Menu
2018-10-06T21:58:15-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Eleições 2018

Datafolha aponta que eleição terá segundo turno entre Bolsonaro e Haddad

Candidato do PSL subiu para 36% das intenções de voto, enquanto o petista se manteve com 22%

6 de outubro de 2018
21:00 - atualizado às 21:58
bolsonaro-haddad
Jair Bolsonaro e Fernando Haddad - Imagem: Montagem: Victor Matheus

Parece que vai dar segundo turno entre PSL e PT. O Datafolha divulgou neste sábado, 6, sua última pesquisa de intenção de voto para presidente antes do primeiro turno. De acordo com o levantamento, Jair Bolsonaro (PSL) atingiu 36% das intenções de voto. Fernando Haddad (PT) se manteve com 22%, enquanto Ciro Gomes (PDT) oscilou dois pontos para cima e atingiu 13%.

Veja os números completos:

Jair Bolsonaro (PSL): 36%
Fernando Haddad (PT): 22%
Ciro Gomes (PDT): 13%
Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
Marina Silva (REDE): 3%
João Amoêdo (NOVO): 3%
Alvaro Dias (PODE): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Cabo Daciolo (PATRI): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Vera (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Em branco/nulo/nenhum: 6%
Não sabe: 4%

Votos válidos confirmam segundo turno

O Datafolha também fez um levantamento dos votos válidos, que desconsidera os votos Brancos, Nulos e indecisos. É esse parâmetro que o TSE utiliza para definir o resultado oficial das urnas e a possibilidade de um segundo turno. Nesse levantamento, Bolsonaro aparece com 40% das intenções de voto, enquanto Haddad tem 25% e Ciro 13%.

Veja os números:

Jair Bolsonaro (PSL): 40%
Fernando Haddad (PT): 25%
Ciro Gomes (PDT): 15%
Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
Marina Silva (REDE): 3%
João Amoêdo (NOVO): 3%
Alvaro Dias (PODE): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Cabo Daciolo (PATRI): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%

Rejeição

Bolsonaro e Haddad chegam ao fim do primeiro turno com as maiores taxas de rejeição entre o eleitorado. Segundo o Datafolha, 44% da população rejeita o candidato do PSL, enquanto 41% rejeita o petista.

Veja os números:

Jair Bolsonaro (PSL): 44%
Fernando Haddad (PT): 41%
Marina Silva (REDE): 31%
Geraldo Alckmin (PSDB): 24%
Ciro Gomes (PDT): 21%
Henrique Meirelles (MDB): 15%
Guilherme Boulos (PSOL): 15%
Cabo Daciolo (PATRI): 15%
Alvaro Dias (PODE): 15%
Eymael (DC): 14%
Vera (PSTU): 13%
João Amoêdo (NOVO): 12%
João Goulart Filho (PPL): 12%
Não sabe: 3%
Votaria em qualquer um/ não rejeita nenhum: 1%
Rejeita todos/ não votaria em nenhum: 2%

Simulações de segundo turno

Foram feitas quatro simulações de segundo turno entre os candidatos mais bem posicionados na primeira etapa. Se a eleição fosse hoje, Bolsonaro estaria tecnicamente empatado com Haddad, Alckmin e Ciro.

Bolsonaro 45% x 43% Haddad (branco/nulo: 10%; não sabe: 2%)
Ciro 47% x 43% Bolsonaro (branco/nulo: 8%; não sabe: 2%)
Bolsonaro 43% x 41% Alckmin (branco/nulo: 13%; não sabe: 2%)
Alckmin 41% x 38% Haddad (branco/nulo: 18%; não sabe: 2%)

O Datafolha ouviu 19.552 eleitores entre 5 e 6 de outubro, e a pesquisa tem uma margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Número de casos do novo coronavírus no Brasil ultrapassa 510 mil

Com 480 mortes registradas nas últimas 24 horas, o número de óbitos pela covid-19 chega a 29.314

governo diante da crise

Bolsonaro atrasa promessas contra covid-19

Foram 17 compromissos sobre medidas de combate à pandemia entre 17 de março e 21 de abril. Dessas, 41% não foram cumpridas integralmente

crise em debate

Na China, preço do minério de ferro dispara 24%

Negociadores temem que a situação da pandemia por aqui provoque interrupções na cadeia de fornecimento do material

em meio à pandemia

Em Brasília, Bolsonaro vai a manifestação contra STF; São Paulo tem ato pró-democracia

Supremo tem sido alvo de ataques por parte do presidente após a Corte autorizar o cumprimento de mandados de busca e apreensão de aliados

conflito entre poderes

Ministro do STF compara Brasil à Alemanha de Hitler e diz que bolsonaristas querem ditadura

Em mensagem a ministros da corte, Celso de Melo diz que “é preciso resistir à destruição da ordem democrática”, segundo informações obtidas pela Folha de S. Paulo

histórico

SpaceX, de Elon Musk, chega à Estação Espacial; veja vídeo

Empresa finalizou primeira parte da missão espacial com astronautas da Nasa; operação deve abrir caminho para futuras viagens, inclusive turísticas

caos no país

EUA têm quinta noite seguida de protestos; ao menos 20 cidades declaram toque de recolher

Manifestações insurgiram após a morte de um homem negro de 46 anos, asfixiado por um policial branco no último dia 25; total de prisões é de 1,7 mil

DE OLHO NO LONGO PRAZO

Ouro ou imóveis: qual o melhor investimento para defender seu patrimônio?

Na hora da crise, os dois investimentos são considerados capazes de salvar seu dinheiro do derretimento dos mercados no longo prazo.

crise de saúde

Brasil tem 28.834 mortes por covid-19

Foram incluídas nas estatísticas 33.274 novas pessoas infectadas com o novo coronavírus, somando 498.440 casos confirmados

conflito entre poderes

‘Tudo aponta para uma crise’, diz Bolsonaro sobre decisões do STF e e TSE

Decisões recentes de Cortes miram a família, aliados e a sua campanha presidencial em 2018

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements