quarta-feira nos mercados internacionais por um motivo semelhante.

As ações da empresa chegaram a disparar mais de 60% na bolsa norte-americana Nasdaq logo após a divulgação dos resultados do quarto trimestre.

A euforia dos investidores veio das projeções da empresa para 2024, incluindo a expectativa de melhora da margem em 500 pontos-base (ou 5 pontos percentuais).

O problema é que havia um zero a mais na conta. Ou seja, a Lyft espera um avanço de meros 50 pontos na margem (0,5 ponto percentual) neste ano.

Leia mais.

GOL (GOLL4) LIDERA IBOVESPA EM DIA DE POUCAS ALTAS

Em dia de forte queda na bolsa nacional, apenas dez das 86 ações que compõem o Ibovespa registram alta por volta das 16h30.

O destaque vai para os papéis da Gol (GOLL4), que recuperam parte dos ganhos registrados desde que a companhia entrou com um pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos, no final do mês passado.

Mas vale destacar que, mesmo com a alta de hoje, os papéis da companhia aérea recuam 12% no mês e 72% no ano.

Confira abaixo quais outras ações do Ibovespa sobem hoje:

CÓDIGONOMEULTVAR
GOLL4Gol PNR$ 2,486,44%
VIVT3Telefônica Brasil ONR$ 54,381,34%
NTCO3Natura ONR$ 16,701,27%
ALPA4Alpargatas PNR$ 8,721,16%
BBSE3BB Seguridade ONR$ 32,950,49%
CIEL3Cielo ONR$ 5,260,38%
BBAS3Banco do Brasil ONR$ 57,650,14%
BHIA3Casas Bahia ONR$ 7,830,13%
CCRO3CCR ONR$ 13,660,07%
JBSS3JBS ONR$ 22,460,04%
IBOVESPA RENOVA MÍNIMAS DO DIA

Em nova mínima, o Ibovespa passou a cair 0,99%, aos 126.752 pontos.

No mesmo horário, o dólar à vista avançava 0,34%, cotado a R$ 4,9701.

SOBE E DESCE DO IBOVESPA

Confira as maiores altas do Ibovespa. O destaque vai para Gol (GOLL4), que sobe após uma desvalorização forte na semana passada.

CÓDIGONOMEULTVAR
GOLL4Gol PNR$ 2,465,58%
VIVT3Telefônica Brasil ONR$ 54,391,36%
RAIZ4Raízen ONR$ 3,910,77%
NTCO3Natura ONR$ 16,580,55%
BBAS3Banco do Brasil ONR$ 57,890,56%
Fonte: Broadcast

Confira as maiores quedas do dia. Empresas de consumo cíclico caem devido ao ajuste na curva de juros local:

CÓDIGONOMEULTVAR
BHIA3Casas Bahia ONR$ 7,48-4,35%
ENEV3Eneva ONR$ 12,30-4,13%
RDOR3Rede D'Or ONR$ 26,76-3,74%
SLCE3SLC AgrícolaR$ 18,49-3,70%
LWSA3LWSA ONR$ 5,41-3,22%
Fonte: Broadcast
IBOVESPA PERDE 127 MIL PONTOS

O principal índice da B3, a bolsa brasileira, perdeu a marca dos 127 mil pontos, em um recuo de 0,87%, levando o Ibovespa para os 126.914 pontos.

O principal fator que pesa na bolsa local é a incerteza em relação aos juros nos Estados Unidos, após o índice de inflação (CPI, na sigla em inglês) vir pior do que o esperado.

BOLSAS DA EUROPA FECHAM MAJORITARIAMENTE EM ALTA

As bolsas da Europa fecharam majoritariamente em alta nesta quarta-feira (14), em uma recuperação após balanços mistos e dados locais ajudarem na correção do dia.

Houve perdas generalizadas nas bolsas internacionais no pregão da última terça-feira (13), quando ocorreu a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, da sigla em inglês) acima do esperado nos Estados Unidos, o que pesou nos ativos de risco.

O destaque da sessão foi a Heineken, cujas ações cederam 6,33% em Amsterdã, após o balanço.

Confira:

  • DAX: +0,38%
  • FTSE 100: +0,75%
  • CAC 40: +0,68%
  • Euro Stoxx 50: +0,43%

JUROS PODEM SER CORTADOS ANTES DA INFLAÇÃO, DIZ DIRIGENTE DO BC DOS EUA

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de Chicago, Austan Goolsbee, indicou que a autoridade monetária não deve esperar a inflação nos EUA retornar à taxa anual de 2,0% para começar a cortar juros.

"Não queremos seguir neste nível restritivo de política por muito tempo", afirmou, em evento no Council on Foreign Relations, em Nova York.

O dirigente, que não vota nas reuniões deste ano do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC), disse que a manutenção da taxa básica em nível restritivo por um período exageradamente longo poderia trazer riscos ao mercado de trabalho.

Para ele, é um erro acreditar que os salários devem desacelerar de forma significativa para que a inflação caía.

Inflação

Mais cedo, no mesmo evento, Goolsbee minimizou o dado de inflação ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) mais forte que o esperado nos Estados Unidos, divulgado na terça-feira. Ele argumentou que seria inadequado se ater ao indicador de apenas um mês.

Para Goolsbee, "está totalmente claro" que a inflação está caindo nos EUA. De acordo com ele, a área que ainda inspira cautela é o de preços de habitação.

China

Questionado sobre os riscos associados à uma desaceleração da economia da China, Goolsbee reconheceu que uma eventual recessão de larga escala no país asiático teria repercussões para os EUA e traria a possibilidade de uma contração da atividade norte-americana.

DÓLAR ACIMA DE R$ 5, BOLSA ABAIXO DE 140 MIL PONTOS E SELIC A 8%: O QUE ESPERAR DO MERCADO AGORA?

Todo mundo sabe que o ano só começa de fato depois do Carnaval e agora que a folia está chegando ao fim, o investidor já tem pistas do que esperar para 2024. O Bank of America (BofA) fez uma pesquisa na América Latina e traçou os possíveis cenários para o dólar, para a bolsa e para a taxa de juros no Brasil a partir de agora. 

De cara, o levantamento mostra que o grau de otimismo com a bolsa brasileira em 2024 diminuiu, ao mesmo tempo que a aposta de dólar mais forte aumentou. 

Agora, 47% dos participantes do mercado esperam que o Ibovespa fique acima de 140 mil pontos no final do ano contra 63% da pesquisa anterior, feita em janeiro. Acompanhe nossa cobertura ao vivo dos mercados.

Para o câmbio, cresceu este mês a aposta de dólar no intervalo de R$ 4,81 a R$ 5,10. No mês passado, 70% dos gestores previam dólar abaixo de R$ 4,80 — um número que caiu para menos de 20% hoje.

Leia mais.

JUROS (DIs) SOBEM HOJE

Os juros brasileiros sobem no pregão de hoje, em movimento de ajuste ao CPI dos Estados Unidos da última terça-feira (13). O alívio nos Treasurys, os títulos do Tesouro norte-americanos, limita a alta do dia.

CÓDIGONOMEULTABE
DI1F25DI Jan/2510,04%10,01%
DI1F26DI Jan/269,83%9,80%
DI1F27DI Jan/2710,00%9,98%
DI1F28DI Jan/2810,26%10,24%
DI1F29DI Jan/2910,44%10,42%
DI1F30DI Jan/3010,60%10,59%
DI1F31DI Jan/3110,68%10,68%
DI1F32DI Jan/3210,73%10,67%
DI1F33DI Jan/3310,79%10,76%
Fonte: Broadcast
JURO DE TREASURY DE 10 ANOS RENOVA MÍNIMA DO DIA

O yield (rendimento) dos títulos de 10 anos do governo norte-americano, usados como referência no mercado, renovaram a mínima do dia, ao tocarem 4,272%.

O movimento vem na esteira de uma tentativa de recuperação de Wall Street das perdas da sessão anterior, quando dados mostraram uma inflação mais quente do que a esperada pelo mercado.

A baixa do juro do Treasury de 10 anos também segue o avanço das ações de tecnologia. As ações da Nvidia sobem 2,5%, fazendo com que a capitalização de mercado da fabricante de chips supere a da Alphabet, outro membro do “Magnificent 7”, ou 7 Magníficas, como são chamadas as setes maiores empresas de tecnologia dos EUA.

ABERTURA DOS MERCADOS

O Ibovespa começou o dia em queda de 0,18%, aos 127.797 pontos. Já o dólar à vista sobe 0,20%, cotado a R$ 4,9710.

FUNDOS IMOBILIÁRIOS HOJE

Dois fundos imobiliários da B3 que atuam no segmento de lajes corporativas voltam do feriado de Carnaval em situações muito diferentes nesta quarta-feira (14).

Enquanto o RBR Properties (RBRP11) deve turbinar os dividendos após vender um imóvel com lucro, o Torre Norte (TRNT11) registrou queda nos rendimentos com o impacto de calotes de locatários.

O TRNT11 comunicou, na última sexta-feira (14), ter recebido alguns aluguéis vencidos que, somados, resultariam em um ganho R$ 0,07 por cota na distribuição de proventos.

Parte das locatárias do FII, porém, deixou de depositar o aluguel referente a janeiro deste ano. A ausência dos pagamentos, por sua vez, subtraiu cerca de R$ 0,17 por cota do resultado.

Leia mais.

AÇÕES DA UBER SOBEM FORTE EM NY

As ações da Uber colocaram o pé no acelerador após anúncio, nesta quarta-feira (14), do primeiro programa de recompra de ações da empresa. O valor, segundo o comunicado, pode chegar até US$ 7 bilhões (R$ 34,7 bilhões).

Os investidores reagem positivamente e os papéis da Uber sobem 10,25%, às 12h (horário de Brasília).

O programa da Uber é uma sinalização de perspectiva positiva sobre o desempenho da companhia. Em nota, o CFO, Prashanth Mahendra-Rajah, afirmou que a decisão é um "voto de confiança no forte momento financeiro da empresa". 

"Seremos cuidadosos no que se refere ao ritmo de nossa recompra, começando com ações que compensem parcialmente a remuneração baseada em ações e trabalhando para uma redução consistente no número de ações", afirmou ele.

Leia mais.

ABERTURA EM NOVA YORK

As bolsas de Nova York abriram em alta nesta quarta-feira (14).

Os investidores buscam dar um tom positivo aos negócios após as perdas de mais de 2% no pregão da véspera. Na ocasião, a reação negativa veio após o índice de preços ao consumidor (CPI, em inglês) dos EUA vir pior do que o esperado.

  • S&P 500: +0,44%
  • Dow Jones: +0,15%
  • Nasdaq: +0,60%

Na Europa, o tom também é majoritariamente positivo após dados regionais.

Confira:

  • DAX: +0,21%
  • FTSE 100: +0,77%
  • CAC 40: +0,52%
  • Euro Stoxx 50: +0,30%
BITCOIN (BTC) TEM RALI COM AJUDA DE ETFS NOS EUA

A maior criptomoeda do planeta ainda está em ritmo de carnaval. O bitcoin (BTC) aproveitou o ritmo dos animados sambas-enredo brasileiros para subir 20% nos últimos sete dias e renovar patamares de preço que não eram vistos desde 2021.

Com isso, o BTC voltou a acumular um valor de mercado acima de US$ 1 trilhão após a recente valorização. Os responsáveis por isso são os ETFs de bitcoin spot (à vista) dos Estados Unidos, que vem consumindo o suprimento disponível de criptomoedas no mercado. 

O aumento da demanda pela criptomoeda — somada com a relativa manutenção da oferta — gerou uma disparada das cotações. 

Confira o desempenho das dez maiores criptomoedas do mundo hoje:

Leia mais.

ADRS DE VALE E PETROBRAS 

Os recibos de ações (ADRs) de Vale e Petrobras operam em alta no pré-mercado em Nova York. 

  • Petrobras (PBR): 0,83%, a US$ 17,09;
  • Vale (VALE): 0,91%, a US$ 13,29. 
MERCADO DE COMMODITIES 

Os contratos futuros de petróleo operam em alta nesta quarta-feira (14).

Por volta das 9h50, o Brent, considerado referência no mercado internacional, para abril avançava 0,16%, a US$ 82,90 o barril.

No mesmo horário, o WTI para março subia 0,06%, a US$ 77,92 o barril.

COMO LULA PRETENDE AJUDAR BOULOS EM SP

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pretende se envolver ativamente na disputa pela Prefeitura de São Paulo neste ano. E para fortalecer a candidatura do deputado Guilherme Boulos (PSOL-SP) pretende se valer de um recurso antigo de políticos em ano eleitoral: inaugurar obras.

Entre os lançamentos do governo federal que vão servir de palanque para o psolista, estão duas unidades do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) e o câmpus Itaquera da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). A informação foi noticiada pela CNN Brasil e confirmada pelo Estadão.

O governo Lula também deve anunciar iniciativas em outras áreas, como saúde e habitação.

No ano passado, o presidente já assinou o contrato de início de obras de um conjunto habitacional acompanhado de Boulos. O evento ocorreu na zona leste da capital, servindo para impulsionar a pré-candidatura do líder sem-teto.

Leia mais.

ZONA DO EURO EVITA RECESSÃO E SURPREENDE COM EXPANSÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL

A produção industrial da Zona do Euro subiu 2,6% em dezembro ante novembro de 2023, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta quarta-feira (14) pela Eurostat.

O resultado surpreendeu analistas consultados pela FactSet, que previam recuo de 0,2% no período. No confronto anual, a produção industrial do bloco teve expansão de 1,2% em dezembro.

Neste caso, o consenso da FactSet era de queda de 4,4%. A Eurostat também revisou números da produção de novembro, para ganho mensal de 0,4% e redução anual de 5,4%.

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro ficou estável no quarto trimestre de 2023 ante os três meses anteriores, segundo revisão divulgada pela Eurostat.

Com a estabilidade, o bloco evitou entrar em recessão técnica no fim do ano passado, depois de sua economia encolher 0,1% no terceiro trimestre ante o segundo.

Na comparação anual, o PIB da zona do euro teve leve expansão de 0,1% entre outubro e dezembro. Os resultados do PIB confirmaram estimativas preliminares, divulgadas no fim de janeiro, e vieram em linha com as previsões de analistas consultados pela FactSet.

Os dados positivos da produção industrial e a estabilidade do PIB da zona do euro são um sinal positivo para a economia do bloco, que enfrenta desafios como a alta da inflação e a guerra na Ucrânia.

A expectativa é que a economia da zona do euro continue a crescer em 2024, mas a um ritmo mais lento do que em 2023.

*Com informações do Estadão Conteúdo

AGENDA SEMANAL

Os investidores brasileiros voltam do feriado de Carnaval com um cenário de baixa liquidez pela frente. Isso porque a China também festeja e mantém suas bolsas fechadas para a comemoração do ano novo lunar no país. 

A temporada de balanços só deve voltar com força ao Brasil na semana que vem, sem mas destaques para os próximos dias.

No Reino Unido, a divulgação do Índice de Preços ao Consumidor (CPI) e da Produção Industrial de dezembro foram divulgados mais cedo nesta quarta-feira (14).

Enquanto isso, na Zona do Euro, discursos de figuras-chave do Banco Central Europeu (BCE) e dados econômicos, como o PIB do 4º trimestre e a taxa de desemprego, serão pontos de atenção.

Leia mais.

AGENDA DO DIA
HorárioPaísEvento
--BrasilMercados abrem às 13h
4h00Reino UnidoONS: CPI - Jan; Núcleo do CPI - Jan
4h00Reino UnidoONS: Produção Industrial - Dez
5h30CroáciaVice-presidente do BCE, Luis de Guindos discursa na conferência anual dos bancos centrais do Mediterrâneo
7h00Zona do euroEurostat: PIB - 4º tri (preliminar); Eurostat: taxa de desemprego - 4º tri (preliminar)
7h00Zona do euroEurostat: produção industrial - Dez
11h00BélgicaDirigente do BCE, Piero Cipollone discursa em audiência sobre euro digital em comité do Parlamento Europeu
12h00Reino UnidoPresidente do BoE, Andrew Bailey discursa em audiência do Parlamento do Reino Unido
12h30EUAPresidente do Fed de Chicago, Austan Goolsbee participa de sessão de perguntas e respostas no Conselho de Relações Exteriores
12h30EUADoE: estoques de petróleo - semana até 09/02
13h30BélgicaDirigente do BCE, Piero Cipollone participa de evento do EuroCommerce
14h00AlemanhaDirigente do BCE, Joachim Nagel participa de painel em evento do Citizens' Forum
16h00ArgentinaIndec: inflação ao consumidor (CPI) - Jan
18h00EUAVice-presidente de Supervisão do Fed, Michael Barr participa da Conferência Anual da Associação Nacional de Economia Empresarial (Nabe, na sigla em inglês)
20h50JapãoStat: PIB - 4° tri (preliminar)
Fonte: Broadcast
FUTUROS DE NOVA YORK AMANHECEM NO AZUL

Os índices futuros das bolsas de valores de Nova York amanheceram no azul nesta quarta-feira.

Na véspera, Wall Street amargou duras perdas na esteira dos dados da inflação ao consumidor norte-americano em janeiro.

Para hoje não há indicadores relevantes previstos, mas dois dirigentes do Fed farão aparições públicas.

Confira:

  • S&P 500 futuro: +0,42%
  • Dow Jones futuro: +0,24%
  • Nasdaq futuro: +0,63%
BOLSAS EUROPEIAS ABREM EM LEVE ALTA

As principais bolsas de valores da Europa abriram em leve alta nesta quarta-feira.

O desempenho do mercado de ações é um pouco melhor em Londres, onde os investidores reagem a dados de inflação abaixo das expectativas.

Os investidores consideram que o indicador aumentaria as chances de o Banco da Inglaterra (BoE) começar a cortar os juros. Eles aguardam agora a revisão do PIB e os números da produção industrial da zona do euro.

Confira:

  • DAX: +0,18%
  • FTSE 100: +0,83%
  • CAC 40: +0,40%
  • Euro Stoxx 50: +0,29%
INFLAÇÃO SOBE MENOS QUE O ESPERADO NA INGLATERRA

A inflação ao consumidor britânico cresceu menos do que se esperava em janeiro.

O índice de preços ao consumidor do Reino Unido avançou 0,4% na passagem de dezembro para janeiro e acumulou alta de 4% em 12 meses.

Já o núcleo da inflação subiu 5,1% no acumulado em 12 meses. Analistas esperavam altas de 4,2% no índice cheio e de 5,2% nos núcleos.

BOLSAS DA ÁSIA FECHAM EM BAIXA

As principais bolsas de valores da Ásia voltam aos poucos dos feriados dos últimos dias.

Hoje foi a vez de a bolsa de Hong Kong retomar as operações. A bolsa chinesa fechou em alta de 0,84%, mas foi uma exceção nesta quarta-feira.

A bolsa de Tóquio caiu 0,69% hoje. Os investidores realizaram lucros depois de o mercado japonês ter fechado na véspera no nível mais alto desde janeiro de 1990.

Já a bolsa de Seul acompanhou a aversão ao risco observada em Wall Street e fechou em queda de 1,10%.

Enquanto isso, as bolsas de Xangai e Taiwan seguem fechadas por causa dos festejos do ano-novo lunar.

Confira:

  • Nikkei: -0,69%
  • Xangai: (Não abriu em virtude do feriado local)
  • Hang Seng: +0,84%
  • Kospi: -1,10%
O QUE ROLOU NOS MERCADOS ONTEM?

As bolsas de valores de Nova York abriram em queda nesta terça-feira (13). Os índices futuros já vinham sinalizando uma abertura no vermelho em Wall Street.

No entanto, o primeiro dado de inflação referente a 2024 mostrou uma alta de preços mais forte do que a esperada.

Diante disso, a reação inicial dos investidores leva a uma queda acentuada nos índices Dow Jones, S&P-500 e Nasdaq já na abertura.

Logo nos primeiros movimentos do mercado, o Dow Jones cedia 0,83%, o S&P-500 recuava 1,25% e a queda do Nasdaq oscilava em torno da marca de 2%.

A inflação nos Estados Unidos também acentuou a queda observada nas bolsas da Europa. Por volta das 11h30, o índice pan-europeu Stoxx-600 caía pouco mais de 1%.

Vale lembrar que o Ibovespa não abriu em virtude do feriado de Carnaval.

Veja o que movimentou a última terça-feira (13).

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Petrobras (PETR4) limita ganhos do Ibovespa; dólar cai a R$ 5,10 e recua mais de 1% na semana

17 de maio de 2024 - 17:35

RESUMO DO DIA: Como uma montanha-russa, o Ibovespa iniciou a semana em alta com a ata do Copom que aliviou, momentaneamente, o temor dos investidores. Mas Petrobras (PETR4) roubou a cena com a demissão repentina de Jean Paul Prates da presidência da estatal. Com isso, o Ibovespa termina a última sessão da semana em baixa […]

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa se recupera do tombo de Petrobras (PETR4) e fecha em alta; dólar cai a R$ 5,13

16 de maio de 2024 - 17:40

RESUMO DO DIA: Após um dia de tensão por conta das mudanças na Petrobras (PETR4), o Ibovespa conseguiu conter as perdas embalado pelas máximas em Wall Street. O principal índice da bolsa brasileira terminou a sessão com alta de 0,20%, aos 128.283 pontos. O dólar fechou a R$ 5,13, com baixa de 0,13% no mercado […]

TEMPOS DE GLÓRIA CHEGARAM?

Nas alturas: Dow Jones ultrapassa os 40 mil pontos pela primeira vez na história 

16 de maio de 2024 - 16:30

Quando começou a operar, Dow Jones era composto apenas por 12 ações. Hoje, o índice tem ações das 30 maiores empresas dos Estados Unidos

DESTAQUES DA BOLSA

De malas prontas: Presidente e dois membros do conselho da CVC (CVCB3) renunciam; ações caem mais de 7% na B3 

16 de maio de 2024 - 13:41

Valdecyr Maciel Gomes renunciou ao cargo depois de três anos na função; movimentação acontece uma semana após balanço do primeiro trimestre

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Petrobras (PETR4) rouba as atenções e Ibovespa fecha em queda em dia de NY nas máximas; dólar sobe a R$ 5,13

15 de maio de 2024 - 17:16

RESUMO DO DIA: Sinal vermelho para os mercados: a repentina demissão de Jean Paul Prates da presidência da Petrobras (PETR4) pegou os investidores de surpresa e as atenções se voltaram para os desdobramentos da mudança no comando da companhia. Dado o peso de Petrobras no principal índice da bolsa brasileira, o Ibovespa terminou o pregão […]

VOLATILIDADE

Opções de venda de ações da Petrobras (PETR4) disparam mais de 1000% com ruído em torno da demissão de CEO

15 de maio de 2024 - 15:06

Investidores com posições em opções de venda de ações da Petrobras lucram com o estrago provocado pelo anúncio da saída de Jean Paul Prates

O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Magda Chambriard vai virar a Petrobras (PETR4) de ponta-cabeça? Veja o que pensa a indicada de Lula para suceder Prates

15 de maio de 2024 - 14:06

Compilamos as opiniões da Magda Chambriard sobre os investimentos, os dividendos e o futuro da Petrobras

DANÇA DAS CADEIRAS

Prates não sai sozinho: Petrobras (PETR4) anuncia demissão de CFO e nomeia presidente interina 

15 de maio de 2024 - 13:22

A estatal confirmou Clarice Coppetti, atual diretora executiva de assuntos corporativos, como presidente interina

O DIA QUE NÃO TERMINOU

O que fazer com as ações da Petrobras (PETR4) agora? Saiba se é hora de vender ou se a queda abriu oportunidade

15 de maio de 2024 - 12:42

O ruído em torno da saída de Jean Paul Prates na presidência da estatal já custou a perda de mais de R$ 60 bilhões em valor de mercado

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa avança com ata do Copom, enquanto dólar cai a R$ 5,13; Hapvida (HAPV3) e Natura (NTCO3) chamam atenção após balanços

14 de maio de 2024 - 17:27

RESUMO DO DIA: Dizem que para toda pergunta há uma resposta. Pois bem, o mercado finalmente recebeu a sua hoje, com a divulgação da ata do Copom, após a decisão dividida sobre o corte de 0,25 ponto percentual na taxa Selic. No documento, a explicação foi resumida por uma decisão “técnica”, nada além disso. Afastando […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar