🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-02-17T16:07:56-03:00
Estadão Conteúdo
PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS

De olho na Petrobras (PETR4), Lula manda recado ao mercado e diz que vai ‘abrasileirar’ o preço da gasolina

“O preço vai ser brasileiro, porque os investimentos são feitos em reais, a gente vai tirar gasolina, a gente vai aumentar a capacidade de refino”, prometeu o ex-presidente

17 de fevereiro de 2022
16:07
Lula
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a revisão da política de preços da Petrobras - Imagem: Shutterstock

Ciente da repercussão de suas declarações no mercado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou entrevista à rádio Progresso FM, de Cariri (CE), para mandar recados a representantes do setor.

Sua principal mensagem nesta quinta-feira, 17, foi a repetição de que, se voltar ao governo, ele vai "abrasileirar" o preço do combustível. Lula já tinha declarado que acabaria com a paridade internacional de preços da estatal.

"Eu sei que o mercado fica nervoso quando eu falo, mas eu quero que eles pensem o seguinte: Nós vamos abrasileirar o preço da gasolina. O preço vai ser brasileiro, porque os investimentos são feitos em reais, a gente vai tirar gasolina, a gente vai aumentar a capacidade de refino", prometeu o ex-presidente, criticando a venda de refinarias no País, e declarando a necessidade de se fazer mais refinarias.

Durante a entrevista, o mercado esteve presente nas falas do presidente. "Eu não vou pedir voto pro mercado, eu vou pedir voto pro povo brasileiro, porque o povo brasileiro é o grande mercado que eu quero ajudar nesse país", afirmou. "O mercado não existirá se não existir o povo com capacidade de trabalhar e de consumir", destacou.

Sobre a apreensão dos empresários com relação a sua chegada ao Planalto, o petista lembrou que 1989, quando o empresário Mario Amato, ex-presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), declarou que se ele fosse eleito "uns 800 mil empresários vão deixar o Brasil".

Uma bobagem imensa, classificou Lula. "Demorei um pouco e ganhei as eleições e nunca os empresários ganharam tanto dinheiro como ganharam no meu governo".

"O mercado vai me agradecer, porque ao invés do mercado ver alguém dormindo na sarjeta e nas ruas de Fortaleza, ao invés do mercado ver alguém dormindo na sarjeta da Avenida Paulista, ao invés da gente ver a morte daquele congolês lá no Rio de janeiro aquele jovem que foi assassinado brutalmente em um quiosque da praia, a gente vai ver um povo feliz", disse o ex-presidente.

"Essa é uma coisa que o mercado vai ter que se acostumar, porque eu não quero que o mercado venha fazer pergunta pra mim o que eu vou fazer, eu quero perguntar pro mercado o que eles vão fazer pelo País", disse.

Na esteira de críticas, o ex-presidente também reclamou da privatização da Eletrobrás. "Vai aumentar mais a energia elétrica, para deixar o povo mais no escuro, porque os empresários privados não têm preocupação se o povo está vivendo no escuro [...] o que ele quer é lucro", afirmou. "Quem tem que cuidar do povo é o Estado", pontuou.

GUIA PARA BUSCAR DINHEIRO: baixe agora o guia gratuito com 51 investimentos promissores para 2022 e ganhe de brinde acesso vitalício à comunidade de investidores Seu Dinheiro

A opinião foi a mesma com relação aos Correios. "Eu queria dizer pra você que o correio vai continuar funcionando porque o correio presta um serviço extraordinário para o povo brasileiro" disse.

"Nós vamos manter os carteiros e os correios funcionando não se preocupe que no nosso governo ele será fortalecido e não prejudicado" afirmou, apesar de declarar que não é a favorável à "estatização de tudo" somente a de empresas estratégicas que atendam aos interesses do País.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

ELEIÇÕES 2022

Ô abre alas que Braga Netto vem aí! General da reserva é exonerado e tem caminho livre para ser vice de Bolsonaro

Bolsonaro havia confirmado no domingo (27) o nome de Braga Netto como seu vice na chapa que disputará a reeleição deste ano, causando um pouco de desconforto entre aliados que esperavam a escolha de Tereza Cristina (PP), ex-ministra da Agricultura

SEMANA EM CRIPTO

Bitcoin (BTC): o pior investimento do semestre tenta sobreviver aos dados de emprego nos EUA; confira o que mexe com as criptomoedas na próxima semana

Entre os destaques da semana, estão a liquidação de ativos da Three Arrows Capital, pechinchas no mercado cripto e mais

CAÇANDO MARRUÁ

Bitcoin (BTC) no cabresto? UE tenta domar o mundo das criptomoedas com marco regulatório; saiba como

O acordo é provisório e inclui uma proposta que cobre emissores de criptoativos não lastreados e também as chamadas stablecoins, bem como as plataformas de negociação e as carteiras nas quais os ativos digitais são mantidos

O MEDO DA RECESSÃO

Meta em crise: Mark Zuckerberg quer contratar menos funcionários e demitir mais gente a partir de agora

A dona do Facebook espera um segundo semestre de vacas magras e enfrentará um severo corte de gastos; por isso, a companhia prioriza equipes mais enxutas e agressivas

ELEIÇÕES 2022

É só mais essa! Líder nas pesquisas, Lula descarta tentar reeleição se derrotar Bolsonaro em outubro

Em entrevista, Lula disse que ‘daqui a 4 anos vai ter gente nova’, criticou o Congresso e prometeu retirar sigilos impostos por Bolsonaro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies